Tag: Henrique

13 nov por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Paulo Wagner considera Fátima Bezerra a política mais forte do Estado

PAULOWAGNER10 O deputado federal Paulo Wagner, do PV, entende que o sucesso do governo Robinson Faria (PSD) vai depender basicamente do seu relacionamento com a deputada Fátima Bezerra, líder do PT no Estado e na capacidade que terá o futuro governador na formação de uma boa equipe de trabalho, já que segundo ele, o Estado vivencia uma grave crise financeira. “Robinson tem que tratar Fátima bem, inclusive convocando o deputado eleito Betinho Filho para a sua equipe de governo para abrir espaço para o suplente do PT, Adriano Gadelha”, disse o deputado do PV, acrescentando: “tudo vai passar por Fátima Bezerra e a força política do Estado não é mais dividida com Henrique Eduardo Alves". Paulo Wagner, que é apresentador de programas populares na televisão e conseguiu se eleger pela primeira vez para a Câmara Federal em 2010, não obteve êxito no pleito desse ano. Ao comentar sua passagem pelo Poder Legislativo Federal o deputado do PV mostra-se decepcionado pela sensação de inoperância que é acometido cada parlamentar em razão do grande número de projetos que são encaminhados e não votados. “Existem na Câmara Federal mais de 30 mil projetos tramitando nas Comissões Técnicas. Isso é horrível. Não temos produção e o corporativismo é grande”, ressalta.   FUTURO POLÍTICO Como primeira alternativa para Henrique Eduardo após o insucesso eleitoral desse ano o deputado Paulo Wagner defende a ida do deputado do PMDB para a equipe de governo da presidente Dilma Rousseff ocupando um ministério que segundo ele, poderia ser a Integração Nacional onde Henrique Eduardo poderia desenvolver um bom trabalho, resgatando inclusive, o desejo do seu pai Aluízio Alves de trazer água do São Francisco para o Nordeste Brasileiro. Como projeto político a médio prazo, Paulo Wagner entende que Henrique poderia disputar uma vaga no Senado ao lado de Garibaldi Filho nas eleições de 2018.   RECOMENDAÇÃO AOS NOVOS Aos novos deputados federais eleitos para representar o Rio Grande do Norte, Paulo Wagner recomenda (no caso, Rafael Motta, Walter Alves, Betinho Filho e Zenaide Maia) que procurem participar de Comissões Técnicas e relatorias para que agindo assim não fiquem no anonimato. “Essa é a forma de terem visibilidade. Do contrário ficarão 4 anos na Câmara Federal sem o trabalho aparecer”, avisa.   PAULOWAGNER11 À espera de uma aposentadoria por invalidez “O meu futuro é uma aposentadoria por invalidez”. Essa foi a resposta do deputado Paulo Wagner ao ser questionado sobre seu futuro na vida pública do Rio Grande do Norte. Em razão dos problemas de saúde que vem enfrentando, o deputado do PV descarta a possibilidade de disputar novamente mandato eletivo. “Estou com 4 safenas, uma mamária, diabetes, hipertenção e apenas um rim funcionando e na iminência de fazer hemodiálise”, observa o deputado, dizendo que todos os trâmites para sua aposentadoria foram cumpridos, faltando apenas a assinatura do presidente da Câmara Federal, deputado Henrique Eduardo Alves. Questionado sobre a sua não reeleição, Paulo Wagner informou que não participou ativamente da campanha em razão da sua saúde precária e também sem condições financeiras só manteve a candidatura para ajudar o candidato do PMDB ao Governo do Estado. Sobre os problemas com o seu partido, o PV, cujos líderes levaram seu nome para a Comissão de Ética alegando infidelidade partidária por ter votado em candidatos não recomendados pela cúpula partidária regional, Paulo Wagner nega. PERSPECTIVAS PARA O PV Mesmo concordando com o presidente de honra do PV, agitador ecológico Rivaldo Fernandes, afirmando que o partido passa por um processo de “naniquização” (igualando-se aos chamados nanicos), Paulo Wagner entende que o PV tem tudo para se transformar num partido forte eleitoralmente no Estado sob o comando do senador Paulo Davim. “O PV saiu enfraquecido nessa eleição, mas pode se reorganizar realizando um trabalho de reestruturação para conquistar a vaga de deputado federal novamente e elegendo 2 ou 3 representantes na Assembleia Legislativa”, disse ele, defendendo, inclusive, a permanência do senador Paulo Davim na presidência da legenda no Rio Grande do Norte. “Paulo é um político sério e um médico conceituado. Defendo que ele permaneça à frente do nosso partido”, concluiu Paulo Wagner.
26 out por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Henrique vota em Natal e diz que está confiante para a vitória

