Tag: Luiz Almir

1 out por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Vereador-seresteiro Luiz Almir grava segundo DVD hoje à noite

LUIZALMIRCANTA2 Hoje à noite tem festa no Beto's Bar, na zona Norte de Natal, que será cenário da gravação do segundo DVD do vereador-seresteiro Luiz Almir, que há mais de vinte anos leva romantismo por meio da música a todo Rio Grande do Norte. Luiz Almir já dividiu palco com artistas consagrados, como Carlos Alexandre, Giliard, Reginaldo Rossi, Bartô Galeno e tantos outros. Ele lançou seu primeiro CD - Luiz Almir 100% Romântico - em 2005. O primeiro DVD foi gravado em dezembro do ano seguinte, no Teatro Alberto Maranhão. No repertório, sucessos de Roberto Carlos, Alcione, Fernando Mendes, Altemar Dutra e tantos outros. "Eu sou brega, sou romântico e adoro levar alegria às comunidades. Canto em festas de igrejas, em bares, em Clube de Mães, no meio da rua, não importa. O importante é cantar, transmitir ao povo a alegria, a diversão através de músicas românticas, que tocam o coração e nos enchem de amor, esse sentimento tão necessário. Se Deus quiser, teremos hoje à noite uma festa bonita, reunindo amigos, famílias, pessoas que queiram se divertir e prestigiar esse velho comunicador", disse Luiz Almir. O evento desta noite, a partir das 20 horas, contará com participações especiais de Messias Paraguai, Thiago Onasys e Grupo Adrenalina. Reserva de mesas e mais informações pelos telefones: (84) 3214-3373 / 98811-4181.     Foto: Canindé Soares
9 jul por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Obras da avenida Moema Tinôco serão retomadas até o final do mês

ROBINSONELUIZALMIR1_IVANIZIORAMOS Uma comissão de vereadores esteve reunida na tarde desta quinta-feira (9) com o governador Robinson Faria, na Governadoria, para debater sobre a retomada das obras da avenida Moema Tinôco, na zona Norte da capital, contemplada pelo Pró-Transporte. O chefe do Executivo estadual afirmou que até o final do mês as obras serão reiniciadas, garantindo a conclusão de um dos trechos viários mais importantes da capital, sobretudo pela importância turística do corredor. Um dos trechos, de 1,1 km, persiste há 12 anos com problemas de drenagem comprometendo a circulação de carros, principalmente em períodos de chuva. A solução será garantida com os recursos de financiamento do Pró-Transporte, da Caixa Econômica, e do Pró-Investe, do Banco do Brasil, que serão aplicados também em outras obras de mobilidade urbana de Natal como no prolongamento da avenida Omar O’Grady. “Serão cerca de R$ 87 milhões para investimentos em obras importantes para o RN, garantindo mais um ponto positivo na nossa luta para conquistar o hub da Latam. Dentro de 15 dias iniciaremos essa obra que é tão aguardada pela população daquela região”, garantiu o governador. ROBINSONELUIZALMIR2_IVANIZIORAMOS Outro anúncio feito na reunião foi do diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Ernesto Fraxe, que comunicou o recebimento nesta manhã do projeto executivo da terceira ponte, que liga a RN-160 com a BR-226. A reunião desta tarde teve a participação do secretário de Estado da Infraestrutura, Jader Torres, e dos vereadores Luiz Almir, articulador da reunião, Adão Eridam, Felipe Alves, cabo Jeoás Dantas, Júlio Protásio, Klaus Araújo, Hugo Manso, Ari Gomes, Fernando Lucena, Ubaldo Fernandes e Júlia Arruda.   Fonte: Assecom RN Fotos: Ivanízio Ramos
13 maio por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Câmara derruba veto e mantém projeto que beneficia artistas locais

[caption id="attachment_34403" align="aligncenter" width="2048"]LUIZALMIRPLENARIO_ELPIDIOJUNIOR Vereador Luiz Almir defendeu manutenção do texto-base do projeto de sua autoria: "Com isso, quem venceu foi o artista popular"[/caption] Na sessão ordinária desta terça-feira (12), o Plenário da Câmara Municipal de Natal derrubou o veto integral do Executivo ao Projeto de Lei de autoria do vereador Luiz Almir (PV) que estabelece um cachê mínimo para os artistas locais referente a 10% do valor recebido pelos artistas de fora. A iniciativa tem o objetivo de valorizar os talentos da terra e ajudá-los a conquistar o cenário nacional. "Faltou sensibilidade para a prefeitura quando vetou esta matéria que foi elaborada com a preocupação de promover a nossa cultura. Mas, felizmente, os parlamentares desta Casa foram lúcidos e mantiveram o texto-base do projeto. Com isso, quem venceu foi o artista potiguar", disse Luiz Almir. Já a proposta do vereador Fernando Lucena (PT) que obriga a toda casa ou apartamento acima de 100 metros quadrados de área construída possuir reservatório para armazenar água da chuva. De acordo com o líder da bancada governista, vereador Raniere Barbosa (PDT), a Procuradoria Geral do Município justificou o veto com o argumento de que a lei deveria ser oriunda de um projeto complementar e não de matéria ordinária.   Fonte: Assessoria de Comunicação da CMN / Foto: Elpídio Júnior
26 abr por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Rivaldo Fernandes: “filiação de Luiz Almir representa recuperação do tsunami da administração Micarla”

