Tag: Turistas

22 jul por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Ninguém impede “visitas” ao Morro do Careca, apesar da interdição

Interditado desde o final da década de 90, para implantação de uma cerca de proteção para preservar a mata de restinga e também para a areia não descer, provocando a diminuição da sua altura, o Morro do Careca não tem mais recebido a devida atenção por parte da segurança pública, tanto que turistas - talvez desavisados da proibição - sobem e se divertem tranquilamente, em um dos principais cartões postais de Natal. A redação do Portal Companhia da Notícia recebeu fotografias e um vídeo, feitos hoje (22) à tarde, denunciando o descaso. Mas o que se esperar de um Estado totalmente inseguro? Que agentes de segurança garantissem a integridade do famoso Morro da Praia de Ponta Negra?! Seria querer demais, não? https://youtu.be/NI4Q718KA5g Com informações do site da Associação Potiguar Amigos da Natureza Foto e vídeo: Francisco Carlos Cardoso
2 mar por João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Pesquisa constata aprovação de turistas e natalenses do carnaval de 2016

[caption id="attachment_44012" align="aligncenter" width="1211"]CARLOSEDUARDO-E-MARCELOQUEIROZ1 Prefeito de Natal, Carlos Eduardo, e o presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz[/caption] O Carnaval de Natal 2016 foi aprovado pelos turistas e natalenses que aproveitaram a folia de Momo na capital potiguar. A constatação foi apresentada nesta quarta-feira (2) pelo presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (Fecomércio RN), Marcelo Queiroz, em entrevista coletiva que contou com a presença do prefeito de Natal, Carlos Eduardo. O dirigente da Fecomércio RN detalhou a pesquisa e apontou que 94% do público recomendaria o Carnaval de Natal para amigos e familiares. A presença maciça dos potiguares na festa justifica a queda de arrecadação que foi acima de R$ 39 milhões em 2016. “Essa diminuição de arrecadação em comparação a 2015, que foi de R$ 54 milhões, é justificada pelo momento de dificuldades que a economia brasileira atravessa. O potiguar tem um gasto médio menor que os turistas, já que as despesas diminuem. Os brasileiros estão cautelosos na hora de gastar o dinheiro”, explicou Marcelo Queiroz. O presidente da Fecomércio RN também expôs que os turistas buscaram outros destinos, além de Natal, para aproveitar o Carnaval. As praias potiguares foram o principal destino extra, com destaque para Pirangi, Búzios, Touros e Baía Formosa. “A Prefeitura acertou na volta do Carnaval e fez escolhas corretas nas atrações musicais para a festa. Ficamos surpresos com a queda na movimentação financeira, mas ela é compreensível. O importante é que o dinheiro ficou na cidade. E ficou porque teve Carnaval. Temos muito trabalho para fazer, de forma antecipada, nos hotéis, agências de viagens, em todo o segmento turístico”, afirmou Queiroz. Carlos Eduardo Alves agradeceu a parceria da Federação do Comércio com a Prefeitura e com o evento, tanto como patrocinador e por elaborar a pesquisa, para ter uma ideia da movimentação econômica e a satisfação do público com o Carnaval natalense. “Nós trouxemos de volta o Carnaval de Natal, que havia desaparecido. Em 2015, ele ressurgiu das cinzas, resgatando a alegria dos cidadãos, apostamos nisso. Esperávamos, no ano passado, alcançar 100 mil pessoas, mas passamos de 300 mil. Este ano, chegamos próximo das 400 mil pessoas e a tendência é o crescimento”, declarou o gestor municipal. O prefeito amenizou a queda da movimentação financeira, dizendo, “que mesmo diante da crise econômica, o Carnaval gerou uma movimentação de R$ 40 milhões”. Carlos Eduardo comentou que escutou depoimentos dos natalenses que elogiaram o evento. “A festa voltou e nunca mais vai embora. A cada ano, o Carnaval de Natal vai envolver ainda mais a população. É um projeto definitivo para Natal e sua economia”, disse ele. A íntegra da pesquisa está disponível no site da Fecomércio RN (www.fecomerciorn.com.br).   Fonte: Assessoria de Comunicação da Presidência do Sistema Fecomércio RN
8 jan por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Isenção de vistos proposta por Henrique Alves ganha repercussão pelo mundo

HENRIQ1 A decisão do governo brasileiro de isentar turistas da Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão foi elogiada em comunicado oficial da World Travel & Tourism Concil (WTTC) - uma das mais respeitadas instituições do setor no mundo. A medida foi articulada pelo ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (FOTO), em parceria com os ministérios da Justiça e das Relações Exteriores e pode resultar em um aumento de cerca de 20% no número de visitantes desses países durante a competição. “O reconhecimento internacional mostra que estamos no caminho certo para fazer da Olimpíada um marco para o turismo no Brasil”, comemorou o ministro Henrique Eduardo Alves. Na avaliação de David Scowsill, presidente da WTTC, a dispensa da exigência de vistos durante a Olimpíada foi um grande passo. “Nós incentivamos que o governo amplie essa política após o fim dos Jogos Olímpicos”, disse. De acordo com a WTTC, processos como acordos de isenção de vistos e programas de viajantes são essenciais para garantir a passagem segura e suave do visitante internacional. A medida adotada pelo Brasil é válida entre 1º de junho e 18 de setembro de 2016 e levou em conta uma série de fatores, tais como elevado fluxo emissivo internacional dos países escolhidos, histórico positivo no envio de turistas ao Brasil, países que mais gastam no Brasil, forte tradição olímpica e baixo risco migratório e de segurança. A medida começa a ganhar repercussão também na imprensa internacional. A Condé Nast Traveler, uma publicação de grande relevância, dedicada aos viajantes experientes em busca de arte, moda, arquitetura, cultura, gastronomia e compras no mundo, comemorou a medida e publicou entrevista de Henrique Eduardo Alves sobre o tema. Fonte: Assessoria de Imprensa do Ministério do Turismo
× Fale no ZAP