HEA2TURNO   O candidato do PMDB ao Governo do Estado, Henrique Alves, votou na manhã deste domingo (26) na Fundação José Augusto e disse estar confiante em uma vitória. Ele estava acompanhado de familiares e amigos, incluindo o ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho. Henrique fez uma avaliação positiva sobre o pleito. “Faço uma avaliação muito positiva. Acho que os debates e a campanha eleitoral, principalmente da nossa parte, muito propositiva, muito honesta, e ofereci ao RN uma vida de 44 anos de trabalho. Espero com grande serenidade uma grande vitória para termos mais força para mudar; É preciso fazer chegar a cada norte-rio-grandense o sentimento de que esse Estado pode ser um Estado mais justo, mais fraterno e mais desenvolvido”, disse o candidato, que pretende acompanhar a apuração do resultado em casa, com a família.   Fonte: Assessoria de Imprensa de Henrique Alves
22 out por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Luiz Almir retribui apoio recebido de Henrique e torcia para eleição de Wilma

LUIZALMIRCAMPANHA2014 O vereador Luiz Almir ficou triste com a derrota de Wilma de Faria para o Senado. Comemorou as vitórias de Gustavo Carvalho e Zenaide Maia, para deputado estadual e federal, respectivamente, e acredita que, matematicamente, Henrique pode se eleger governador, embora lembre que “em eleição, a gente só sabe o resultado depois que os votos forem contados”. Apresentador de rádio e TV, seresteiro e eterno defensor da zona Norte de Natal, onde mora com a família há mais de 30 anos, Luiz Almir ficou satisfeito por ter integrado, com seu grupo de amigos e amigas, a equipe que ajudou a reeleger Gustavo Carvalho deputado estadual. “Ele é meu amigo, teve uma votação expressiva e telefonou agradecendo o apoio que nós demos para sua vitória. Digo nós, porque sozinho eu não vou nem para o cemitério. Tenho um grupo de amigos e amigas que acreditam em mim, que me ajudam e foram essas pessoas que caminharam comigo”, explica. Sobre a eleição de Zenaide Maia para a Câmara Federal, Luiz Almir acredita que ela representará muito bem o Rio Grande do Norte. “A doutora Zenaide é um nome novo, uma médica trabalhadora, que certamente cumprirá os compromissos assumidos. Ela vai trabalhar por todo o Estado, mas acredito que terá uma atenção especial com São Gonçalo do Amarante e com nossa zona Norte, afinal de contas somos uma mesma família, separada apenas pela avenida Tomaz Landim”. LUIZALMIRWILMA Luiz Almir não esconde a tristeza pela derrota de Wilma para Fátima Bezerra. “Sou amigo de Fátima, tenho muito apreço e respeito por ela, mas por tudo que Wilma fez pelo Rio Grande do Norte, principalmente por Natal e pela zona Norte. Apenas para citar dois exemplos, foi Wilma que construiu a ponte Santos Reis-Redinha, pois a zona Norte estava muito prejudicada apenas com a ponte de Igapó. A zona Norte tinha o Caldeirão do Diabo, um dos piores presídios do Nordeste, nós reivindicamos, a sociedade cobrou e Wilma mandou derrubar o presídio, erguendo em seu lugar um Centro Cultural. O Rio Grande do Norte deveria ter retribuído e tornado Wilma nossa senadora. Ela merecia essa vitória, não desmerecendo os votos obtidos por Fátima”. GRATIDÃO Em 2004, quando foi candidato a prefeito de Natal, Luiz Almir recebeu o apoio do deputado federal Henrique Alves. Dez anos depois, foi a hora de retribuir. “Eu perdi a eleição de 2004 por dois por cento, mas recebi os apoios de Henrique, de Garibaldi, de Geraldo Alckmin e Aécio Neves, que vieram pedir voto pra mim. Henrique foi para o segundo turno com perspectivas de vitória, o que me deixou muito feliz. Matematicamente, ele ganha, pois o que motivou o segundo turno foi a boa votação de Robério, que ficou neutro agora. Portanto, se os votos se mantiverem, Henrique será eleito, mas em eleição, a gente só sabe o resultado depois que os votos forem contados”. Luiz Almir revelou que recebeu ligações de Henrique, Gustavo Carvalho e Zenaide Maia logo após a apuração do primeiro turno. “Fiquei muito feliz pela consideração de todos e reforcei que eu e meu grupo de amigos estávamos muito satisfeitos com as conquistas deles três”.  
22 set por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