RIVALDOFERNANDES1_KALINAVELLOSO O presidente do honra do PV, Rivaldo Fernandes (FOTO), entende que a filiação do vereador Luiz Almir ao Partido Verde representa “a volta da legenda ao cenário político da capital”. Segundo ele, num passado próximo, o PV chegou a ser a segunda bancada de vereadores na capital do Estado, inclusive conquistando a Prefeitura de Natal, entretanto, “naufragou no tsunami ambiental-administrativo resultando no isolamento político da então prefeita Micarla de Sousa”. Para o agitador ecológico, faltou uma aliança política que fizesse de Natal uma cidade social e ambientalmente sustentável. De acordo com Rivaldo Fernandes, a ascensão de Luiz Almir ao posto de presidente do Diretório do PV, significa também, a retomada de um perfil popular no comando da legenda na capital. O presidente de honra do PV destacou, ainda, o esforço que está sendo feito pelo presidente do Partido Verde no Estado objetivando reestruturar a legenda em todo o Rio Grande do Norte, preparando-se assim, para disputar o pleito do próximo ano com chances reais de eleger uma bancada expressiva de vereadores começando pela capital e projetando em todo o Estado. Pré-candidato a vereador no vizinho Município de Parnamirim, Rivaldo Fernandes diz que vai manter um entendimento com o potencial candidato a prefeito apoiado pelo prefeito Maurício Marques, o secretário de Obras Naur Ferreira, objetivando a formalização de uma aliança para as eleições do próximo ano.
24 abr por João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Luiz Almir assume PV admitindo disputar Prefeitura de Natal no próximo ano

LUIZALMIRPOSSEPV_VALVALZINHO O vereador Luiz Almir admite ser candidato a prefeito de Natal nas eleições do próximo ano, caso seja convocado pelo seu partido e reúna condições político-partidárias-eleitorais para que isso ocorra. Ele deu essa declaração momentos antes de assumir o Diretório Municipal do Partido Verde, em solenidade presidida pelo presidente estadual da legenda, ex-senador Paulo Davim, contando com a presenças do ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves; prefeito de Natal, Carlos Eduardo; deputados estaduais Kelps Lima e Jacó Jácome; vereadores Franklin Capistrano, Ubaldo Fernandes,  Klaus Rêgo, Aquino Neto e Raniere Barbosa, além do representante do Governo do RN, Hudson Pereira, do presidente de honra do PV, Rivaldo Fernandes, prefeito de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado e do vice-presidente do PV, Walter Fonseca. “Vamos iniciar um processo de fortalecimento do PV, priorizando mais a qualidade dos seus quadros do que a quantidade”, disse Luiz Almir, reiterando que o seu projeto político será se reeleger vereador, mas deixando claro que gosta de enfrentar desafios. Em seguida, o vereador, que comemorou aniversário natalício dia 20 passado, foi prestigiado na Câmara Municipal  de Natal por representantes do PV de vários municípios e também correligionários e admiradores de diversos bairros da capital. “Assumo o PV com autonomia para cuidar de Natal”, ressalta Luiz Almir, acrescentando que o partido estará receptivo a conversações com vistas ao pleito de 2016. Paulo Davim destacou a identificação que Luiz Almir tem com o povo de Natal, principalmente, segundo ele, por ser um político vocacionado e grande comunicador. “O PV se fortalece e se aprimora com a presença de Luiz Almir”, destaca o ex-senador, acrescentado que o projeto do partido é se reestruturar e crescer na capital e no Estado. “Historicamente, o PV tem tido bom desempenho em razão de ter uma proposta de defesa da sustentabilidade, e colocou esse assunto na agenda do Brasil e do mundo”, disse Paulo Davim. Pré-candidato a prefeito de Natal, o deputado Kelps Lima, do Solidariedade, também prestigiou a ascensão de Luiz Almir à presidência do Diretório Municipal do PV. Disse que sua presença ao evento é em razão do apreço pessoal que tem pelo vereador, que considera um bom  candidato a prefeito de Natal.     Foto: Facebook de Val Valzinho
22 abr por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Luiz Almir assumirá presidência do PV em Natal

[caption id="attachment_33635" align="aligncenter" width="2448"]LUIZALMIR20152_JRC Vereador Luiz Almir lidera a audiência no Rádio FM, no RN, apresentando "O Povo no Rádio", na 96 FM, das 6 às 7 horas[/caption] O vereador Luiz Almir, do PV, assumirá a presidência do Diretório Municipal do Partido na capital, na próxima sexta-feira, às 10 horas, na Câmara Municipal de Natal, em encontro que deverá ter a presença do governador Robinson Faria, presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira e demais autoridades constituídas. “Vamos trabalhar, tendo como principal meta o fortalecimento do PV na capital, enquanto no restante do Estado essa missão ficará sob responsabilidade do presidente estadual, ex-senador Paulo Davim”, disse o futuro dirigente municipal. Segundo o ex-senador Paulo Davim, a partir de segunda-feira será iniciado um processo de discussão com vistas as eleições municipais do próximo ano, quando o PV poderá ter candidatura própria à Prefeitura de Natal ou efetivar entendimentos para apoiar outra candidatura. Além disso, de acordo com o presidente estadual, serão intensificadas conversações para formação de uma nominata expressiva para vereador, tanto na capital quanto nos diversos outros municípios do Estado. Ele diz que atualmente o PV está representado em 137 municípios do Rio Grande do Norte, conta com 1 prefeito (Vila Flor), 32 vereadores e 4 vice-prefeitos, e o objetivo é  ampliar  esses números. Luiz Almir, conhecido como vereador-seresteiro, diz que o partido estará aberto para entendimentos com vistas a 2016, inclusive com possibilidade de filiação do vereador Dagô de Andrade e do ex-vereador Enildo Alves, além de outras lideranças que estão demonstrando interesse em filiar-se à legenda. “O PV é um partido simpático que tem uma boa proposta de preservação da natureza. Acredito que faremos um bom trabalho à frente da sigla com expectativa favorável de crescimento”, disse Almir.
6 abr por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Pai do vereador Luiz Almir morre aos 94 anos

