Tag: comércio

23 jan por João Ricardo Correia Tags:, ,

Confiança do comércio alcança a maior alta em cinco anos

A confiança do empresário do comércio fechou o mês de janeiro com a quinta alta consecutiva e o melhor início de ano desde 2014. O otimismo pode ser constatado nos indicadores que retratam a disposição do setor em contratar e na predisposição do empresário em investir.

Dados divulgados hoje (23) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), indicam que o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) alcançou 120,9 pontos, o melhor início de ano desde 2014, quando marcou 122,6 pontos.

Indica, ainda, que três em cada quatro empresários do setor pretendem contratar mais nos próximos meses e que 46% dos entrevistados se mostraram dispostos investir na ampliação ou abertura de lojas.

Por Nielmar de Oliveira - Repórter da Agência Brasil / Rio de Janeiro

2 jan por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Varejo pode deixar de faturar R$ 7,6 bi por causa de feriados

Por conta dos feriados nacionais, o varejo brasileiro pode deixar de faturar R$ 7,6 bilhões em 2019. A estimativa é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomércioSP). O montante, no entanto, representa apenas 0,4% de tudo o que o varejo fatura em um ano ou representa um dia e meio do comércio completamente fechado. Segundo a entidade, esse valor é 32% inferior ao estimado em 2018 - R$ 11,2 bilhões - porque este ano haverá menos feriados e fins de semana prolongados. No ano passado foram 15 dias entre feriados e fins de semana prolongados. Este ano serão dez dias. Nessa conta foram desconsiderados os feriados municipais e estaduais. O setor que deve ser mais prejudicado com os feriados este ano é o de outras atividades (combustíveis, joias e relógios e artigos de papelaria, entre outros), que pode perder R$ 3,6 bilhões em 2019, segundo a Fecomércio. Já a atividade de supermercados pode perder R$ 1,93 bilhão; a de farmácias e perfumarias R$ 1,1 bilhão; a de vestuário, tecidos e calçados R$ 801 milhões e a de móveis e decoração, R$ 620 milhões. Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil / São Paulo
20 dez por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

CNC estima que vendas no varejo devem aumentar 3,1% no natal

O varejo brasileiro deverá faturar R$ 34,6 bilhões em vendas no Natal deste ano, o que representa alta de 3,1% em relação a 2017, segundo estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Desse total, as vendas nos segmentos hiper e supermercados (R$ 12,4 bilhões), vestuário (R$ 9,1 bilhões) e artigos de uso pessoal e doméstico (R$ 5,3 bilhões) deverão se destacar. Juntas, as três categorias devem responder por 78% do faturamento com vendas natalinas este ano. Com o aumento na expectativa de vendas, a CNC revisou a previsão quanto à criação de vagas temporárias para suprir a demanda sazonal durante a principal data comemorativa do comércio. A entidade prevê a oferta de 77,1 mil vagas, contra uma expectativa anterior de 76,5 mil postos de trabalho temporário. Os maiores volumes de contratação deverão se concentrar no segmento de vestuário (50,2 mil vagas) e de hiper e supermercados (13,5 mil). O salário médio de admissão deverá registrar aumento de 2,3%, chegando a R$ 1.210. O maior salário médio deverá ser pago pelo ramo de artigos farmacêuticos, perfumarias e cosméticos (R$ 1.475), seguido pelas lojas especializadas na venda de produtos de informática e comunicação (R$ 1.459).
3 set por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Lei proíbe movimentação de vigilantes de carros-fortes em horário de atendimento ao público no comércio de Parnamirim

A Lei Ordinária N° 1.905, de 10 de agosto de 2018, de autoria do vereador Gustavo Negócio, foi aprovada visando a proteção de populares e dos profissionais de segurança dos carros-fortes que abastecem o sistema bancário de Parnamirim, na Grande Natal. Ficam proibidos, em horário de atendimento ao público, o transporte, embarque, desembarque e transferência de valores e bens patrimoniais, bem como o recolhimento a qualquer título de malotes, evitando que as pessoas fiquem em meio a movimentação de grandes valores e armas de grande porte. "Além disso, evita-se que a população seja colocada em um ambiente de risco, propício a assalto. Situações como a tentativa de assalto com troca de tiros a agência do Banco do Brasil, do Centro da nossa cidade, e o assalto ao Banco 24h do Shopping Ayrton Senna, que resultou na morte da jovem Micaela (FOTO), cabeleireira, que foi feita refém por bandidos, no momento em que cumpria seu expediente de trabalho", explica o parlamentar. Confira trecho da entrevista que Gustavo Negócio concedeu à apresentadora Fátima Melo, da Band Natal: [video width="640" height="352" mp4="https://www.companhiadanoticia.com.br/wp-content/uploads/2018/09/GUSTAVO_NEGÓCIO.mp4"][/video]
12 jul por João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