“Bolsas de apostas” se organizam de olho na Segurança Pública em 2015

HENRIEROBIN_JOCELINOSANTASBLOGSPOTCOM O próximo governador do Rio Grande do Norte, que segundo as pesquisas de intenção de voto será Henrique Alves ou Robinson Faria, tem um desafio gigantesco pela frente. Esqueçamos os demais problemas do Estado, na saúde, na educação, na geração de emprego, na falta de moradia, e direcionemos o pensamento para a segurança pública.  O quadro é muitas vezes pior do que se apresenta. Em primeiro lugar, afastadas todas as outras possibilidades para se tentar começar um trabalho para minimizar a insegurança, o futuro governador deve escolher muito bem o secretário da Segurança Pública e da Defesa Social, o comandante geral da Policia Militar e o delegado geral de Polícia Civil. Qualquer um deles bota o governo no céu. Ou no inferno. Boas intenções não bastam; sorrisos fáceis, muito menos. Chega de munganga, de reuniões improdutivas, de apresentações de slides cansativas. A sociedade exige resposta. Sim, exige! O Governo não estará fazendo favor. Conheço um pouco do que estou falando. Fui repórter da área policial por muitos anos e tive a oportunidade de trabalhar "do outro lado do balcão", como assessor de imprensa da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, de fevereiro de 2011 a dezembro de 2013. Conheço a realidade das ruas, das delegacias, dos hospitais, presídios, necrotérios. E também testemunhei algumas ações governamentais. Não sou especialista em nada. Minha matéria-prima é o dia-a-dia. Por isso, atrevo-me a tecer alguns comentários, com a única intenção de colaborar, mesmo que seja com uma parcela microscópica, para a melhoria da terra aonde nasci e ainda vivo. Os discursos fáceis, as solenidades que agradam superiores, a festa para entregar uma viatura e inaugurar um posto policial que não fica aberto nem por um mês, os almoços que servem como declarações de fidelidade que se desmontam na primeira crise, tudo isso precisa ficar no passado. Segurança pública é um assunto sério demais para virar moeda eleitoreira ou para servir como agrado, seja para lideranças comunitárias, líderes religiosos, políticos, integrantes de organizações misteriosas que se acham donos do mundo e oferecem vantagens para quem integrar suas fileiras. O próximo governador , tomara, não deve apostar no "vale a pena ver de novo", nem acreditar que coronéis PM e delegados de Polícia Civil - que comandam suas instituições - toleram imposições e ideias insanas de secretários que não entendem absolutamente nada do que se propõem a fazer e entregam as tarefas a oportunistas de carteirinha que vivem puxando o saco dos "doutores" corredores oficiais afora. O Governo também deve ser responsável e oferecer todas as condições de trabalho ao policiais, pois a maioria deles  é formada por homens e mulheres honestos, trabalhadores, dedicados, que não fazem mais porque não encontram apoio e muitas vezes são vítimas de um sistema retrógrado que insiste em sobreviver de maquiagem e publicidade enganosa. Assessores competentes devem trabalhar para deixar o futuro governador bem informado. As "bolsas de apostas" já estão fervendo. Policiais, civis e militares, já se organizam para 2015. Gabinetes da Assembleia Legislativa já recebem visitas individuais e de comissões. Telefonemas se multiplicam a cada resultado de pesquisa. Há diversos "projetos", cada um mais espetacular que o outro, para a Segurança Pública prontos para serem apresentados ao próximo chefe do Poder Executivo Estadual. Prestemos atenção nas homenagens e solenidades daqui para o fim do ano. E quando o resultado sair, a correria será grande. O veraneio 2014/2015 será o mais seguro do litoral potiguar, pois não faltarão funcionários públicos entendidos em Segurança nos alpendres dos vencedores. E consultores, muitos consultores...     Foto: www.jocelinodantas.blogspot.com
2 jul por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Vereador Luiz Almir reforça apoio a Zenaide Maia

