5 set por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Atriz Beatriz Segall morre aos 92 anos

A atriz Beatriz Segall morreu hoje, 5, aos 92 anos, confirmou a assessoria de imprensa do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde estava internada. Segundo a família, a atriz estava internada desde o dia 16 de agosto com quadro de problemas respiratórios e faleceu por volta das 12h. O velório terá início às 19h, no próprio hospital, e se estenderá até a tarde de amanhã, 6, quando será realizada a cerimônia de cremação do corpo da atriz. Beatriz Segall nasceu no Rio de Janeiro, em 25 de julho de 1926. Começou a carreira com um curso no Serviço Nacional de Teatro. Na década de 1950 foi estudar teatro e literatura na França. Por lá, conheceu o futuro marido Maurício Segall, filho do pintor Lasar Segall. De volta ao Brasil, Beatriz se afastou dos palcos, se dedicando à família e aos três filhos por cerca de 10 anos. Em 1964, foi convidada pelo diretor José Martinez Corrêa para substituir a atriz Henriette Morineau em uma peça do Teatro Oficina. Aceitou e retomou a carreira artística.
5 abr por João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Traficante acusado de matar dois PMs no RJ morre em Mossoró

TRAFICANTEMOSSORO1_POLICIACIVILDORJ Mossoró Hoje O ex-chefe do tráfico de drogas do Conjunto de Favelas da Penha e Alemão, no subúrbio do Rio de Janeiro, Ramires Roberto da Silva, de 22 anos, morreu em um dos leitos do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) na madrugada desta segunda-feira (4). Ele cumpria pena na Penintenciária Federal de Mossoró, e estava internado há cerca de cinco dias onde apresentou problemas de saúde. Ramires, foi preso dormindo no dia 27 de abril, por agentes da unidade da UPP Parque Proletário, do Conjunto de Favelas da Penha, no Subúrbio do Rio de Janeiro. Em entrevista na época, o delegado da 22ª DP (Penha) Reginaldo Guilherme da Silva, afirmou que Ramires se preparava para assumir a chefia do tráfico na Vila Cruzeiro, antes de ser preso. Ainda de acordo com o delegado, Ramires confessou participação na morte do subcomandante da UPP Vila Cruzeiro, tenente Leidson Acácio. A polícia ainda acredita que ele tenha participado do ataque que matou a policial Alda Rafael Castilho, que era lotada na UPP Parque Proletário. A soldado Alda Rafael Castilho, 26 anos, foi morta em 2 de fevereiro, baleada na barriga durante ataque contra a sede da UPP Parque Proletário, na Vila Cruzeiro. Na ocasião, outras três pessoas foram baleadas. A policial voltava para o contêiner da UPP, depois do almoço, quando foi alvejada. Ele chegou ao Presídio Federal de Mossoró em 2015, através de autorização do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ). O pedido foi feito pelo governador Luiz Fernando Pezão. No solicitação, a Secretaria de Segurança relatou que o preso integrava a cúpula de uma facção criminosa do Rio e participou de ações como os tiros disparados durante a Corrida da Paz, realizada no Parque Proletário, no Conjunto de Favelas do Alemão, em maio de 2013, e ataques à sede do Afroreggae, em agosto. Durante a internação no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), o detento era acompanhado 24h por agentes peninteciários federais. A intensa movimentação atiçou a curiosidade de pacientes e funcionários da unidade hospitalar. O corpo de Ramirez aguarda liberação para ser translado para o Rio de Janeiro. Fonte: Mossoró Hoje Com informações: G1/RJ e Blog O Câmera Foto: Cedida: Polícia Civil/RJ
4 nov por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Jornalista Marcos Pedroza morre na UTI do Hospital Ruy Pereira

MARCOSPEDROZA1 O jornalista Marcos Lira Pedroza, 58 anos, morreu nesta manhã, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral Dr. Ruy Pereira, em Natal, vítima de insuficiência renal crônica. Em sua página do Facebook, amigos vinham pedindo orações para ele, nos últimos dias, e informavam que eel havia tido um acidente vascular cerebral (AVC). Dia 14 de março passado, Marcos Pedroza fez aniversário e postou: "Aqui e agora agradeço ao carinho e atenção de todos os amigos que enviaram mensagem de parabéns pelo meu aniversário hoje 14 de março. É muito gostoso ser lembrado e querido. Obrigado a todos".
× Fale no ZAP