Vendas do comércio varejista têm queda de 7,3% em 2016

GRAFICO-EM-QUEDA As vendas do comércio varejista do país fecharam o mês de maio com queda de 1% na comparação com abril, na série ajustada sazonalmente. Já a receita nominal do setor ficou praticamente estável ao acusar queda de 0,1%. O volume de vendas no comércio acumula, nas series sem ajustes sazonais, retração de 7,3% nos cinco primeiros meses de 2016. Os dados foram divulgados hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para quem a diferença entre o volume de vendas e o comportamento da receita nominal evidencia “uma compensação decorrente das elevações dos preços do setor, que compensaram um pouco a queda mais intensa das vendas.”
3 mar por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Comércio de peles está proibido em São Paulo

SVB2 Após receber de ativistas um abaixo-assinado com cerca de 100 mil assinaturas, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, sancionou em 2015 a Lei Nº 16.222 proibindo produção e comércio de foie gras (fígado hipertrofiado de gansos e patos alimentados à força) e também de artigos de vestuário feitos com peles de animais, devido aos maus tratos inerentes a ambas as atividades. A proibição do foie gras foi suspensa por uma decisão da justiça estadual a pedido da Associação Nacional de Restaurantes (ANR) - uma disputa judicial que ainda promete desdobramentos. Porém, segundo a Prefeitura, o comércio de peles - especificamente - não foi objeto da decisão judicial, e portanto já é ilegal na capital. Em reunião com a Prefeitura, nesta terça-feira (1 de março), a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e parceiros apuraram as informações. “A Prefeitura vai emitir uma nota por meio de sua assessoria de comunicação deixando claro que a proibição do comércio de peles já está em vigor. Vamos também correr para publicar a regulamentação desta lei o quanto antes; mas independentemente disso, a atividade já é ilegal e o município fará valer esta lei”, explicou o Robinson Barreirinhas, secretário de Negócios Jurídicos da prefeitura. Barreirinhas explicou, ainda, que na regulamentação será definido em detalhes qual será o órgão municipal responsável pela fiscalização, mas que a população já pode - e deve - fazer o seu papel no controle social do cumprimento desta proibição. Enquanto isso, denúncias podem ser enviadas pra [email protected] com endereço completo da loja, cnpj se possível  e foto do produto com etiqueta de composição. Lembrando que é só no município de São Paulo. Conforme o texto da lei sancionada, a proibição aplica-se ao couro de animais "criados exclusivamente para a extração e utilização de pele", não atingindo portanto o comércio de couro bovino. Encontra-se proibido, assim, o comércio da maioria dos chamados “casacos de pele” e similares - incluindo vison, chinchila, raposa, coelho, etc. [caption id="attachment_44135" align="aligncenter" width="1340"]SVBREUNIAO1 Luciane Zillmer (OAB/SP), Guilherme Carvalho (SVB), Sandra Limande Lopes (OAB/SP e HSI), Robinson Barreirinhas (Secretário de Negócios Jurídicos da Prefeitura) e José Roberto Strang (Procurador do Município)[/caption] DISPUTA DO FOIE GRAS DEVE SEGUIR PARA STF A batalha do foie gras, por outro lado, ainda não acabou. A disputa começou em 2015, após a sanção da lei, quando a Associação Nacional de Restaurantes (ANR) interpôs recurso junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP) afirmando que a legislação seria inconstitucional, alegando que "a proibição da fabricação e/ou comercialização de determinado produto é matéria sujeita à competência legislativa concorrente da União e dos Estados federados”. Diante do recurso, a Prefeitura elaborou sua defesa argumentando que, antes de relacionar-se ao comércio, a lei trata de "matéria ambiental, relativa à proteção da fauna (…) e contra a crueldade" - o que, conforme a Constituição Federal, é matéria de responsabilidade do município também. A SVB endossou a posição da Prefeitura, e complementou: ”A ANR não é um conselho de classe, não representa todos os restaurantes. E, mesmo assim, há uma série de restaurantes associados à ANR que não concordam com essa posição da associação", disse Guilherme Carvalho, secretário-executivo da SVB. Porém, no dia 24 de fevereiro passado, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP) julgou o processo e - a despeito de contundente argumentação oral feita por uma Procuradora do Município na ocasião - acatou por unanimidade o recurso da ANR. Isso significa que a proibição do comércio defoie grassegue suspensa em São Paulo. Mas a Prefeitura deixou claro que recorrerá da decisão. Serão apresentados dois tipos de recurso: primeiramente um Embargo de Declaração, que pede maiores explicações e esclarecimentos ao Desembargador Sérgio Rui, responsável pelo processo, sobre a fundamentação da sua decisão; e, em segundo lugar, um Recurso Extraordinário, que deve encaminhar o processo para julgamento pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília. “Embora a tendência seja o julgamento do STF demorar bem mais, estamos diante de uma chance de conseguir uma proibição nacional desta iguaria da crueldade chamada foie gras. Temos uma fundamentação jurídica consistente para defender a constitucionalidade e relevância da proposta e assim brigar pela vitória em Brasília”, afirmou o Dr. Ulisses Borges de Resende, Diretor do departamento jurídico da SVB. A SVB faz parte do processo do TJ/SP após ter sido admitida comoamicus curiae(parte interessada). Entenda neste vídeo a crueldade inerente à produção de foie gras:  http://goo.gl/PIFGPG   Fonte: SVB
21 mar por João Ricardo Correia Tags:, , ,