Durante a convenção do PMDB, realizada na última sexta (27), o vereador natalense Luiz Almir (PV) fez um discurso acalorado declarando seu voto a Henrique Alves, João Maia e Wilma de Faria. O presidente do Partido Verde de Natal também declarou seu voto de deputado federal para a médica Zenaide Maia (PR). Luiz Almir, que tem como base eleitoral a Zona Norte de Natal, declarou apoio à candidatura de Zenaide Maia para Deputada Federal. Em sua fala, enalteceu que ela é uma candidata qualificada e capaz de dar continuidade ao trabalho do irmão João Maia. “Zenaide é uma mulher batalhadora e com competência para assumir uma cadeira na bancada federal”, reforçou. A biografia de Luiz Almir soma três mandatos de vereadores pela capital e dois de deputado estadual. Em 2004, ele foi candidato a prefeito de Natal quando obteve 48% dos votos válidos. "Nessa caminhada, ter o apoio de Luiz Almir é importante. É preciso fortalecer o debate político na Zona Norte, uma região que precisa ser valorizada pela dimensão que representa”, afirmou Zenaide.   (Fonte: Assessoria de Imprensa de Zenaide Maia)
25 jun por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Henrique Eduardo Alves quer o voto de Rosalba Ciarlini

[caption id="attachment_26814" align="aligncenter" width="394"] Henrique sonha em governar o RN, hoje comandado por Rosalba Ciarlini[/caption] O deputado federal Henrique Eduardo, pré-candidato a governador pelo PMDB, disse momentos após participar da Convenção Estadual do PV no final de semana na Assembleia Legislativa, que eleito governador do Estado fará um governo para todos os norte-rio-grandenses, e que na sua campanha não discriminará ninguém na hora do voto. Henrique Eduardo, inclusive, diz esperar o voto da cidadã Rosalba Ciarlini, já que segundo ele, “a vertente política é outra coisa porque deixamos o seu governo, mas espero contar com o voto da cidadã Rosalba Ciarlini”, esclarece o peemedebista. Henrique Eduardo informou que sua equipe de trabalho está elaborando um programa de governo para ser apresentado à população do Rio Grande do Norte no momento da convenção, que ocorrerá no próximo dia 27, no Ginásio Nélio Dias, na Zona Norte da cidade. “Vamos apresentar um elenco de propostas para resolução dos problemas do Estado, principalmente nos setores de saúde e segurança pública”, disse ele, para em seguida criticar adversários que segundo ele, tentam radicalizar a campanha. “Quem quiser xingar, radicalizar, ser intolerante, não estará no nosso palanque”, avisa o pré-candidato do PMDB ao governo do Estado. RECONHECIMENTO Num determinado momento do seu discurso na convenção do PV, Henrique Eduardo disse reconhecer que o nome mais forte para disputar o Governo do Estado era o da vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, mas conversaram e a ex-governadora teve o gesto de retirar seu nome da disputa pelo governo para ser candidata à senadora. Disse também, que durante sua vida pública cometeu erros e equívocos, foi um radical, mas melhorou e agora está formando uma ampla aliança política para trabalhar pelo desenvolvimento do Rio Grande do Norte. “Os que falam da nossa aliança queriam estar nela. E que culpa eu tenho dessas pessoas e partidos virem ao nosso encontro”, questiona. No final do seu pronunciamento, o deputado Henrique Eduardo Alves, sem citar nomes disse que “tem gente bancando o valentão, agredindo os outros, mas não vamos entrar nessa. Pelo contrário, vamos fazer uma campanha de propostas porque o povo quer ver seus problemas resolvidos”.
9 abr por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Luiz Almir é lembrado para suplente de Wilma de Faria

