Tag: Carentes

3 mar por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Projeto prevê que cidadãos carentes tenham acesso à legalização dos imóveis

LUIZALMIR7_JOAORICARDOCORREIA O vereador Luiz Almir (FOTO) e seu colega Paulinho Freire estão elaborando um projeto de lei, que será apresentado no Plenário da Câmara Municipal de Natal, sugerindo a criação de uma coordenação na Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), para auxiliar na legalização de construções e reformas de imóveis de pessoas de baixo poder aquisitivo. Luiz Almir justifica a ideia dizendo que muitas pessoas são penalizadas porque querem fazer um quarto, ampliar uma sala, melhorar a condição do imóvel ou, até mesmo, construir uma pequena casa e não apresentam os projetos exigidos pela Prefeitura de Natal. "Do mesmo jeito que existe a Defensoria Pública para oferecer advogados para quem é pobre, nossa intenção é criar essa coordenadoria, que seria composta por técnicos que já trabalham na Prefeitura, e que atenderia as pessoas pobres que querem melhorar a qualidade de vida das suas famílias. Acho muito injusto o sujeito ser multado porque não apresentou um projeto arquitetônico, hidráulico, elétrico, porque não tem como pagar para fazer e, às vezes, não tem nem conhecimento de que precisa. Comprovada a falta de condição para pagar, não tenho dúvida que a Prefeitura pode mandar fazer esses projetos, orientar a construção e, dessa forma, ajudar os cidadãos e também à cidade, quando teremos mais imóveis legalizados", disse Luiz Almir. Segundo ele, sua assessoria e a de Paulinho Freire já estão trabalhando na elaboração do projeto.   Fonte: Assessoria de Imprensa de Luiz Almir
24 fev por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Guarda Ambiental inicia projeto social com menores carentes de Cidade Nova

GUARDAAMBIENTAL1 O Grupo de Ação Ambiental – GAAM, da Guarda Municipal de Natal, que funciona dentro do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, deu início nesta segunda-feira(23) ao projeto social AMANA – Agente Mirim Ambiental de Natal. É a segunda edição do projeto, que visa acolher crianças de 9 a 12 anos, carentes e em situação vulnerável do bairro Cidade Nova, mas que estejam matriculadas regularmente em escola pública. “Nós escolhemos aquelas crianças que não estão inseridas em projetos sociais e cujas famílias estão desestabilizadas emocional e financeiramente, que estão em processo de vulnerabilidade, explica a Guarda Ambiental, Luciana Lima, coordenadora do projeto. Iniciado no ano passado, o projeto AMANA atendeu 30 crianças, de ambos os sexos, com orientações sobre o meio ambiente, higiene pessoal, cidadania, além de atividades esportivas e culturais. Este ano, serão cerca de 60 crianças que virão para as atividades no Parque, no contra turno das escolas onde estudam. “Nós tratamos as crianças como uma pedra preciosa. No início do projeto pegamos a maioria em seu estado bruto, em termos de cidadania, e trabalhamos para burilar e dar brilho próprio a cada uma delas”, compara a Guarda Ambiental Minora Araújo, uma das monitoras do Projeto. O objetivo é criar um vínculo entre as crianças e o Parque no sentido de formar agentes multiplicadores e cuidar da preservação da fauna e flora existente no local. “Antes da criação do projeto, algumas pessoas entravam no Parque da Cidade para destruir os objetos e matar passarinhos, além de usarem drogas”, adverte Luciana e completa: “Algumas delas passam por problemas seriíssimos em suas casas, no seio das famílias e aqui é uma espécie de fuga para elas”.   GUARDAAMBIENTAL2 O Projeto AMANA funciona das 7h às 11h e das 13h às 17h e conta com parcerias para a sua execução. As crianças inscritas, são acolhidas na portaria de Cidade Nova pelos monitores, recebem orientações de como se comportar dentro do Parque, conhecem as instalações, assistem palestras recebem lanches e fardamento que são fornecidos pelos parceiros. “Estamos assinando um convênio com a Semurb, que será nossa parceira e vai dar um grande reforço ao nosso trabalho”, comemora o Guarda Ambiental, Marconi Lucas, um dos monitores do Amana. De acordo com a coordenadora, o GAAM estuda a execução de outro projeto para acolher adolescentes que saem do AMANA. “Nós queremos dar continuidade a esse trabalho do AMANA e não deixar os adolescentes desamparados enquanto não atingirem a fase adulta”, planeja Luciana. O Parque da Cidade passou por uma reestruturação recentemente, principalmente na entrada pelo bairro da Cidade Nova e há um esforço conjunto de quem trabalha no Parque para a sua preservação, conservação e melhoria da qualidade de vida de quem mora nas suas imediações. “Sempre que um evento é promovido pela iniciativa privada aqui no Parque, nós solicitamos uma contrapartida, revertida em favor da comunidade carente do entorno e outras ações que o Parque desenvolve”, esclarece Luciano Capistrano, coordenador de Educação Ambiental do Parque da Cidade. Fotos: Assessoria de imprensa
19 mar por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Ação social beneficia famílias carentes de São Gonçalo com distribuição de peixes

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte – Campus São Gonçalo do Amarante, em parceria com a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, realizou na manhã desta terça-feira (18) a distribuição de peixes para famílias carentes da comunidade Padre João Maria. A ação é fruto de um projeto do diretor da instituição federal, Carlos Guedes, que resolveu aproveitar uma área ociosa para criação de tilápia em cativeiro. No começo era cerca de 1.000 alevinos vindos do interior. Com o tempo eles foram se reproduzindo e o espaço ficou pequeno. A intenção sempre foi de um projeto filantrópico. A Prefeitura Municipal ajudou no recolhimento, transporte e distribuição. A secretária da SEMTASC, Jane Oliveira, acompanhou todo o processo, desde a despesca do tanque até a distribuição. “A comunidade Padre João Maria foi escolhida pelo prefeito por ser uma área de grande vulnerabilidade social. Foram beneficiadas 345 famílias. Montamos a logística de transporte e entrega desses peixes e estamos muito satisfeitos com a parceria. Agradecemos ao IFRN por este projeto e esperamos que seja ampliado para beneficiar mais pessoas”, finalizou.

  (Fonte: Secretaria de Comunicação e Eventos / Por Marília Costa  / Fotos: JB Santos)
× Fale no ZAP