“Cidade Livre da Pirataria” também vai combater crime em Natal

Com o objetivo de combater a ação da pirataria na cidade de Natal, o Prefeito Carlos Eduardo assinou nesta quinta-feira (21), no Salão Nobre do Palácio Felipe Camarão, o termo de acordo e cooperação do projeto “Cidade Livre de Pirataria” do Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra a Propriedade Intelectual do Ministério da Justiça (CNCP/MJ). Participaram da assinatura do convênio o Secretário Executivo do Conselho Nacional do Combate à Pirataria, Rodolfo Tamanaha, o delegado sindical do Sindireceita-RN, Marcos Alexandre Craveiro, e o Secretário Municipal de Segurança Pública e Defesa Social, Osair Vasconcelos. O projeto tem o objetivo de municipalizar o combate à pirataria e ajudar a desenvolver ações para coibir esse tipo de prática que vem causando grandes prejuízos ao comércio brasileiro. O projeto já foi assinado por nove cidades-sedes da Copa do Mundo, fazendo de Natal a 10°. O prefeito Carlos Eduardo ressalta a importância do convênio. “Nós queremos com essa assinatura reafirmar o nosso compromisso em combater esse tipo de ação, evitando que quem paga seus impostos e trabalha muito seja prejudicado. Essa é uma iniciativa muito importante e nós vamos cumprir nossa parte, fazendo mais que assinar esse convênio, nós vamos combater”. A primeira Etapa do projeto, segundo, Rodolfo Tamanaha, será a capacitação dos fiscais. “Após a assinatura, nossa primeira ação será a capacitação dos agentes públicos, onde teremos profissionais que irão realizar palestras e atividades para auxiliar nas ações de fiscalização”. O projeto será executado a partir da Semdes (Secretária de Segurança Pública e Defesa Social) e segundo o secretário Osair Vasconcelos, terá empenho total da pasta e junto com o CNCP/MJ tentar resolver o problema da pirataria em Natal. O secretário acrescentou que só após a visita dos técnicos do Ministério da Justiça será sistematizado o plano de ações para dar início total ao projeto. (Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação)
26 ago por Henrique Goes Tags:, , ,

Matriz de responsabilidade assinada entre MJ e Governo do RN garante aquisição de 67 câmeras para corredores comerciais