EUDESMAGALHAES O pai do vereador Luiz Almir, Eudes Magalhães Lima, faleceu nesta manhã. aos 94 anos, no Hospital Antônio Prudente, em Natal, aonde estava internado há doze dias, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), vítima de insuficiência respiratória. O velório acontecerá a partir das 14 horas, no Centro de Velório da rua São José, em Lagoa Seca, com missa às 16 horas. O sepultamento será às 17 horas, no cemitério Morada da Paz, em Emaús. Abaixo, o texto publicado por Luiz Almir, em sua página do Facebook: Recebi agora o comunicado que meu amado e querido pai, Eudes Magalhães Lima, 94 anos, após 12 dias internado na UTI, do Hospital HapVida, lutando para continuar entre nós, acaba de nos deixar. Deus será o nosso conforto, nesta hora difícil. Exemplo de homem trabalhador, de pai amoroso que sempre cuidou dos filhos igualmente, Meu amado Pai está nos deixando, mas permanecerá para sempre no meu coração, nas minhas lembranças todos os dias. Difícil dizer algo neste momento, tenho a declarar que o AMOR será eterno. Muito obrigado meu Deus, pelo homem excelente que me fez conviver por tanto tempo, pela bênção de ter me dado um pai, Eudes Magalhães, um gigante que agora está nos seus braços. Amém!   Fonte: Assessoria de Imprensa de Luiz Almir
3 abr por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Luta de Luiz Almir pela redução da maioridade penal ganha força em Brasília

LUIZALMIRSECRETARIO_ELPIDIOJUNIOR Um das principais temas do vereador Luiz Almir, na Câmara Municipal de Natal, no rádio, na televisão, nas redes sociais da internet e nas conversas que tem com o povo é a redução da maioridade penal dos 18 para 16 anos. Nesse 31 de março, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal aprovou a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que trata exatamente desse assunto. Desde que retornou à Câmara Municipal de Natal, Luiz Almir provoca debates sobre a redução da maioridade, chegando até a organizar um abaixo-assinado, quando recolheu mais de quarenta mil assinaturas e entregou o documento ao então presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves. Milhares de natalenses apoiaram a iniciativa de Luiz Almir que, agora, vê sua luta ganhar força nacionalmente. “Não podemos mais admitir que os homens e mulheres de bem do nosso Brasil continuem reféns da bandidagem e, particularmente, desses infratores que matam, estupram, seqüestram, roubam e desafiam a sociedade, porque sabem que as leis são brandas com eles. Centenas de casos são registrados pela polícia, tendo esses infratores de 16, 17 anos, envolvidos. Se um jovem com 16 anos pode votar, ele tem consciência do que está fazendo e deve ser punido”, disse. O placar da votação na CCJ foi de 42 deputados favoráveis à PEC e 17 contrários. O texto, em discussão na Câmara dos Deputados, define que jovens acima de 16 anos, que cometerem crimes, podem ser condenados a cumprir pena numa prisão comum. Atualmente, qualquer menor infrator é submetido, no máximo, a internação em estabelecimento educacional.     Fonte: Assessoria de Imprensa de Luiz Almir / Foto: Elpídio Júnior
17 mar por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Prefeito Carlos Eduardo quer agilidade na votação de projetos

CEABANCADA_ALEXREGIS O prefeito Carlos Eduardo reuniu nesta segunda-feira (16) a bancada de sustentação na Câmara Municipal para tratar de alguns projetos que foram enviados pelo Executivo e ainda estão tramitando no Legislativo. Entre os projetos para os quais o prefeito solicitou votação com a maior brevidade possível, está o que autoriza a Prefeitura a realizar a licitação dos transportes públicos de Natal. Segundo o vereador Aroldo Alves, o projeto se encontra na comissão de Planejamento e Transporte e estão sendo analisadas as mais de 180 emendas apresentadas por vereadores da própria comissão. O prefeito disse que compreende o trâmite legislativo, mas pediu para que seja apressada a votação, tendo em vista a necessidade de uma licitação para melhorar o transporte coletivo na cidade. “Em muitas situações, hoje, a Prefeitura está com as mãos amarradas frente aos empresários porque não temos um contrato e a solução é a licitação dos transportes e os contratos daqui decorrentes que irão estabelecer as obrigações das partes com regras claras e definidas”, afirmou. Também foi solicitado pelo prefeito que outros projetos que estão na Câmara sejam votados com brevidade, como o que autoriza a renúncia fiscal em torno de R$ 8 milhões em 2015 relativos à Lei de Incentivo à Cultura Djalma Maranhão e o projeto de lei das Execuções Fiscais que foi retirado de pauta no final do ano passado depois de uma polêmica em torno das mudanças propostas ao Código Tributário. “Nós mandamos a proposta de mudança no Código Tributário e houve um apelo para que o projeto fosse mais debatido, nós retiramos de pauta para que possa haver essa discussão, mas o projeto da Dívida Ativa precisa ser votado o quanto antes porque não há milagres, a perspectiva é de um ano de muitas dificuldades com queda na arrecadação e a Prefeitura precisa ter os instrumentos para cobrar o que é devido”. O prefeito também rebateu os boatos de que o projeto perdoaria dívida de empresários. “Não é verdade, o que propõe é um desconto nas multas, mas a dívida está sendo cobrada na sua integralidade”. CEABANCADA2_ALEXREGIS Outros projetos enviados junto com a reforma administrativa ainda no ano passado e que ainda não foram votados também foram abordados pelo prefeito. Entre esses projetos estão a mudança das funções e nomenclatura dos ASGs, a terceirização das funções de atividades-meio (como faz o TCE, o MP e os governos estadual e federal) e o que acaba com a incorporação de cargos comissionados e funções gratificadas, respeitando os direitos adquiridos. “Precisamos entender os recados das ruas, afinal a iniciativa privada e a população estão sufocadas de pagar impostos para manter privilégios inconcebíveis. Precisamos fazer nossa parte porque é assim que se dá uma resposta efetiva ao que as ruas estão pedindo”, disse o prefeito. Os vereadores presentes se comprometeram a se reunir para votar o mais rápido possível os temas em que não há muitas divergências e realizar os debates necessários para votar os demais projetos. Estiveram presentes à reunião os vereadores Chagas Catarino, Júlio Protásio, Joanilson de Paula Rego, Dagô, Bispo Francisco de Assis, Ary Gomes, Luiz Almir, Aroldo Alves, Aquino Neto, Franklin Capistrano, Júlia Arruda, Felipe Alves, Dickson Nasser Júnior, Ubaldo Fernandes, Manoel do Cação, Cabo Jeoás, Bertone Marinho e Adão Eridan.   Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação / Fotos: Alex Régis (Secom PMN)
4 mar por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Sindicalista diz que DEM e PSDB “estão querendo desestabilizar a democracia brasileira”

