Tag: filmes

14 out por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Depois de Mega Filmes HD, Polícia Federal fecha mais três sites

pf A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira, 13, a segunda fase da Operação Barba Negra, para desarticular uma organização criminosa especializada na prática de crimes contra os direitos autorais pela internet, e fechou três sites. A primeira fase da operação, que aconteceu em novembro do ano passado, tirou do ar o site site Mega Filmes HD. Agora, foram retirados do ar os sites armagedomfilmes.biz, filmesonlinegratis.net e megafilmeshd20.org. Segundo a PF, que está recebendo ajuda da Interpol, as páginas operam de maneira ilegal no Brasil, disponibilizando conteúdo sem que sejam pagos os direitos autorais e tributos devidos. Juntos, os três sites recebem uma média de 768 milhões de visitas anuais, com mais de 11 mil títulos disponíveis para streaming, com acessos partindo do Brasil e de vários países do mundo, especialmente Portugal e Japão.
31 jan por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

OMS quer que filmes e séries com fumantes tenham classificação “para adultos”

CIGARRO A Organização Mundial de Saúde (OMS) quer que todos os países-membros utilizem um sistema de certificação que classifique filmes e séries televisivas como sendo "para adultos" sempre que incluírem cenas com pessoas fumando. Esta é a principal recomendação apresentada no domingo pela OMS sobre a influência que a presença de fumantes em filmes e séries de televisão exerce sobre a decisão de alguém começar a fumar. A OMS acredita que reduzir a exposição visual à presença de fumantes poderá retardar o início desse vício, assim como as doenças a ele associadas. De acordo com os Centros de Prevenção e Controlo de Doenças nos Estados Unidos, 6 milhões de adolescentes começaram a fumar em 2014 depois de terem sido expostos a cenas onde aparecem fumantes e, desses, 2 milhões poderão morrer de doenças relacionadas com o consumo de tabaco. Em 2014, nos Estados Unidos, 36% dos filmes classificados "para todos os públicos" tinham cenas com fumantes.   Fonte: Agência Lusa
26 dez por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Filmes financiados com recurso público terão legendas em Libras

CINEMA1   Os filmes e demais produções audiovisuais financiadas com recursos públicos deverão ser acessíveis a pessoas com deficiência visual e auditiva. Para isso, deverão fornecer legenda descritiva, audiodescrição e Língua Brasileira de Sinais (Libras). A definição é parte de instrução normativa da Agência Nacional do Cinema (Ancine) e vale para todos os projetos aprovados a partir da data da publicação, dia 18 de dezembro. O documento passou por consulta pública entre abril e maio deste ano. A instrução normativa estabelece que projetos de produção audiovisual financiados com recursos da Ancine deverão contemplar esses serviços em seus orçamentos. Materiais entregues para fins de depósito legal em sistema digital devem conter os mesmos serviços em canais dedicados a dados, vídeo e áudio que permitam seu desligamento ou acionamento. Segundo a Ancine, em 2015 e 2016, será regulamentada a exibição em salas de cinema, que terão de se adequar para tornar possível o acesso à legenda descritva, audiodescrição e Libras. Conforme a agência, a acessibilidade já é adotada como critério nas chamadas públicas do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), destinado ao desenvolvimento articulado da cadeia produtiva da atividade audiovisual no Brasil. O Programa Cinema Perto de Você desonera de tributos a importação de equipamentos relacionados à promoção de legendagem e audiodescrição. Além disso, o Prêmio Adicional de Renda (PAR-Exibição), que contempla complexos com até duas salas pela volume e diversidade de filmes brasileiros exibidos, condicionou o prêmio oferecido aos vencedores deste ano à aplicação em projetos de digitalização ou de adaptação das salas ao acesso de pessoas com deficiência. De acordo com o censo do Instituto Brasileiros de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil há 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual. Destas, 500 mil são cegas. Os que têm grande dificuldade de audição somam 1,8 milhões, enquanto aqueles com alguma dificuldade alcançam 7,6 milhões. Os surdos são 344 mil.   Fonte: Agência Brasil
21 mar por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

STJ entende que o Google deve retirar vídeos ofensivos do YouTube

O Google possui viabilidade técnica de controle de vídeos no YouTube. Por isso, tem a obrigação de encontrar e retirar conteúdo ofensivo veiculado na ferramenta. Portanto, a vítima não é obrigada a informar os endereços eletrônicos (URLs) exatos que causaram ofensa. Esse foi o entendimento da 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça ao determinar que a empresa retirasse em até 24 horas do YouTube os filmes adulterados da campanha publicitária da motocicleta Dafra, sob pena de multa de R$ 500 por dia de descumprimento. Em seu voto, o ministro Luis Felipe Salomão, relator do caso, contestou a alegação do Google de não existir atualmente tecnologia capaz de possibilitar a adoção de filtros de bloqueio. “A alegada incapacidade técnica de varredura de conteúdos incontroversamente difamantes é algo de venire contra factum proprium, inoponível em favor do provedor de internet. Não se concebe, por exemplo, que a ausência de ferramentas técnicas à solução de problemas em um produto novo no mercado isentaria a fabricante de providenciar solução do defeito”, registrou Salomão. De acordo com o ministro, “se a [empresa] Google criou um ‘monstro indomável’, é apenas a ela que devem ser imputadas eventuais consequências desastrosas geradas pela ausência de controle dos usuários de seus sites”. Para o ministro, não é crível que uma empresa do porte da Google não possua capacidade técnica para identificar as páginas que contenham, de forma clara e objetiva, o conteúdo indicado pelos autores como ilícitos. O Google informou que recorrerá ao Supremo Tribunal Federal. Sobre a decisão, a empresa afirma que, além de ser de impossível cumprimento, não reflete a jurisprudência dominante no próprio STJ. "O Google reafirma que não dispõe de filtros para monitorar de maneira prévia o conteúdo colocado no YouTube e consegue remover apenas vídeos cujos endereços (URLs) tenham sido especificados", diz.   (Fonte: Consultor Jurídico)
22 jan por Henrique Goes Tags:, , ,

NERDS NO CINEMA

Este ano promete ser de deleite para os nerds ou ou para quem gosta de vê-los na telona do cinema. Duas produções com estréia marcada para 2013 promete levar uma verdadeira legião de admiradores de tecnologia aos cinemas. A primeira é o "Downloaded", com exibição a partir de março, que conta a história do Napster, o primeiro programa de compartilhamento  de arquivos. O serviço foi responsável por uma queda fenomenal nas vendas de cds, uma vez que as músicas e álbuns completos podiam ser baixados gratuitamente. [caption id="attachment_1761" align="aligncenter" width="480"]ashton-kutcher-steve-jobs-filme Ashton Kutcher representa Jobs em filme e mostra semelhança impressionante
Imagem de internet[/caption] O outro, e, possivelmente, o mais esperado é "Jobs", uma espécie de cinebiografia de Steve Jobs. O filme vai contar a trajetória do gênio da tecnologia desde o despertar pela criação até o surgimento da Apple. Quem interpreta o inventor do Iphone é o ator americano Ashton Kutcher, cuja semelhança em imagens divulgadas do filme é impressionante. A estréia mundial está prevista para abril.   Com dicas do Olhar Digital    
× Fale no ZAP