Tag: digital

10 ago por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Prefeito solicita apoio a ministro para implementar o projeto “Natal Digital”

CEAEALDOREBELO1_ALEXREGIS O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, participou na manhã desta segunda-feira (10) de mais uma edição do seminário Motores do Desenvolvimento que nessa sua 24ª edição teve como tema de debates: “UFRN: Tecnologia da Informação acelerando o desenvolvimento”. O evento contou com uma palestra do ministro de Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo. Na oportunidade, o chefe do executivo municipal entregou ao ministro um documento solicitando o apoio do ministério para a implementação do projeto “Natal Digital”. Essa iniciativa idealizada pela Prefeitura visa interligar as unidades administrativas, escolas, unidades básicas de saúde e a população, utilizando tecnologia ótica e sem fio de forma a atender as demandas da sociedade em longa distância. Carlos Eduardo conversou com a imprensa antes do inicio dos debates e comentou sobre a importância dos investimentos na área de tecnologia da informação e dos softwares livres. O prefeito ressaltou ainda o papel importante desenvolvido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte em todo esse processo, já que a instituição de ensino é o palco principal dos estudos sobre o tema que acontecem no Estado. Ele ainda parabenizou os idealizadores do projeto Motores do Desenvolvimento por sempre trazerem a tona debates sobre assuntos relevantes e de interesse socioeconômico pensando no incremento das atividades produtivas do RN. O prefeito lembrou que quando exercia o mandato de deputado estadual foi o autor do projeto que instituiu o Fundo Estadual de Apoio a Ciência e Tecnologia. Os recursos oriundos dessa iniciativa contribuem até hoje com o trabalho de ensino, extensão e pesquisa da comunidade acadêmica e de pesquisadores potiguares. Na atual gestão, a Prefeitura tem feito todo esforço para inserir Natal no rol das cidades conectadas e na vanguarda no quesito tecnologia da informação e o projeto “Natal Digital” será um grande passo para a capital potiguar conquistar cada vez mais seu espaço e ser um pólo nessa área. O projeto prevê investimentos na ordem de R$ 2 milhões de reais que serão aplicados na construção e operacionalização do chamado anel ótico Centro/Ribeira que se estenderá num raio de 4 km, atendendo ao espaço de maior circulação do município onde ocorre a maioria das atividades culturais, esportivas, eventos comemorativos e uma vasta quantidade de estabelecimentos públicos e privados: “Acredito na sensibilidade do ministro Aldo e espero que o nosso pleito seja atendido, pois significará um grande avanço não só para a administração, mas sobretudo para o cidadão natalense”. Participaram do evento o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, o senador Garibaldi Filho, a senadora Fátima Bezerra, o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte, Amaro Sales, a reitora da UFRN, Ângela Paiva Cruz, além de empresários, professores e estudantes. Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação Foto: Alex Régis/Secom PMN
1 maio por João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Ministro garante que banda larga chegará a 95% da população até 2018

COMPUTADOR1 O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, disse, nesta quarta (29), que o governo está finalizando a estratégia que vai garantir, até 2018, internet de banda larga para 95% da população brasileira. Segundo ele, o desafio será garantir a conexão em velocidade média de 25 megabites. Em audiência pública na Câmara, Berzoini disse que, atualmente, todas as escolas urbanas contam com internet, mas a velocidade baixa acaba limitando o uso do serviço à área administrativa das escolas. “Para o processo pedagógico, a internet ainda tem pouco utilidade. Uma banda larga para uma escola que possa dar conteúdo digital para o aperfeiçoamento do processo educacional precisa de algo em torno de 50 a 100 megabites para ter funcionalidade”, explicou. Serviços 3G e 4G Ao descrever as tarefas conduzidas pelas secretarias da pasta, o ministro falou sobre os investimentos para ampliação dos serviços 3G e 4G de telefonia celular. Segundo ele, as duas tecnologias mantêm crescimento “vertiginoso” e, por isso, as empresas ainda têm metas a cumprir. “Temos queixas constantes quanto ao serviço. A Anatel tem o trabalho [de fiscalizar e de aplicar] as multas. Temos buscado formas de fazer com que essas multas alavanquem a qualidade do serviço.” Berzoini disse que a Lei das Antenas, em vigor, vai ampliar a qualidade da telefonia no País. A legislação facilita o processo de autorização para instalação de antenas nas cidades brasileiras. “Um dos principais motivos para a dificuldade de cobertura de celular com qualidade decorre da demora de licença que municípios concediam. Agora, além da Lei das Antenas, temos ainda a desoneração de pequenas antenas para cobertura em áreas de sombra.” TV Digital Ao apresentar aos deputados os projetos prioritários do MiniCom, Berzoini destacou que um dos grandes desafios é a implantação da TV digital no Brasil, que começa em 2016. O ministro afirmou que o governo federal faz questão de contar com a interatividade no conversor do sinal digital, que será distribuído a 14 milhões de beneficiários do Bolsa Família. "É conforto, economia e segurança para o cidadão." Segundo ele, o conversor digital deverá ter o middleware nacional Ginga C e também um modem para fazer o canal de retorno. Isso vai permitir que o usuário tenha acesso a serviços públicos pela TV por meio do controle remoto. "O canal de retorno é fundamental para o uso dos recursos públicos e até privados que possam alavancar a atividade de telecomunicações via TV digital." Liberdade de Expressão Berzoini voltou a defender a necessidade de um debate sobre o marco regulatório da mídia no Brasil e afirmou: "O governo da presidenta Dilma Rousseff tem um compromisso inarredável com a liberdade de expressão e a atividade jornalística". O ministro disse que a liberdade de expressão é uma cláusula pétrea da Constituição e que o debate sobre a regulação da mídia não pode ser tratado de forma superficial. Ele lembrou que o Brasil tem uma regulamentação, que é de 1962. "Nenhuma lei é imutável. Essa lei pode ser discutida, debatida e podemos refletir se essa lei é suficiente e atende o país ou não". Banda larga chega a 97% dos domicílios com internet A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2013) constatou que a banda larga estava presente em 97,7% (30,5 milhões) dos domicílios com Internet de todo o País. Deste total, 77,1% (24,1 milhões) conectavam-se em banda larga fixa e 43,5% (13,6 milhões) em banda larga móvel. O microcomputador foi o principal meio de acesso à Internet nos domicílios (88,4%), mas o acesso via telefone móvel celular estava presente em 53,6% dos domicílios, enquanto o tablet em 17,2% deles. De acordo com a pesquisa, 49,4% da população de 10 anos ou mais de idade (85,6 milhões de pessoas) tinham se conectado à Internet e 48,0% (31,2 milhões) dos domicílios possuíam acesso à Internet. A utilização da Internet era mais frequente entre os jovens de 15 a 17 anos (75,7%) e crescia com a escolaridade, variando de 5,4%, na população sem instrução ou com menos de um ano de estudo, até 89,8%, entre as pessoas com 15 anos ou mais de estudo. A proporção de pessoas que acessavam era crescente conforme a renda, ultrapassando os 50% a partir da classe de um a dois salários mínimos. TV Nos 63,3 milhões de domicílios com televisão (97,2% do total), foram contabilizados 103,3 milhões de aparelhos, sendo 38,4% (39,7 milhões) de tela fina e 61,6% (63,7 milhões) de tubo. Entre os domicílios com televisão, 31,2% recebiam sinal digital de TV aberta, enquanto a antena parabólica, estava presente em 38,4% dos domicílios com televisão, com maior proporção nas áreas rurais (78,3%) e nos domicílios com menor renda (48,8% dos domicílios sem rendimento a ¼ do salário mínimo). Já a TV por assinatura era mais comum nas áreas urbanas (33,2%), com maior renda (74,9% dos domicílios com mais de cinco salários mínimos). Fonte: Ministério das Comunicações com informações da Agência Brasil
30 jul por Henrique Goes Tags:, , ,