PETROBRAS1_SENGECECOMBR O presidente do Sindicato dos Petroleiros, Márcio Dias, afirmou, após participar de encontros com vereadores de Natal na tarde desta última terça-feira, que “a oposição está querendo desestabilizar a democracia brasileira”, segundo ele, “utilizando-se do episódio da Petrobras”. O dirigente sindical refere-se  a DEM e PSDB, os dois principais partidos de oposição no Brasil. “São grupos que estão influenciando junto à população, mas nós queremos o debate e não linchamento”, disse ele, ressaltando a importância que tem a empresa para a nação. Funcionários da Petrobras, tendo à frente Márcio Dias, estão mobilizando segmentos representativos da sociedade para realização de um encontro na próxima sexta-feira, para pedir que as denúncias contra a empresa sejam apuradas e os culpados punidos, sem no entanto, prejudicar a instituição. “Queremos preservar esse patrimônio que é do povo brasileiro. A Petrobras não pode ser responsabilizada pelo que está ocorrendo. Temos que mostrar ao mundo que existe uma crise, mas mesmo diante de tudo o que está ocorrendo a empresa tem apresentado record de produção e refino”, disse o sindicalista.   [caption id="attachment_32709" align="aligncenter" width="394"]LUIZALMIR2015A_JRC Vereador Luiz Almir ressalta importância da Petrobras para o Brasil[/caption] Uma comissão de integrantes do Sindicato dos Petroleiros compareceu à Câmara Municipal de Natal na tarde desta última terça-feira objetivando convidar os vereadores, através do presidente da Casa, Franklin Capistrano, para prestigiarem o evento da sexta-feira. Participaram também do encontro com os petroleiros, os vereadores Hugo Manso, do PT, e  Luiz Almir, do PV, primeiro secretário da Câmara Municipal de Natal. “A Petrobras tem a riqueza do pré-sal e segundo ele, “estão querendo destruí-la, mas mesmo assim, a empresa continua crescendo”, disse Hugo Manso, enquanto o presidente da Câmara Municipal, vereador Franklin Capistrano e o vereador Luiz Almir, defendem o engajamento de todos na defesa da Petrobras, segundo eles, “um patrimônio que deve ser preservado”.
23 fev por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Luiz Almir é contra filiação de Rosalba ao PV

LUIZALMIR6 O vereador Luiz Almir (FOTO), do PV, reagiu contrariamente à possibilidade de filiação da ex-governadora Rosalba Ciarlini ao partido, presidido no Estado pelo ex-senador Paulo Davim, que há pouco tempo convidou-a a assinar a ficha do Partido Verde, segundo o ex-senador, iniciando assim, um processo de reestruturação e fortalecimento da legenda no Rio Grande do Norte. “A ex-governadora saiu do cargo reprovada pela população e por isso, no meu entendimento, ela não contribuirá em nada para o crescimento do PV no Estado”, ressalta o vereador, que é um dos cotados para assumir a liderança do prefeito de Natal na Câmara Municipal, a exemplo de Chagas Catarino, do PROS e Dickson Júnior, do PSDB. Luiz Almir falou também sobre uma possível participação do PV no processo sucessório natalense apresentando  candidatura própria, tese defendida pelo presidente da legenda, Paulo Davim. “Esse assunto é preciso que seja discutido e analisado com cuidado e na hora certa”, disse  vereador-seresteiro, deixando evidenciado que prefere apoiar um candidato a prefeito de outra legenda. Almir, inclusive, está tendo seu nome citado como possível candidato a vice-prefeito na chapa com o atual prefeito de Natal. Questionado sobre uma possível candidatura do ex-senador Paulo Davim a prefeito de Natal, Luiz Almir afirmou o seguinte: “Paulo Davim é um homem sério e de bem, mas no processo sucessório não é só Paulo Davim. Temos que ouvir a base partidária e principalmente o povo através de pesquisa”, disse ele. Ainda sobre o PV, Luiz Almir relata que “o partido teve a grande oportunidade de governador Natal, mas lamentavelmente Micarla de Souza não teve sua administração aprovada pela população natalense”. INÍCIO DE TUDO O PV iniciou no Rio Grande do Norte com o ambientalista e professor universitário, Eugênio Cunha. Posteriormente, Darci Girassol assumiu  a presidência da legenda. Em 2004 foram eleitos os vereadores Júlio Protásio e Luiz Carlos e em 2005, Micarla de Souza assumiu o comando da legenda no Estado e o partido tornou-se a segunda maior bancada na Câmara Municipal de Natal, elegendo entre outros, os vereadores, Edivan Martins, Sargento Siqueira e Aquino Neto. Ainda em 2005, Paulo Davim elegeu-se deputado estadual (pelo PT), mas posteriormente deixou a legenda para se filiar ao PV, sob a alegação de está decepcionado com o Partido dos Trabalhadores que já naquela época foi denunciado por atos de corrupção. Micarla de Souza compôs a chapa com o então candidato a prefeito de Natal, Carlos Eduardo na condição de candidata à vice-prefeita, mas em pouco tempo afastou-se do prefeito e foi candidata em 2008, elegendo-se prefeita com apoio do senador José Agripino. No 4º de administração a prefeita foi afastada do cargo por decisão judicial em razão de denúncias de irregularidades na secretaria Municipal de Saúde. O processo de decadência do PV foi iniciado com a saída da prefeita do cenário político estadual e acentuou-se mais ainda na última eleição quando não elegeu nenhum deputado e perdeu a eleição majoritária depois de apoiar o então candidato do PMDB, deputado Henrique Eduardo, que não conseguiu sucesso eleitoral nas urnas disputando o pleito contra o candidato do PSD, Robinson Faria.     Fotos: João Ricardo Correia
8 fev por João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Luiz Almir: “Robinson disse que ia chegar fazendo e até agora não fez nada”

