Tag: Itália

13 jan por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Governo está tomando as providências para a extradição de Battisti

Battisti é considerado terrorista pelas autoridades brasileiras

Os ministérios da Justiça e Segurança Pública e das Relações Exteriores informaram, na manhã de hoje (13), que, diante da detenção de Cesare Battisti pela Interpol, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, estão tomando todas as providências necessárias, em cooperação com o Governo da Bolívia e com o Governo da Itália, para cumprir a extradição de Battisti e entregá-lo às autoridades italianas.

Por meio da assessoria de imprensa, o Ministério da Justiça disse que ainda não tem detalhes sobre os trâmites da extradição.

Battisti foi capturado em Santa Cruz de La Sierra por volta das 17h de ontem (12). Segundo relatos, ele não tentou escapar. Questionado pelos policiais, respondeu em português. O italiano usava calça azul e camiseta, óculos escuros e barba falsa.

A extradição do italiano foi determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em 13 de dezembro do ano passado.

14 dez por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Temer assina extradição de Cesare Battisti

O presidente Michel Temer assinou hoje (14) a extradição do italiano Cesare Battisti (FOTO), condenado à prisão perpétua em seu país. A medida foi confirmada pelo Palácio do Planalto. Ontem (13), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux já havia determinado a prisão do italiano. Em 1988, Battisti foi condenado na Itália por quatro homicídios cometidos quando integrava o grupo Proletariados Armados pelo Comunismo. Ele chegou ao Brasil em 2004, onde foi preso três anos depois. Battisti foi solto da Penitenciária da Papuda, em Brasília, em 9 de junho 2011. Ele voltou a ser preso em outubro do ano passado na cidade de Corumbá, em Mato Grosso do Sul, perto da fronteira do Brasil com a Bolívia. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ele tentou sair do país ilegalmente com cerca de R$ 25 mil em moeda estrangeira. Após a prisão, Battisti teve a detenção substituída por medidas cautelares. Com a decisão de Temer, a Itália consegue algo que vinha pedindo ao governo brasileiro há oito anos. O governo italiano pediu a extradição de Battisti, aceita pelo STF. Contudo, no último dia de seu mandato, em dezembro de 2010, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu que Battisti poderia ficar no Brasil, e o ato foi confirmado pelo Supremo. Por Marcelo Brandão - Repórter da Agência Brasil / Brasília
14 ago por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Após desabamento na Itália, vereador Luiz Almir volta a chamar atenção sobre estado da Ponte de Igapó

[caption id="attachment_53498" align="aligncenter" width="717"] Ferragens aparentes, nos pilares da Ponte de Igapó, sendo corroídas (Foto: UFRN)[/caption] Pelo menos vinte pessoas morreram e o Corpo de Bombeiros continua trabalhando, em busca de sobreviventes, em Gênova, na Itália, após o desabamento do trecho de uma ponte, nesta manhã. O equipamento passava por manutenção quanto desabou. Em Natal, já houve uma série de alertas sobre o estado precário da Ponte de Igapó, que ainda não foi submetida a nenhuma manutenção. Uma das vozes mais ativas sobre a situação da Ponte de Igapó é do vereador e comunicador Luiz Almir. Quando deputado estadual, ele chegou a levar vídeos à superintendência do DNIT, em Brasília, então comandado pelo general Jorge Fraxe, que ficou de providenciar o serviço. Os anos se passaram, atualmente Fraxe é o diretor do DER, no Rio Grande do Norte, e o equipamento continua abandonado, com ferragens dos pilares à mostra, sendo corroídos pela ferrugem. [caption id="attachment_53497" align="aligncenter" width="765"] Luiz Almir, há mais de dez anos, alerta sobre a falta de manutenção na Ponte de Igapó[/caption] "Mais uma vez, demonstro minha preocupação com a ponte. Se essa ponte na Itália desabou por falta de manutenção, a Ponte de Igapó também pode desabar a qualquer momento. Faz mais de dez anos que alertei o DNIT, lá em Brasília, já reclamei aqui, já levei onze vereadores ao governador Robinson Faria, pedindo que ele providencie a manutenção na ponte, mas até agora nada foi feito. Quero só saber se, Deus nos livre, se a Ponte de Igapó cair, quem é que vai ser responsabilizado. A Universidade Federal já apresentou o problema, o Conselho de Engenharia, o Corpo de Bombeiros e milhares de pessoas passam todos os dias pela Ponte correndo risco de um acidente gravíssimo. Aqui em Natal, só vão fazer alguma coisa depois do desabamento?", alerta Luiz Almir. Confira matéria especial publicada pela UFRN http://www.ufrn.br/imprensa/materias-especiais/13797/pesquisa-da-ufrn-aponta-que-79-dos-potiguares-nao-se-sentem-seguros-ao-transitar-na-ponte-de-igapo  
23 out por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Pizzolato: ex-diretor do Banco do Brasil chega para cumprir pena em Brasília

PIZZOLATO1_JOSECRUZ_AGBRASIL O ex-diretor do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, acaba de chegar em Brasília, onde vai começar a cumprir pena com mais de dois anos de atraso. A aeronave cinza da Polícia Federal pousou no Aeroporto Internacional da capital às 8h46. Vestindo um agasalho claro e uma calça de moleton, Pizzolato desceu da aeronave escoltado por agentes da PF. Ele foi condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão, por peculato e lavagem de dinheiro, mas fugiu para a Itália em setembro de 2013, antes do fim do julgamento, com um passaporte falso. Na capital federal, ele será encaminhado ao Instituto Médico-Legal, onde fará exame de corpo de delito. Um comboio da Polícia Federal, com três viaturas descaracterizadas, vai leva-lo durante os deslocamentos em Brasília. Ele será escoltado para o IML, na sede da Polícia Civil, em um automóvel blindado. De lá, ele segue para o Complexo Penitenciário da Papuda para acertar as contas com a justiça brasileira. Na mesma penitenciária, foram encarcerados outros condenados da Ação Penal 470, como o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, e o ex-deputado federal pelo PT, José Genoíno. Pelo menos doze agentes da PF, incluindo um médico e um delegado, acompanharão o trajeto do condenado em Brasília. No início da manhã, Henrique Pizzolato desembarcou em voo comercial no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo. A chegada ao Brasil do ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil encerra um capítulo na história da fuga de um dos condenados no processo do mensalão, que envolveu também vários recursos judiciais e tentativas do governo brasileiro de trazê-lo de volta ao Brasil. Pizzolato foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a 12 anos e sete meses de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato, mas, por ter dupla cidadania, fugiu para a Itália em 2013, com um passaporte falso em nome de um irmão morto. O ex-diretor foi o único dos condenados que fugiu. Ele foi preso em fevereiro do ano passado Maranello, na Itália, após ter o nome incluído na lista de procurados internacionais da Interpol.   Fonte: Agência Brasil Foto: José Cruz/Agência Brasil
× Fale no ZAP