15 maio por João Ricardo Correia Tags:, ,

Fraudes na coleta de lixo: ex-secretário e empresários são presos

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta terça-feira (14) a operação Máfia Capital. A ação apura fraudes na contratação de veículos, maquinário e pessoal para coleta de lixo na cidade de Caicó com o cometimento dos crimes de organização criminosa, fraude a licitações, peculato e corrupção ativa e passiva.

Além do RN, a operação cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão nos Estados de São Paulo e Pernambuco. Um ex-secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos de Caicó e dois empresários foram presos.

A operação Máfia Capital é desdobramento de três outras operações do MPRN: a Cidade Luz, deflagrada pelo MPRN em 2017 para investigar irregularidades no contrato de iluminação pública da Prefeitura de Natal, e as operações Blackout e Tubérculo, realizadas com os objetivos de apurar fraudes no contrato de iluminação pública da Prefeitura de Caicó.  

Além das provas obtidas através do material apreendido nessas operações, a Máfia Capital também é embasada em acordos de colaboração premiada firmados com o MPRN e homologados pela Justiça potiguar. Entre as provas, estão extensas conversas entre os investigados em aplicativo de comunicação que apontam para as fraudes. A ação foi batizada com esse nome em referência à operação Mafia Capitale, que desvendou diversos crimes cometidos na prefeitura de Roma, capital da Itália.  

SAIBA MAIS:
http://www.mprn.mp.br/portal/inicio/noticias/9808-mprn-deflagra-operacao-para-investigar-fraudes-na-coleta-de-lixo-em-caico-ex-secretario-e-empresarios-sao-presos

12 jan por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Ministério da Saúde alerta para picadas de escorpião

O período do verão – entre dezembro e março – exige maior cuidado dos brasileiros em relação aos acidentes com escorpiões, já que o clima úmido e quente é considerado ideal para o aparecimento desse tipo de animal peçonhento, que se abriga em esgotos e entulhos. A limpeza do ambiente e a adoção de hábitos simples, de acordo com o Ministério da Saúde, são fundamentais para prevenir picadas.

No ambiente urbano, a orientação para evitar a entrada de escorpiões em casas e apartamentos é usar telas em ralos de chão, pias e tanques, além de vedar frestas nas paredes e colocar soleiras nas portas. Os cuidados incluem ainda afastar camas e berços das paredes e vistoriar roupas e calçados antes de usá-los. Já em áreas externas, a principal dica é manter jardins e quintais livres de entulhos, folhas secas e lixo doméstico.

Também é importante manter todo o lixo da residência em sacos plásticos bem fechados para evitar baratas, que servem de alimento e, portanto, atraem os escorpiões. Outra recomendação é manter o gramado sempre aparado, não colocar a mão em buracos, embaixo de pedras ou em troncos apodrecidos e usar luvas e botas de raspas de couro na hora de manusear entulhos e materiais de construção e em atividades de jardinagem.

O ministério não recomenda o uso de produtos químicos como pesticidas para o controle de escorpiões. “Estes produtos, além de não possuírem, até o momento, eficácia comprovada para o controle do animal em ambiente urbano, podem fazer com que eles deixem seus esconderijos, aumentando a chance de acidentes”, informou.

Por Paula Laboissière - Repórter da Agência Brasil / Brasília
Foto: Divulgação / Ministério da Saúde

5 jul por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Exoneração movimenta bastidores do Detran RN

O clima está movimentado na sede do Detran/RN, na Cidade da Esperança. Nos corredores, o comentário é que uma integrante da diretoria geral pedirá, ainda hoje (05/07), exoneração do cargo de confiança que ocupa. Ela estaria alegando "problemas pessoais", mas fontes deste informativo garantem que o motivo é "outro bem diferente". Há quem diga que teria, inclusive, vinculação com o "caso do saco preto". Quer saber mais sobre o tal caso? Acesse: https://www.companhiadanoticia.com.br/o-saco-de-lixo-e-correria-no-detran-rn/ Em tempo: novos informes acerca da movimentação no Detran dão conta que a servidora que estaria disposta a pedir exoneração não tem nenhum envolvimento com o "caso do saco preto". Pelo contrário: estaria chateada com rumos que alguns procedimentos administrativos do órgão teriam tomado.  
23 ago por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Após denúncias, Governo do RN vê prioridade em quitar dívida para recolher lixo de Hospital