[caption id="attachment_32244" align="aligncenter" width="2448"]LUIZALMIR2015_JRC Vereador Luiz Almir (FOTO) acha que o governador Robinson Faria, no intuito de ganhar a eleição, prometeu urgência em muitas ações que ainda não começaram a acontecer, gerando as primeiras reações dos potiguares[/caption]  

Primeiro secretário da Câmara Municipal de Natal, líder da audiência do rádio potiguar entre às 6 e 7 horas (96 FM), apresentador na Band Natal, seresteiro, deputado estadual por duas vezes e cumprindo o terceiro mandato como vereador da capital do RN, Luiz Almir, que foi candidato a prefeito da cidade em 2004, concedeu entrevista exclusiva ao Portal Companhia da Notícia, onde fala da possibilidade de voltar a disputar a chefia do executivo municipal, reclama do que chama de uma "fábrica de multas" promovida pela STTU, aponta falhas na administração de Carlos Eduardo, considera Dilma pior que Lula e critica os primeiros dias as gestão do governador Robinson Faria, avisando que tomará café da manhã com ele, nesta segunda-feira, 9 de fevereiro.

 

Leia a íntegra da entrevista feita na sexta-feira passada, dia 6.

Nos últimos dias, têm surgido notícias falando sobre uma possível candidatura do senhor a prefeito de Natal. Está nos seus planos disputar o comando do executivo municipal? As presidências nacional e estadual do PV acham que o partido deve ter candidato a prefeito. Acho importante essa decisão do partido, porque isso valoriza o partido, agora isso ter que ser amplamente discutido em 2015, para as decisões serem tomadas a partir de março de 2016, que é o ano das eleições. É preciso observar com quem vai se compor, a aprovação do atual prefeito, quem são os outros concorrentes. É muito bom no sentido de se abrir a discussão, para se saber quantos serão os partidos que podem somar para uma vitória, dentro das expectativas da população. O povo está cansado de todo mundo ganhar prometendo e não fazer. Tem que vencer alguém que diga e que faça. Na única em vez em que fui candidato a prefeito [2004], ainda hoje está no cartório da Ribeira o registro do meu plano de governo, porque se eu ganhasse eu deixei gravado. E se eu for candidato, vou apresentar no horário eleitoral o que eu vou fazer e vou registrar em cartório, pra fazer. Por isso que não pode fazer tudo, porque tudo só Deus ou quem mente, mas o possível vamos fazer. O senhor já conversou com outros políticos sobre sua provável candidatura, foi sondado para compor uma chapa, por exemplo?  Eu já fui assediado por vários partidos, para se compor, para eu ser vice de alguém, tudo isso faz parte da democracia. Mas ainda é muito cedo. Hoje, eu sou vereador e, se tiver saúde, vou para mais um mandato, usando toda minha experiência, pra fazer mais por Natal e pela zona Norte, onde eu vivo e vou morrer. Daqui pra 2016, tem muita água por debaixo da ponte. Qual um projeto relevante do seu atual mandato, como vereador, para beneficiar a população de Natal? Eu fiz um projeto agora pra se fazer a Central do Cidadão Municipal, porque a do Estado deixou de ser Central do Cidadão para ser Central da Humilhação, com mau atendimento, filas quilométricas. Sou a favor de se ter uma secretaria que tenha uma coordenação comunitária, para valorizar os presidentes dos Conselhos Comunitários, das instituições de bairros, que não têm salários e são os que brigam pela população. É pra se fazer um governo voltado para o popular. Você não pode agradar gregos e troianos, mas vamos começar a priorizar os mais pobres. Por isso registrei em 2004 meu plano de governo, porque os outros prometem e depois apagam a fita. O senhor tem percebido alguma demonstração popular de interesse por uma provável candidatura sua a prefeito? Minha alegria em ser lançado como pré-candidato é porque eu estou sendo lançado pelo povo. Pode olhar na internet, nas redes sociais, tem muita gente declarando o apoio ao meu nome. Enquanto Mineiro [deputado estadual Fernando Mineiro, do PT] é lançado pelo governador [Robinson Faria] e Carlos Eduardo [prefeito de Natal ] é lançado por ele mesmo, por estar sentado na cadeira, eu estou sendo lançado pelo povo, de maneira espontânea, então isso é muito gratificante, mas a minha responsabilidade é muito maior, porque eu não vou ter pai nem mãe, eu vou ser cão sem dono. Se for eleito, o tempo dirá, eu vou cuidar do povo sem ter ninguém me mandando, ou me coordenando, pra dizer faça isso, faça aquilo, porque eu vou junto com o povo, porque estou sendo chamado pelo povo. Não é o governador que me lança, nem o prefeito que me lança; quem está me lançando é a população mais carente que está desenganada deles mesmos. A gente tem que olhar o comportamento deles, até onde eles vão cumprir os compromissos. Além desses eleitores desenganados, o senhor também está desenganado com o governador e com o prefeito? Eu sou mais um. As dificuldades financeiras a gente sabe que existem, mas não admito que um prefeito deixe faltar insulina nos Postos de Saúde; isso não é falta de dinheiro, isso é falta de gerenciamento. Falta nos Postos de Saúde de Natal um remédio que as gestantes necessitam e as crianças podem nascer com uma série de sequelas e se isso acontecer, quem se responsabilizará por isso? A gente precisa priorizar o que salva vidas. Acho que a prioridade na saúde não é ter um hospital cinco estrelas, é você ter o mínimo necessário para que as pessoas não morram pela falta justamente do atendimento básico. É preciso que eu, com meus recursos de rádio, televisão e de vereador, bote uma clínica odontológica, no bairro de Igapó, para atender as pessoas pobres que não podem pagar um plano de saúde, que não podem pagar um dentista? É preciso isso? Mas eu estou fazendo. Esse é o maior pecado da gestão do prefeito Carlos Eduardo? É sim, até porque não é a primeira gestão. Ele já governou uma vez e tem por obrigação de ser muito melhor na segunda. A vida é um aprendizado. Ele já teve a primeira experiência, então o que não pode fazer na primeira, faça na segunda. Olhe só, o prefeito prometeu que agora, em 2015, vai pavimentar quinhentas ruas na zona Norte e fazer mil e trezentos abrigos para passageiros de ônibus. Eu, antecipadamente, chamo de mentiroso. Torço para que seja verdade, mas se em dois anos ele não fez cinquenta abrigos, como é que em um ano ele vai fazer mil e trezentos? Se em dois anos ele não saneou a zona Norte, que tem três por cento saneada, ele já foi prefeito uma vez e essa é a segunda, como é que vai sanear em um ano? Isso é um discurso que prejudica o candidato. O mal de quem promete é que ele pensa que não vai chegar a data para cumprir o prometido. Por falar em discurso, em promessa, o que o senhor tem a dizer dos primeiros dias do governo Robinson Faria? O governador Robinson disse que não queria nem seis meses, nem um ano, para arrumar a casa. Disse que ia chegar fazendo e até agora não fez nada. Cadê a polícia na rua? Cadê a ronda de quarteirão? Não tem policial na rua. O governo deve diárias operacionais, então qual é o estímulo que o policial tem para trabalhar? É preciso muito cuidado para cumprir o que promete, porque esse tipo de político perde a credibilidade e prejudica todo mundo, generaliza, e muitos saem dizendo que todo político é mentiroso, mas não é. É preciso ter o cuidado de só prometer o que pode fazer. Por que muitos políticos quando vencem não voltam mais às comunidades pelas quais passaram abraçando o povo, distribuindo simpatia, pedindo os votos? Não precisa mentir, nem ter medo do povo. Nas redes sociais, já existem pessoas chamando Robinson de Micarla de calças compridas, numa referência à ex-prefeita de Natal, que foi retirada do cargo por determinação judicial. O senhor acha que o Rio Grande do Norte corre o risco de ter uma gestão estadual desastrosa? Robinson pode também ser chamado de uma nova Rosalba Ciarlini,até porque foi vice dela. Tenho acompanhado as críticas pelas redes sociais. Lógico, o tempo é pouco, mas a culpa aí é de Robinson, porque ele disse que não precisava de tempo. É por isso que a cobrança está sendo curta, rápida. Ele disse que ia acabar com esse negócio de que no governo o primeiro ano era para arrumar a casa. A única coisa que ele fez até agora foi aumentar, em cem por cento, os salários dele e dos secretários, entre eles a mulher dele. O senhor acha que o então candidato Robinson foi mal assessorado na campanha? Não sei se ele foi mal assessorado, mas foi um grande instrumento para ganhar. Esse tipo de discurso até serve para ganhar voto, mas é um grande instrumento para o descrédito, que é o que está começando a acontecer. Sobre