Tag: Edir Macedo

9 nov por João Ricardo Correia Tags:, , , , , , , , , ,

PT e PRB articulam lançar chapa para tomar lugar de Robinson Faria

[caption id="attachment_52769" align="aligncenter" width="681"] Senadora Fátima Bezerra, do PT, teria como companheiro de chapa...[/caption]   Uma candidatura ao Governo do RN, em 2018, pode ter começado a ser concretizada nesta semana, sob as bênçãos do todo-poderoso da Igreja Universal do Reino de Deus, o bispo Edir Macedo. Lideraria a chapa a senadora petista Fátima Bezerra, que teria como vice o sanfoneiro, vereador em Natal e também bispo da IURD, Francisco de Assis, presidente do PRB na capital potiguar. Nesta quarta-feira, segundo fontes deste informativo, líderes do PRB, partido que tem em seus quadros dezenas de evangélicos que seguem a orientação de Edir Macedo, e de agremiações religiosas que, digamos, não leem na cartilha da Igreja Universal, se reuniram em Natal e disseram que o “martelo foi batido” para que o nome de vice, na possível chapa encabeçada por Fátima Bezerra, seja a do bispo Francisco de Assis. "O aval veio lá cima, mas não foi do céu, foi do bispo Edir Macedo", brincou um dos participantes do encontro, não sabendo informar se o "fiador" do suposto acordo viria ao Rio Grande do Norte pedir votos.   [caption id="attachment_52770" align="aligncenter" width="656"] ... o bispo-vereador-sanfoneiro Francisco de Assis, da Igreja Universal[/caption]   De acordo com fontes dotadas de trânsito livre no segmento evangélico no Estado, até profissionais de comunicação e marketing já estariam sendo procurados, com o propósito de melhorar o desempenho de Francisco de Assis ao falar em público, pois mesmo sendo sanfoneiro e líder religioso, estaria deixando muito a desejar, na opinião dos líderes nacionais do PRB, na hora de “falar em política e pedir votos”. Um dos nomes que teriam surgido como opção para possível vice de Fátima Bezerra seria o do ex-prefeito de Parnamirim, Maurício Marques, antigo aliado e eleitor da petista, entretanto, o PRB teria dito “não”, para assegurar a vaga para um evangélico. Agora, é esperar! Amém?!  
2 nov por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Professor de religião acredita que “Universal vai alçar voos mais altos”

Brasília - Indicado para o cargo de ministro da Pesca e Aquicultura, o senador Marcelo Crivella concede entrevista Kiko Nogueira* A vitória do bispo licenciado Marcelo Crivella na eleição municipal do Rio de Janeiro, neste domingo (30/10), marca uma nova etapa na trajetória dos pastores evangélicos na política brasileira. Eleito com 59,37% dos votos válidos, Crivella vai comandar a prefeitura da segunda maior cidade do Brasil e uma das principais vitrines do país, com orçamento de 31 bilhões de reais. Com essa vitória, o projeto político dos pastores evangélicos finalmente conseguiu ir além do nicho que vem sendo cultivado na Câmara Federal – além dos Legislativos estaduais e municipais – e mostrar que também tem força em eleições majoritárias. Sua ascensão também deve catapultar a influência do PRB, o partido dominado por membros da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD). A denominação religiosa é comandada por Edir Macedo, que é também tio de Crivella e controla a Rede Record, a segunda maior emissora de TV do país. “É uma igreja com um projeto de poder que apresenta condições de colocá-lo em prática. A própria estrutura da Universal parece a de um partido ou de uma empresa”, afirma Edin Abumanssur, professor de Sociologia da Religião da PUC-SP.
× Fale no ZAP