HOSPITALRUYPEREIRADOSSANTOS1 João Ricardo Correia Somente depois que a imprensa mostrou - e este site fez isso ainda no domingo (https://www.companhiadanoticia.com.br/sacos-de-lixo-empilhados-na-porta-do-necroterio-de-hospital-que-nao-tem-vigilante/) - o acúmulo de lixo na frente do necrotério do Hospital Estadual Dr. Ruy Pereira dos Santos, em Natal, a Secretaria Estadual da Saúde Pública publicou nota nesta terça-feira afirmando que "tem como prioridade imediata a regularização dos repasses necessários para pagamento de contratos que garantem serviços essenciais às unidades hospitalares." Qual o motivo dessa tal "prioridade" aparecer somente depois das denúncias? Antes não havia? O lixo foi acumulando, acumulando, acumulando e somente agora é prioridade pagar a dívida para a empresa recolher o material? Se não tivesse havido uma série de denúncias, teria havido prioridade? Abaixo, a integra da nota da Sesap:
21 ago por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Sacos de lixo empilhados na porta do necrotério de hospital que não tem vigilante

RECEPCAOSEMVIGIA_RUYPEREIRA João Ricardo Correia A situação do Hospital Estadual Dr. Ruy Pereira dos Santos, em Natal, vai de mal a pior. Já não bastasse a unidade ter passado a maior parte deste domingo, dia 21, com apenas uma médica de plantão, para atender UTI e leitos das enfermarias, funcionários denunciam - e mandam fotos - mais duas situações que retratam a precariedade e os riscos que enfrentam os que lá trabalham: na porta do necrotério, diversos sacos de lixo estão empilhados e não há nenhum vigilante no prédio. Os servidores temem que o Hospital seja invadido por marginais. Se a direção sabia da ausência dos vigilantes, pelo jeito não teve a preocupação de solicitar nenhum outro tipo de segurança, como da Polícia Militar, por exemplo. Para resumir: o Hospital Ruy Pereira tem médico e vigilante de menos. E lixo demais. LIXO_RUYPEREIRA1
4 ago por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Montanha de lixo espera coleta no Hospital Santa Catarina

[caption id="attachment_49176" align="aligncenter" width="1280"]LIXO_STA_CATARINA Sala destinada como depósito de lixo (AO FUNDO) ficou pequena diante do volume de material que falta ser coletado (Foto: Cedida)[/caption] João Ricardo Correia Centenas de sacos cheios de lixo e colchões inutilizáveis estão "armazenados" no terreno do Hospital Santa Catarina, na zona Norte de Natal. Segundo informações de servidores da Unidade, por falta de pagamento pelo Governo do Estado, a empresa que coleta o material há seis dias não presta o serviço. A sala que serve para guardar o lixo, até que seja coletado, ficou pequena para o volume de sacos e a solução encontrada foi deixar no terreno, o que já tem provocado reclamações por causa do mau cheiro e presença de insetos.
2 jun por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Travessa Pax: um pedaço da história abandonado no Centro de Natal

TRAVESSA_PAX1-JOAORICARDOCORREIA João Ricardo Correia A Travessa Pax, considerada patrimônio histórico de Natal, ainda conserva sua pavimentação original, do final do século 19, mas ao invés de ser um ponto turístico, enfrenta total abandono. Ao que parece, as autoridades não dão a menor importância a esse pedaço do Centro, entre a Casa de Câmara Cascudo e o Solar Bela Vista. Lixo, mato, fezes, odor de urina e buracos compõem o cenário. É a cultura desrespeitada. A história jogada na vala comum. TRAVESSA_PAX2-JOAORICARDOCORREIA E a situação não é nova. O problema é que faltam competência e sensibilidade para resolvê-lo. E olhe que ali bem perto ficam a Prefeitura de Natal, o Tribunal de Justiça, a Assembleia Legislativa, o Departamento Estadual de Imprensa e a Fundação Capitania das Artes. Quem sabe, agora, faltando poucos meses para as eleições, alguém cria vergonha na cara e manda, pelo menos, diminuir a sujeira por ali. Confira o que já havia sido publicado em 2013: Patrimônio histórico ameaçado   Fotos: João Ricardo Correia
8 dez por João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Presépio de Natal: obra projetada por Oscar Niemeyer enfrenta o abandono