[caption id="attachment_24888" align="aligncenter" width="394"] Luiz Almir apresenta programas na 96 FM e Band Natal[/caption] O vereador Luiz Almir poderá terminar ao lado da vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, como seu suplente para o Senado. O seresteiro ainda nem confirmou se será candidato a deputado estadual  e já começa a ser citado nos bastidores, segundo fontes do Portal Companhia da Notícia, como possível companheiro da "Guerreira", na chapa liderada pelo deputado federal Henrique Eduardo Alves, pré-candidato a governador do RN pelo PMDB.
7 abr por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Henrique diz que PT é possuído de “ódio, despeito, inveja e visão pequena”

[caption id="attachment_24830" align="aligncenter" width="394"] Henrique Alves (PMDB) critica partido de Fátima (PT), sua agora   ex-aliada, e espera ocupar o lugar que é hoje de Rosalba (DEM)[/caption] O deputado federal Henrique Eduardo Alves, pré-candidato do PMDB a governador nas eleições estaduais deste ano, disse que o PT do Rio Grande do Norte é possuído de “ódio, despeito, inveja e visão pequena” ao falar mal dele aqui no Estado em vez de ouvir a presidenta Dilma Rousseff, que lhe confiou o cargo de presidente da República em duas oportunidades. O líder do PMDB fez essas declarações ao discursar no encontro do PR que aconteceu no final de semana na sede do América no Tirol. “Quanto mais eles falam mal mais a nossa coligação cresce”, disse o parlamentar, acrescentando que a união dos políticos é para tirar o Rio Grande do Norte da situação de dificuldades em que se encontra e que a agressão não pode ser bandeira de campanha. Num discurso de mais de 40 minutos, Henrique Eduardo disse que depois de mais de 40 anos da sua vida pública mudou de comportamento, deixando de ser um radical para se transformar num político de diálogo e conciliador, sem ódio ou ressentimento. revelou também, que sozinho o PMDB não venceria a eleição, reconhecendo em seguida a importância que tem os demais partidos da coligação, principalmente o PSB da vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, e o PR do deputado João Maia, ambos companheiros de chapa da coligação. “Essa campanha será da união contra a desunião, dos que pregam o respeito, contra os que defendem o desrespeito”, ressaltou, acrescentando que está pronto para governar o Rio Grande do Norte, Estado que segundo ele, está sendo ultrapassado por outros Estados Nordestinos. “Por que o Rio Grande do Norte não consegue se impor e mudar essa triste realidade?”, questiona. POTENCIALIDADES Henrique Eduardo fez referência as potencialidades do Estado, destacando o seu potencial turístico e obras como a do Aeroporto Aluízio Alves, de São Gonçalo do Amarante. Ressaltou a fruticultura irregada, o petróleo e o sal produzidos no Rio Grande do Norte. E novamente questionou: “Se tem tudo isso, o que falta para o Estado crescer?". Em seguida respondeu: “Está faltando vontade e união política para reivindicar, mas vamos mudar essa realidade”, disse ele. ASSUMIR RESPONSABILIDADE João Maia, no seu discurso no América disse que está na hora de se assumir responsabilidades e os políticos se unirem para tirar o Rio Grande do Norte da situação de calamidade em que se encontra. “Temos que dotar o Estado de estrutura logística para geração de emprego e renda. “O PR está fazendo sua parte, discutindo a viabilidade de projetos que tem para oferecer ao Estado”, disse o presidente do PR, que é candidato a vice-governador na chapa que terá Henrique Eduardo, candidato a governador e Wilma de Faria postulante ao Senado.
29 mar por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Henrique Alves agora chama Wilma de “nossa senadora”