Decreto presidencial antecipa para 2015 o desligamento do sinal analógico da tv aberta

Foi publicado hoje (30) no Diário Oficial da União o decreto presidencial que antecipa de 2016 para 2015 o início do desligamento do sinal analógico da televisão aberta. Com isso, em vez de a transição da faixa de 700 mega-hertz (Mhz) para a telefonia móvel de quarta geração (4G) ser feita em única data, conforme estava previsto, passará a ser feita de forma escalonada. [caption id="attachment_13660" align="aligncenter" width="480"]Governo-estuda-dar-bolsa-novela-para-levar-TV-digital-à-baixa-renda Imagem de internet[/caption] De acordo com o cronograma estabelecido pelo Ministério das Comunicações, publicado hoje no decreto presidencial, a transição terá início em 1º de janeiro de 2015 e será encerrada em 31 de dezembro de 2018. A partir desta data, todos canais de TV aberta do país deverão transmitir com tecnologia digital. Os últimos detalhes sobre o decreto foram acertados ontem (29) pela presidenta Dilma Rousseff e pelo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, conforme antecipou a Agência Brasil. A previsão é que o leilão desta faixa seja realizado em 2014.   Fonte: Agência Brasil
22 mar por Henrique Goes Tags:, , ,

NOVAS REGRAS PARA CANCELAR NOTA FISCAL ELETRÔNICA ENTRAM EM VIGOR DIA 1º DE ABRIL

A partir de 1° de abril, o serviço de cancelamento de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), que atualmente vem sendo efetuado através de um Web Service próprio, será realizado através do Web Service de Evento. O ajuste estará disponível no portal nacional da NF-e (www.nfe.fazenda.gov.br) de todo país e servirá para empresas eminentes deste documento digital. O Rio Grande do Norte também terá que adotar a mudança. [caption id="" align="aligncenter" width="480"] Imagem de internet[/caption]

O cancelamento da NF-e como um Web Service de Evento está dentro das especificações técnicas publicadas na Nota Técnica 2011/006, em 22 de dezembro de 2011. Esta modificação atende a reivindicação das empresas em ter o e-mail do destinatário na resposta do cancelamento que facilita a sua distribuição para o destinatário. Também visa tornar mais eficiente o controle pela Secretaria da Fazenda (Sefaz) das operações canceladas. Mudanças no software emissor de NF-e das empresas As empresas que utilizam software próprio ou de terceiros para emissão de NF-e, devem estar atentas para implementar a nova sistemática de cancelamento de NF-e até a data mencionada, observando as especificações técnicas presente na Nota Técnica 2011/006. Para as empresas emitentes que utilizam o software emissor gratuito fornecido pela Sefaz/SP, não haverá impacto, visto que este aplicativo já está adequado à nova sistemática. O emissor gratuito poderá ser utilizado como alternativa para cancelamento de NF-e, para aquelas empresas que, porventura, não tenham realizado as adequações necessárias.

Fonte: Assessoria SET
× Fale no ZAP