PRESEPIODENATAL1_WALDIRBARROSO O monumento Presépio de Natal, localizado em uma das áreas mais valorizadas da capital potiguar, ao lado do ginásio de esportes do Candelária, é um projeto do renomado e saudoso arquiteto Oscar Niemeyer, que custou a bagatela de um milhão e setecentos mil reais, aos cofres públicos do Estado do Rio Grande do Norte, com a finalidade de atrair turistas e servir de área de lazer para a população. Uma verdadeira pechincha, diante do atual quadro de abandono, em que se encontra, com muito lixo, fezes e urina, sendo o local ideal para usuários de drogas e encontros sexuais. Há cerca de dois anos, moradores e jovens que usam o espaço para praticarem skatismo resolveram "dar uma geral" no local para retirarem o lixo e os entulhos e, para surpresa de todos, encontraram um corpo carbonizado, sem nenhum documento que o identificasse. PRESEPIODENATAL2_WALDIRBARROSO Dois anos se passaram e a situação está cada vez mais grave, com muita porcaria em uma área que deveria ser protegida por quem deve garantir uma melhor qualidade de vida à sua população. Um quadro triste e desolador, em uma cidade que foi capaz de demolir um estádio de futebol e um ginásio poliesportivo, para abrigar quatro jogos de copa do mundo, que na verdade, deixou como lembrança, um presente de grego que ficará para sempre dentro de nós: a febre chikungunya e o zika vírus, responsáveis pelos inúmeros casos de microcefalia no Estado. Na verdade, o que existe de bonito no Presépio, é a beleza da grafitagem feita por talentosos artistas.   Fotos: Waldir Barroso
27 nov por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Justiça nega pedido de indenização de jornalista contra Joaquim Barbosa

JOAQUIMBARBOSA1_FOLHADIFERENCIADABLOGSPOTCOM A Justiça do Distrito Federal negou hoje (27) pedido de indenização por danos morais de um jornalista contra o ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa. Em 2013, após uma reunião do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Barbosa mandou o jornalista Felipe Recordo, na época do jornal O Estado de São Paulo, “chafurdar no lixo” e ainda o chamou de “palhaço”. Na decisão, o juiz João Luis Zorzo, da 15ª Vara Cível de Brasília, classificou as declarações como “descortesias recíprocas entre as partes” e entendeu que não ficou caracterizado o dano moral na situação. “Nessa esteira, no contexto exposto e razoavelmente demonstrado nos autos, é lícito compreender que a utilização das expressões "me deixe em paz, rapaz", precedendo o descortês "chafurdar no lixo", que marcou o episódio, decorreu da inobservância do dever de mitigar caracterizada pela persistência do autor [jornalista], no exercício de seu mister como entrevistador, em período de resguardo hospitalar do réu e momento de acirramento político”, decidiu o juiz. No dia 5 de março de 2013, após sessão do CNJ, então presidido por Barbosa, o jornalista abordou o ex-ministro para entrevistá-lo, mas foi interrompido antes mesmo de completar a primeira pergunta. "Presidente, como o senhor está vendo...". O repórter foi interrompido por Barbosa: "Não estou vendo nada. Me deixa em paz, rapaz. Vá chafurdar no lixo como você faz sempre". Após nova tentativa do repórter, o ministro respondeu: "Eu não tenho nada a lhe dizer. Não quero nem saber do que o senhor está tratando". Após o episódio, a Secretaria de Comunicação Social do Supremo divulgou nota na qual pediu desculpas à imprensa por causa de uma declaração do presidente da Corte.   Fonte: Agência Brasil
23 nov por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Sujeira em Parnamirim: moradores de Emaús convivem com lixo em via pública

EMAUSLIXO2_WALDIRBARROSO Localizado às margens da BR-101, numa área prestes a receber um dos maiores shoppings centers do Rio Grande do Norte, o bairro de Emaús tem sido abandonado pelo poder público municipal de Parnamirim. Os moradores reclamam da atual situação, pois além de serem vítimas constante de roubos e assaltos, provocados por marginais que infestam a região, são obrigados a conviver com a sujeira existente em praticamente, todas as ruas da comunidade. EMAUSLIXO1_WALDIRBARROSO Em uma passagem pelas vias do bairro, este colunista constatou o descaso, pois encontrou lixo, podas de árvore e muita metralha deixado pelos carroceiros nas calçadas e nos terrenos baldios, o que em muito contribui para o aparecimento de doenças, principalmente em crianças e pessoas idosas. A Secretaria Municipal de Limpeza do Município e informou que desde o dia 06 de outubro o Idema interditou a área que recebe entulhos e podas de árvores, em Nísia Floresta, e que o secretário estava em reunião com os órgãos competentes tentando viabilizar uma  solução para o problema. EMAUSLIXO3_WALDIRBARROSO Fotos: Waldir Barroso
12 out por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Felipe Camarão enfrenta ruas esburacadas, lixo e esgotos à céu aberto