[caption id="attachment_24552" align="aligncenter" width="394"] Henrique (à direita) fala em reconstruir o Rio Grande do Norte[/caption] O deputado Henrique Eduardo Alves, no seu discurso, durante o anúncio da chapa na noite desta última sexta-feira, 28, afirmou que esperou esse momento durante 44 anos e que se constitui no mais importante da sua vida pública. Disse também que não quer chegar ao governo falseando, mas merecendo o respeito de todos os norte-rio-grandenses. E disse mais: “Só realizo esse sonho porque tenho o apoio da nossa senadora”. O pré-candidato do PMDB também fez referências elogiosas ao deputado federal João Maia, seu companheiro de chapa. “Preciso da competência de João para fazer a virada do Rio Grande do Norte”. Referindo-se à governadora Rosalba Ciarlini, disse que não fará críticas à pessoa da governadora, mas disse entender que o governo dela não foi bem. Afirmou ainda o deputado do PMDB, pré-candidato do seu partido ao Governo do Estado, que pretende resgatar a credibilidade da classe política e que no decorrer da sua vida pública, melhorou, errou, corrigiu e se aperfeiçoou, entendendo que está preparado para governar o Rio Grande do Norte. Durante a sua fala, Henrique Eduardo reiterou seu apoio à presidenta Dilma Rousseff, lembrando, inclusive, que assumiu duas vezes a presidência da República por generosidade da presidenta. Henrique Eduardo disse que vai cumprir uma agenda de candidato a governador partir de agora e está pronto para ouvir sugestões para mudar o Rio Grande do Norte. E concluiu com uma frase do seu pai, ex-governador Aluízio Alves: “vim para ficar, vim para lutar, vim para vencer”. Calor e falta de energia irritaram presentes ao evento Integrantes da aliança PMDB/PSB/PR, que disputará o Governo do Estado nas eleições deste ano lotaram o auditório do Hotel Praiamar na noite desta última sexta-feira para aclamar a chapa que terá como candidato a governador o deputado Henrique Eduardo com João Maia para vice e Wilma de Faria disputando o Senado. Os trabalhos foram presididos pelo presidente de honra do PMDB, ex-governador Geraldo Melo num ambiente pequeno, calorento e desconfortável pelo grande número de pessoas que compareceram ao evento. Houve ameaça de tumulto e falta de energia em várias oportunidades. Emocionado durante o seu discurso, Henrique Eduardo passou mal e foi imediatamente socorrido. O forte calor e a falta de espaço provocou manifestações de insatisfação entre os presentes com o local escolhido para o evento. Várias lideranças políticas falaram na ocasião entre elas, o senador Garibaldi Filho, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo e os pré-candidatos, Henrique Eduardo, João Maia e Wilma de Faria.   João Maia diz que chapa representa “união, humildade e determinação” O deputado federal João Maia, do PR, indicado para compor a chapa com o PMDB e o PSB, entende que a aliança em formação que certamente será homologada em convenção no próximo mês de junho, representa “união, humildade e determinação para realizar o que o Rio Grande do Norte precisa”. Segundo o parlamentar, que tem forte atuação política na Região do Seridó, “é preciso ter um bom projeto político/administrativo para o Estado e a determinação para implementá-lo”. Sandra Rosado, deputada federal do PSB, diz que a chapa anunciada nesta sexta-feira “representa a união e a demonstração de superação das divergências para soerguer o Rio Grande do Norte”, enquanto o presidente do PPS, ex-deputado Wober Júnior, diz que o Rio Grande do Norte para por um momento de dificuldade e a chapa anunciada junta experiência, eficiência e liderança política. “Henrique Eduardo e Wilma de Faria significam a renovação da esperança”.
21 mar por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