a insegurança que assola os potiguares, o que o senhor tem a dizer sobre isso? Nós estamos numa guerra civil e até agora o governo não tem feito nada para resolver isso. O governo pegou quase um bilhão do IPERN [Instituto de Previdência do RN], achando pouco pediu mais 850 milhões emprestados ao Banco do Brasil, a Assembleia Legislativa aprovou, mas sob uma condição de tirar dez por cento da Assembleia, e nessa enrolada já se tem quase dois bilhões de reais e não se tem um milhão para pagar as diárias operacionais da polícia?! Tem carro da polícia que não pode ir pra rua porque não tem pneu. São vinte e cinco litros de combustível nos carros da polícia, para os policiais perseguirem ladrões que usam carros importados roubados. Com é que se quer dar segurança desse jeito? Repito: estamos numa guerra civil, a família, o trabalhador, contra os vândalos. O governo fechou a Delegacia da Redinha na semana que antecede o carnaval. Como é que desse jeito quer dar segurança ao povo da Redinha? A Delegacia das Quintas, a Sétima DP, uma das mais atuantes, faz quatro anos que está fechada, caindo. Como é que se pode defender esse governo? Acho que boas intenções Robinson tem, mas no intuito de ganhar, prometeu urgência em muita coisa e não está conseguindo fazer. Nos últimos meses, surgiram muitas reclamações do aumento do número de multas por parte da STTU. O senhor tem recebido queixas sobre isso? Isso é um problema que precisa ser resolvido. É justo um taxista não poder parar para descer um passageiro que um amarelinho [agente de trânsito] multa? Um ônibus, que eu comprei, morre uma pessoa da sua família, você já vai com a família toda chorando, com a dor da perda do ente querido, o ônibus para na porta do cemitério para o povo descer e é multado? E como é que o povo vai descer? É para parar distante, para o povo todo sofrido, num momento tão difícil, ainda ter que caminhar não sei quantos metros? Aí a STTU quer liberar os canteiros de Petrópolis para estacionamento. Por que só Petrópolis?! E quem quer ir ao Camelódromo do Alecrim comprar uma coisa mais barata e boa estaciona aonde? Na Cidade Alta, se estaciona aonde? Agora querem fazer dos canteiros de Petrópolis estacionamentos autorizados? E os outros bairros? Essa é uma questão administrativa, não é financeira. O senhor pretende discutir essa questão relacionada ao trânsito na Câmara Municipal? Vou fazer uma audiência pública, convidando a STTU, a secretária Elequicina para discutir essa fábrica de multas desenfreada que atinge dos mais ricos aos taxistas. Multar não organiza o trânsito, isso enche o bolso da prefeitura. Educação de trânsito não começa tomando o dinheiro dos pobres, não. Como o senhor analisa a precariedade no sistema de transporte coletivo de Natal, com ônibus antigos, passageiros reclamando da demora, falta de abrigos? Enquanto não houver a licitação, isso não será resolvido, o resto é tudo conversa. Por que ninguém faz? Carlos Eduardo já vem no segundo mandato, falou, falou, agora ficou para julho. Só tem mais um ano, aí vem o ano da campanha... E o que existe por trás disso, de tanta demora para que a licitação saia do papel? Não sei. Com a licitação ganha todo mundo, porque você vai pagar um preço justo, o empresário precisa ganhar, você vai ter ônibus nas linhas certas, nos horários certos, ônibus que não podem ter mais de dez anos de uso, ônibus com ar-condicionado, você tem uma série de exigências, que só entra na concorrência quem suprir as exigências do preço da passagem e da qualidade. Tem licitação para fazer viaduto, túnel e por que não tem para o transporte público? Quantos prefeitos passaram e nunca fizeram?   [caption id="attachment_32245" align="aligncenter" width="2448"]LUIZALMIR20152_JRC "Enquanto Mineiro é lançado pelo governador e Carlos Eduardo é lançado por ele mesmo, estou sendo lançado como pré-candidato a prefeito de Natal pelo povo e isso é muito gratificante"[/caption] No âmbito nacional, como o senhor vê o começo do segundo governo Dilma Rousseff? Esse governo de Dilma tem se destacado pelos avanços sociais, mas avanços sociais que dão com uma mão e tomam com a outra. É muito importante o Bolsa Família, mas de que adianta o Bolsa Família e depois roubar duzentos milhões de reais da Petrobras, conforme estamos vendo na imprensa? O PT está se apresentando como o país que mais roubou nesse país. Mas não é só o PT que está errado. Errado está o povo, porque ninguém faz concurso para ser presidente da República, para ser senador, para ser deputado, é o povo que bota.  E esse “povo que bota”, o senhor acha que existe possibilidade desse povo também tirar, como foi às ruas pressionar pela saída do ex-presidente Fernando Collor? Ou a realidade hoje é outra e isso não aconteceria? Pode tirar, agora corre o risco de tirar pra pior. A gente fica com medo, ainda pensando naquela história do ruim com ele, pior sem ele. Por exemplo, tirou Lula, botou Dilma, foi pior. Lula, com todo nível superior e qualificação de dona Dilma, foi melhor. Já dizia o advogado Paulo Lopo Saraiva, “quanto maior o anel, pior o bacharel”. Nós não precisamos de diploma em parede, nós precisamos de pessoas com sensibilidade humana, que goste de ajudar os pobres. Pra mim, o PT tem sido uma vergonha nacional, mas não se pode generalizar, porque em todo partido tem pessoas boas e pessoas ruins, como tem nas famílias, como tem nas escolas, só que a família você não escolhe, mas o político você escolhe. Está faltando habilidade no eleitor, na hora de escolher. Na campanha do ano passado, o senhor apoiou o deputado federal Henrique Alves, que perdeu no segundo turno para Robinson. Passadas as eleições, o senhor conversou com Henrique, sobre qual será o posicionamento dele diante do atual governo? Eu acho que o Rio Grande do Norte não foi correto com Henrique. Henrique merecia ser o governador, pela experiência, pela força política, por saber abrir as portas de Brasília em todo canto, chegou a ser presidente da Câmara Federal, respeitado, então ele tinha tudo isso para fazer um bom governo, com o senador Garibaldi Filho ao lado, com a força da bancada, mas infelizmente havia um descrédito em Henrique. O Rio Grande do Norte nunca acreditou em Henrique para o executivo. No legislativo, ele sempre foi campeão de votos. Quem teve onze mandatos, chegou à presidência da Câmara, não pode ter conquistado tudo isso se não tiver competência. Acho que deveríamos ter dado essa oportunidade a Henrique, porque era um momento que ele estava com muita força pra fazer, talvez, um governo melhor. Espero que a presidente Dilma faça justiça e coloque Henrique como ministro. Sobre o comportamento de Henrique, não sei como vai ser. Ele é do PMDB, eu sou do PV. O que o levou a apoiar a candidatura de Henrique Alves? Apoiei Henrique porque o próprio Robinson, que veio me chamar para subir as escadas da Governadoria com ele, se eu o apoiasse, num debate com Henrique disse que estranhava Carlos Eduardo apoiar Henrique, porque Henrique me apoiou, em 2004, para prefeito contra Carlos Eduardo. Então eu precisava retribuir esse gesto, porque favor não e paga, favor se retribui. Então em 2004, quando eu fui para as ruas só cantando e falando, sem recursos, enfrentando Carlos Eduardo e a onda 40 de Wilma, eu tive Henrique e Garibaldi do meu lado. Mais uma vez, fui correto, apoiando Henrique sem nenhum constrangimento. Qual sua relação com o governador Robinson Faria? Sou amigo de Robinson, fui diretor da Assembleia quando ele foi presidente por oito anos, inclusive ele mandou me convidar para um café na segunda-feira (9), quando eu vou levar uma série problemas e saber sobre essas urgências que ele prometeu, porque dessa demora, que o povo já está cobrando no rádio, na televisão, nas redes sociais da internet. Quero saber se ele tinha alguns recursos que esperava chegar e não chegaram, até para eu poder dar explicação à população. Quero saber qual é o tempo que ele pensa em fazer a terceira ponte da zona Norte, aquele maldito Gancho de Igapó que nunca fica pronto, os acessos para o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, que é um equipamento internacional, de primeiro mundo, que tem os acessos todos na buraqueira. Tudo isso eu vou cobrar dele, como cidadão, como homem público, mas sem nenhum compromisso político, para ele poder dizer o que vai fazer e eu anunciar no rádio, na televisão e na Câmara Municipal.     Fotos: João Ricardo Correia              
20 jan por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Luiz Almir considera Walter Alves um “nome forte” como candidato a prefeito