FELIPECAMARAO3_WALDIRBARROSO Apesar de constar nos cartões portais e nas propagandas espalhadas na tv e nas mídias sociais, onde aparece  Natal como uma cidade linda, a prefeitura tem esquecido de mostrar os bairros e as ruas que só aparecem nos meios de comunicação nos programas policiais. Em Felipe Camarão, na zona Oeste, por exemplo, o cenário é desolador, ruas esburacadas, esgoto à céu aberto e muito lixo espalhado em praticamente toda a comunidade. Próximo a um posto policial, no conjunto Promorar, existe uma área que poderia ser aproveitada para a construção de praça, escola, quadra de esportes e outros equipamentos comunitários que pudessem melhorar a qualidade de vida da população, mas o que se vê, é a invasão do terreno, que já encontra-se totalmente demarcado e um lixão permanente, com a conveniência dos órgãos públicos, já que fornecem caçambas e trabalhadores para coletarem os resíduos sólidos deixados no local. FELIPECAMARAO4_WALDIRBARROSO Não sei como o pessoal daquele área consegue sobreviver diante de tanta sujeira! Esta é Natal que é linda? Onde estão os órgãos públicos que não cuidam da população dos lugares mais carentes? Será que vai ser criado um novo forno do lixo neste local? São perguntas que merecem respostas, pois o povo está cansado de promessas e quer agilidade! Se ficarem doentes por causa da situação em que se encontram, a quem irão recorrer?   Fotos: Waldir Barroso
11 out por João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

História abandonada: Beco da Quarentena está cheio de lixo e ratos

BECODAQUARENTENA1_WALDIRBARROSO O Beco da Quarentena é uma estreita passagem de cerca de 25 metros, que liga a rua Frei Miguelinho à rua Chile, no tradicional bairro da Ribeira, bairro onde nasceu a cidade de Natal, capital do Rio Grande do Norte. Recebeu este apelido "carinhoso" por abrigar marinheiros e pessoas contaminadas pela varíola, uma doença terrível que vitimou muitos brasileiros naquela época e, após algum tempo, foi transformado em zona do baixo meretrício, um ponto de prostituição, repudiado pela alta sociedade natalense, mas bastante frequentado por aqueles que procuravam satisfazer os desejos sexuais por um preço bem mais barato que os cobrados pelas tradicionais casas de drinques. BECODAQUARENTENA2_WALDIRBARROSO Há cerca de 4 anos, intelectuais e amantes da boemia que lutavam pela revitalização da Ribeira realizaram a lavagem do Beco da Quarentena, numa tentativa de torná-lo mais humano e acabar com a fama de lugar amaldiçoado, pois diz a lenda que ninguém consegue atravessá-lo de uma ponta a outra. Infelizmente, esta tentativa não surtiu o efeito desejado, pois o que se vê hoje, é uma volta ao passado, já que o local é um lugar cheio de lixo, imundo, exalando um odor fétido e sombrio. Palco ideal para a proliferação de pragas como ratos e insetos, vetores de sérias doenças para o ser humano, que na maioria das vezes, passará por mais um período de quarentena, devido ao descaso das autoridades competentes, que não se preocupam com o bem estar de sua população.   Fotos: Waldir Barroso
25 mar por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Cratera em avenida e lixo prejudicam Nova Parnamirim

Devido as últimas chuvas que caíram recentemente, um buraco existente na Avenida Gandhi, em Nova Parnamirim(RN), está atormentando a vida dos que passam pelo local, pois a Caern consertou o vazamento, mas há cerca de uma semana continua aberto. Um pouco mais adiante, na mesma avenida, muito lixo e material oriundos de uma construção que deveria ser colocado em uma caçamba de resíduos, estão jogados no chão, contribuindo para a proliferação de insetos e deixando o local com bastante sujeira. No início da avenida, próximo ao já degradado e assoreado rio Pitimbu, a situação está pior, pois moradores e carroceiros contribuem para a agressão desenfreada à natureza, transformando o local em um novo lixão.

O colunista entende que a prefeitura faz a sua parte, recolhendo o lixo e promovendo campanhas educativas, mas ruas e logradouros devem permanecerem limpos, para que outras pessoas não sejam penalizadas.

× Fale no ZAP