G10 mantém conversas preliminares com Henrique e Robinson

O deputado estadual Antonio Jácome (FOTO), do PMN, integrante do G10 (grupo de pequenos partidos, entre eles, PHS, PSDC, PV, PEN e PMN), informou na manhã de hoje que esse grupo de partidos  pretende eleger no mínimo 3 deputados estaduais e 1 representante para a Câmara Federal. “O objetivo é até final de abril consolidar a união destes 10 partidos”, ressaltou o presidente do PMN no Rio Grande do Norte, acrescentando que com relação a chapa majoritária o G10 tem conversado preliminarmente com o deputado Henrique Eduardo, provável candidato a governador pelo PMDB e com o vice-governador, Robinson Faria, do PSD, que também postula disputar o Governo do Estado nas eleições deste ano. “Nos próximos dias, vamos conversar também com os postulantes ao Senado, Wilma de Faria e Fátima Bezerra”, informa o parlamentar. Questionado sobre qual seria a tendência do G10 com relação à majoritária, o deputado Antonio Jácome diz preferir não antecipar a posição do grupo, afirmando entretanto, que na próxima semana deverá haver uma reunião do grupo para definir a alternativa a ser adotada com vistas as eleições de outubro. Com relação à sua candidatura a deputado federal, o deputado Antonio Jácome mostrou-se otimista, segundo ele, tendo em vista a boa receptividade do seu nome associado ao desejo do segmento evangélico de eleger um seu integrante pela primeira vez para a Câmara Federal. Antonio Jácome disse ainda, que na condição de médico, vai procurar as entidades representativas da categoria para uma interlocução, pois avalia que nunca os médicos necessitaram tanto de um representante, já que segundo ele, “o Governo Federal resolveu emparedar a categoria atribuindo-lhe a culpa pela crise e falta de assistência médica em todo o País”. PRESENÇA EVANGÉLICA Questionado sobre a presença evangélica na política partidária, o deputado Antonio Jácome considera salutar, já que é um segmento importante e representativo da sociedade que precisa ter voz no parlamento brasileiro, a exemplo de vários outros extratos sociais que trabalham por boas causas e pelo bem comum. Para ele, a tendência na eleição deste ano é que mais representantes evangélicos sejam eleitos para o Senado, Câmara Federal e Assembleias Legislativas. G10 pretende eleger 3 deputados estaduais e 1 federal O PMN, principal partido do G10, é representado atualmente na Assembleia Legislativa pelo deputado Antonio Jácome, parlamentar que se encontra no exercício do seu quarto mandato na Assembleia Legislativa, reeleito em 2012 com 54.743 votos, constituindo-se no mais votado entre os eleitos para a Assembleia Legislativa. Médico, advogado e jornalista, o parlamentar, que também foi vice-governador do Estado no primeiro governo da atual vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, é evangélico, segmento que tem um grande potencial eleitoral em todo o Rio Grande do Norte. Nos últimos anos tem havido um aumento significativo de evangélicos no parlamento brasileiro formado pelo Senado, Câmara Federal, Assembleia Legislativas e Câmaras Municipais. O segmento evangélico tem representantes em várias Câmaras Municipais dos diversos municípios do Rio Grande do Norte. São inúmeros vereadores de diversos partidos políticos. Na capital do Estado o segmento evangélico é representado pelos vereadores Jacó Jácome, Albert Dickson, ambos da Assembleia de Deus, e pelo bispo Francisco de Assis da Igreja Universal do Reino de Deus. Na eleição deste ano disputarão mandato de deputado estadual os vereadores, Jacó Jácome, filho do deputado Antonio Jácome e Albert Dickson, atual presidente da Câmara Municipal de Natal. Os dois, com chances reais de vitória, segundo analistas políticos. No exercício do seu primeiro mandato, o vereador Jacó Jácome, tem sido um dos destaques da atual legislatura. É um parlamentar assíduo e atuante, tanto nos debates em plenário, quanto nas Comissões Técnicas da Casa.
× Fale no ZAP