[caption id="attachment_31708" align="aligncenter" width="1226"]LUIZALMIRSECRETARIO_ELPIDIOJUNIOR Primeiro secretário da Câmara Municipal, Luiz Almir  acredita que administração de Natal precisa avançar, principalmente, na área da saúde (Foto: Elpídio Júnior)[/caption] O vereador Luiz Almir, do PV, primeiro secretário da Câmara Municipal de Natal, concorda com o deputado estadual Kelps Lima, do SDD, que em entrevista a ´JORNAL DE HOJE no final de semana afirmou ser necessária a implantação da modernidade na administração pública, principalmente na Prefeitura Municipal de Natal, onde segundo ele, “a gestão do prefeito Carlos Eduardo é do tempo dos dinossauros”. Kelps admitiu ser candidato a prefeito da capital do RN nas eleições de 2016, argumentando que “qualquer político que ama sua cidade quer um dia ser prefeito dela”. Luiz Almir lembra que existem vários nomes citados, a exemplo de Hermano Morais (PMDB), Kelps Lima (SDD), Fernando Mineiro (PT) e Rogério Marinho (PSDB), além de Robério Paulino (Psol), entretanto, cita o deputado Walter Alves como sendo “um nome forte” para a disputa eleitoral do próximo ano. “Walter Alves é uma liderança jovem, filho do senador Garibaldi Filho e foi bem votado para deputado federal. Poderá perfeitamente ser candidato a prefeito de Natal”, observa. ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL Sobre as declarações do deputado Kelps Lima dizendo que “a administração de Carlos Eduardo é do tempo dos dinossauros”, Luiz Almir diz não concordar em parte. Segundo ele, o prefeito de Natal está bem avaliado pela população, entretanto, destaca o fato dele (Carlos Eduardo) ter sido eleito “depois de tudo que passou Natal”. Para ele, qualquer coisa que for feita a partir de então é considerada boa. E afirmou: “Concordo, entretanto, com o deputado que a administração pública precisa ser modernizada”. “O prefeito Carlos Eduardo está bem avaliado hoje, mas não se sabe como estará amanhã. Para continuar bem é preciso melhorar os serviços públicos oferecidos à população, principalmente no setor da Saúde. Temos também a pré-candidatura do deputado Fernando Mineiro, lançada pelo governador Robinson Faria. Em parte, essa candidatura depende do sucesso de Robinson no governo”, analisa o vereador-seresteiro. Luiz Almir citou também o nome do deputado Hermano Morais que foi o candidato do PMDB em 2012 e que segundo ele, poderá disputar novamente o cargo em 2016, além de Kelps Lima que ele considera um pleito legítimo, ainda no campo das especulações, por considerar cedo para definição de candidaturas. Lembrou o nome de Rogério Marinho, do PSDB, e Robério Paulino, do Psol no segmento da esquerda que foi candidato e poderá concorrer novamente em 2016.
1 jan por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Franklin Capistrano é o novo presidente da Câmara de Natal