Menos de dois meses depois de solicitado, o pleito da Federação do Comércio de Bens Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte foi atendido. Foi assinada na noite desta sexta-feira (23) na Escola de Governo, a matriz de responsabilidades celebrada entre o Ministério da Justiça e o Governo do Estado, que assegura recursos da ordem de R$ 6 milhões para a aquisição de 67 novas câmeras de segurança a serem implantadas nos principais corredores comerciais de Natal, situados nos bairros de Petrópolis, Cidade Alta, Alecrim, Igapó e Ponta Negra.
imagens-câmera-de-segurança-na-nuvem
Os recursos são advindos do Programa Brasil Mais Seguro, que integra o Plano Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, com o objetivo de promover ações voltadas para o enfrentamento da criminalidade, melhoria do sistema prisional, entre outras ações. Até o ano de 2014 serão investidos mais de R$ 40 milhões do Programa no Rio Grande do Norte. As câmeras serão interligadas com um comando central, que será instalado nas proximidades da Arena das Dunas, em virtude da realização da Copa do Mundo de 2014.
A solicitação para a aquisição das câmeras pela Fecomércio teve o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) e do presidente da Câmara Federal, Henrique Eduardo Alves. O deputado lembrou que o Rio Grande do Norte que era um estado pacífico, e de uma hora para outra virou um estado inseguro, onde as pessoas vivem com medo de sair de casa, onde o comércio não pode mais funcionar tranquilamente.
“Nós precisamos fazer com que o RN seja novamente um estado de paz. E assim que recebi o pedido da Fecomércio, me reuni com o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, expus a questão da segurança, e pedi que incluísse o estado na pauta do Brasil Mais Seguro, o que foi prontamente atendido”, afirmou Alves. “Há algum tempo a Fecomércio vem acompanhando com preocupação a questão da segurança em nossa cidade. E a garantia destes recursos beneficia não somente o comércio, como também toda a população. E hoje vemos o nosso sonho ser transformado em realidade”, comemorou o presidente da Fecomércio, Marcelo Fernandes de Queiroz.
“Não podemos mais aceitar os altos índices de criminalidade hoje registrados. Poucas vezes na história temos a oportunidade de iniciar um projeto assim. A partir de agora vamos todos juntos acompanhar a implantação do projeto, e trabalhar para que os índices caiam”, disse o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Ele destacou ainda a persistência de Alves em garantir a aprovação dos recursos para a aquisição das câmeras de segurança, e elogiou a articulação da bancada federal do Rio Grande do Norte em benefício do estado. “Hoje estamos lançando uma bandeira, para que cada cidadão se sinta mais seguro, para que jovens não sejam mais mortos”, concluiu o ministro. A governadora Rosalba Ciarlini afirmou que ao todo serão 350 câmeras de monitoramento, e que a central de controle está quase pronta. “Não há desenvolvimento sem segurança. E essa é uma grande conquista que o Rio Grande do Norte obteve no combate à violência”
“A Fecomércio só tem a agradecer. Afinal, segurança, mais do que um dever de estado e um direito do cidadão, é peça-chave para que nossas empresas e empresários, os motores da economia do Rio Grande do Norte, possam trabalhar a pleno vapor, em paz e focados em fazer aquilo que é nosso ofício: gerar emprego e renda para o nosso povo”, finalizou o presidente Marcelo Queiroz.
Memória
O pleito para implantação do vídeo-monitoramento de segurança nos corredores comerciais de Natal foi gestado em duas reuniões de diretoria da Fecomércio, sendo a primeira no mês de junho deste ano, com o secretário de Estado da Segurança Pública, Aldair da Rocha. “O projeto estava quase pronto, mas não havia recursos. Encampamos a ideia, a Secretaria finalizou o projeto, levamos ele ao presidente da Câmara Federal, Henrique Alves, em nova reunião, no dia 2 de julho. Ele apostou no projeto e o levou ao Ministério da Justiça. E agora estamos aqui, comemorando esta conquista nossa, do setor produtivo e de toda a população natalense. Afinal, com estas câmeras, toda a segurança da cidade será reforçada, com benefícios óbvios para todos”, explica o presidente Marcelo Queiroz.
Fonte: Assessoria de Imprensa Fecomércio
11 jul por Henrique Goes Tags:, ,

Entidades estimulam comércio a funcionar normalmente durante este dia de protestos

Entidades de comércio e serviços orienta os empresário a não fecharem seus estabelecimentos em decorrência do protesto que acontece hoje desde às 9h, nas proximidades do Midway Mall e que deve seguir em direção à Capim Macio. Segue a nota emitida por entidades representativas: Acerca do movimento previsto para acontecer na próxima quinta-feira, 11 de julho, a partir das 9h, em Natal,  as entidades ligadas aos segmentos de Comércio, Serviços e Turismo de Natal  emitiram, nesta quarta-feira, 10 de julho, a seguinte nota: Diante da elogiável postura adotada pelas instituições responsáveis por garantir a segurança e a ordem durante o último movimento de rua realizado nesta capital (em 28 de junho passado), e levando-se em conta a incapacidade do setor produtivo de continuar arcando com os inerentes e indissociáveis prejuízos advindos das interrupções de seu funcionamento causadas por estes mesmos protestos, as entidades abaixo assinadas vêm a público sugerir a seus filiados que adotem expediente normal de funcionamento na quinta-feira, 11 de julho. Esperamos que o legítimo direito de produzir e gerar emprego e renda seja democraticamente respeitado e garantido, mais uma vez, em nossa cidade. Esclarecemos ainda que nosso posicionamento se dá em face de termos recebido da Semob, do Seturn, da Polícia Militar e do Sintro, informações de que a circulação dos ônibus será assegurada e que os desvios de rota necessários serão comunicados oportunamente.     Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte -Fecomércio RN Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do RN - FCDL RN Federação das Associações Comerciais do RN - Facern Sindicato do Comércio Varejista e de Serviços do Rio Grande do Norte Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal- CDL Natal        
14 maio por Henrique Goes Tags:, , ,