FRANKLINPRESIDENTE_ELPIDIOJUNIOR Em seu sexto mandato de vereador, Franklin Capistrano (PSB) foi empossado na manhã de hoje (1º) como novo presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Natal para o biênio 2015-2016. A posse ocorreu no Plenário Érico Hackradt e contou com a presença de autoridades como o prefeito Carlos Eduardo, a vice-prefeita Wilma de Faria e o arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira, além dos vereadores. Com Franklin Capistrano, também tomaram posse os vereadores Chagas Catarino (PROS), 1° vice-presidente; Bertonne Marinho (PMDB), 2° vice-presidente; Bispo Francisco de Assis (PSB), 3° vice-presidente; Luiz Almir (PV), 1° secretário; Júlio Protásio (PSB), 2° secretário; Adão Eridan (PR), 3° secretário; Dickson Nasser Júnior (PSDB), 4° secretário. Durante a solenidade, o vereador Albert Dickson (PROS), que foi eleito para assumir uma vaga na Assembleia Legislativa do RN, fez a transmissão do cargo de presidente a Franklin Capistrano e avaliou como positivo o biênio em que esteve à frente da CMN. Ele destacou a implantação do sinal digital da TV Câmara em canal aberto e a garantia do terreno e recursos para a construção da nova sede do Legislativo natalense. “Deixo um legado importante para o novo presidente poder realizar. Os últimos dois anos também propiciaram discussões amadurecidas. Sinto uma Câmara mais plural e democrática”, disse Albert Dickson. Já o novo presidente assumiu a Mesa Diretora externando o desejo de proporcionar a união no legislativo e também com os outros poderes, afim de garantir o bem-estar social da população. “Serei o presidente da união, objetivando a harmonia para a celeridade e ação legislativa de todos os vereadores, fazendo com que os conflitos de ideias próprios do Parlamento possam se coadunar com os reais interesses do povo da cidade do Natal”, disse Franklin Capistrano. Ele destacou sua pretensão em ampliar cada vez mais a divulgação do Poder Legislativo. "Vamos incrementar nossos canais de divulgação para todos os cidadãos acompanharem o que se discute e se decide nesta casa, disseminando ideias, culturas e informações, formando cidadãos mais esclarecidos e politicamente ativos”. O presidente preferiu não apresentar promessas, mas disse que vai buscar viabilizar a construção da sede própria da Câmara Municipal e a modernização do processo legislativo para agilizar e garantir o acesso mais rápido aos requerimentos e projetos de leis. A ampliação de programas como Parlamento do Futuro, Regularização Fundiária e “Procon Legislativo” também estão nos planos para os próximos dois anos. Ao final da solenidade, o arcebispo Metropolitano de Natal Dom Jaime Vieira deu a bênção à nova Mesa Diretora.   Fonte: Portal da CMN / Fotos: Elpídio Júnior
17 dez por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Luiz Almir assumirá comando do Partido Verde em Natal

[caption id="attachment_31225" align="aligncenter" width="1226"]LUIZALMIRSECRETARIO_ELPIDIOJUNIOR Luiz Almir comandará destinos do PV na capital potiguar (Foto: Elpídio Júnior)[/caption] O presidente nacional do Partido Verde (PV), José Luiz Pena, através do presidente estadual, senador Paulo Davim, oficializou o convite para que o vereador Luiz Almir assuma a presidência do partido em Natal.  O convite foi aceito e a publicação da nomeação do novo dirigente municipal será neste mês de dezembro. A festa com os correligionários acontece no mês de janeiro. "Será mais uma responsabilidade que me honra, que honra meus amigos e amigas, que honra o povo de Natal. Vamos lutar para tornar o PV mais forte, sendo um partido ainda mais avançado, sempre tomando decisões e planejando ações em benefício do povo", disse Luiz Almir.
× Fale no ZAP