DECRETO DETERMINA NOVAS REGRAS PARA COMÉRCIO ELETRÔNICO

O comércio eletrônico terá regras mais claras e rígidas a partir de hoje (14) com a entrada em vigor do Decreto Federal 7.962/13. Entre as obrigações previstas para as vendas feitas por meio da internet está a disponibilização, em lugar de fácil visualização, de informações básicas sobre a empresa, como nome, endereço, CNPJ – ou CPF, quando for o caso de a venda ser feita por pessoa física. [caption id="" align="aligncenter" width="401"] Imagem de internet[/caption] Com as novas regras, as empresas terão também a obrigação de respeitar direitos do consumidor, como o de se arrepender da compra no prazo de até sete dias úteis, sem a necessidade de que seja apresentada qualquer justificativa. Nesses casos, a obrigação pela retirada do produto na casa do consumidor e o estorno do valor pago, será da empresa que vendeu o produto. Os sites destinados à venda de produtos pela internet terão de disponibilizar em suas páginas um canal de serviços de atendimento ao consumidor que facilite o trânsito de reclamações, questionamentos sobre contratos ou mesmo dúvidas sobre o produto adquirido e prevê algumas regras a serem cumpridas por sites de compras coletivas, como informar a quantidade mínima de clientes para conseguir benefícios como preços promocionais. Fonte: Agência Brasil
1 maio por Henrique Goes Tags:, , ,

COMÉRCIO EM NATAL FUNCIONA EM HORÁRIOS ESPECIAIS NESTE DIA DO TRABALHADOR

O comércio de Natal vai abrir em horários especiais neste feriado de 1º de maio, Dia do Trabalho. De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal), o feriado do trabalhador é protegido pela convenção coletiva, em que o comércio fecha de maneira geral, inclusive instituições financeiras e poder público, funcionando apenas as atividades básicas como hospitais, alimentação e lazer. [caption id="" align="aligncenter" width="480"] Imagem de internet[/caption] Confira o funcionamento dos principais pontos comerciais durante o feriado do dia do trabalho. Comércio de Rua Fechado. Shopping Midway Mall Praça de Alimentação e Lazer: 11h às 22h. Cinema: Funciona na programação normal. Natal Shopping Praça de Alimentação e Lazer: 11h00 às 22h. Praia Shopping Praça de Alimentação e Lazer: A partir das 11h. Shopping Cidade Jardim Praça de Alimentação: A partir das 11h Shopping Via Direta Fechado. Natal Norte Shopping Praça de Alimentação e Lazer: 11:00h às 22h. Supermercados Fechados. Bancos Fechados   Fonte: CDL/Natal
29 mar por Henrique Goes Tags:, , ,

HORÁRIOS DO COMÉRCIO NESTA SEXTA-FEIRA SANTA

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal) informa que o comércio da capital vai funcionar de forma diferenciada nesta sexta-feira da Paixão (29/03). [caption id="" align="aligncenter" width="448"] Imagem de internet[/caption] COMÉRCIO DE RUA Alecrim: Lojas fechadas. Centro da Cidade: A maioria das lojas fecham, mas grandes magazines abrem em horários diferentes, como as Lojas Americanas (09h às 15h), Riachuelo(09h às15h), C&A (Fechado) Zona Norte: Lojas fechadas. MIDWAY MALL Praça de Alimentação e Lazer: 12h às 22h. Lojas: A partir das 13h às 21h. Natal Shopping Praça de Alimentação e Lazer: 11h às 21h. Lojas e Quiosques: 15h às 21h. Praia Shopping Praça de Alimentação e Lazer: A partir das 11h. Lojas e Quiosques: 15h à 21h. SHOPPING CIDADE JARDIM Praça de Alimentação: A partir das 11:00H Lojas e Quiosques: 14H ÀS 20H; SHOPPING VIA DIRETA Totalmente fechado NATAL NORTE SHOPPING Praça de Alimentação e Lazer: 11:30h às 22h. Lojas e Quiosques: 15h à 21h. Supermercados : Funcionamento das grandes redes Bancos ficarão fechados. (Fonte: CDL Natal)
× Fale no ZAP