Tag: cancelamento

15 maio por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Lei facilita cancelamento de assinatura de TV paga

Cancelar a assinatura de uma TV paga ficará mais fácil a partir de meados de junho, conforme prevê a lei sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, publicada no Diário Oficial da União de ontem (14). De acordo com as novas regras, o cancelamento do serviço poderá ser feito por meio da internet ou pessoalmente, junto à própria empresa.

Aprovada em março pelo Senado, depois de passar pela Câmara dos Deputados, a nova lei visa por fim às dificuldades apontadas por consumidores que tentam cancelar esse serviço junto às empresas de TVs por assinatura.

20 jan por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Fecomércio cancela evento em respeito aos veranistas de Pirangi

FECOMELOGO   NOTA OFICIAL – CANCELAMENTO EVENTO PARCERIAS SINFÔNICAS O Sistema Fecomércio Rio Grande do Norte, por meio do Sesc, vem a público comunicar o CANCELAMENTO do evento “Parcerias Sinfônicas – Alpendre” e “Prévia Carnavalesca da Banda Independente da Ribeira” que seria realizado no próximo dia 31 de janeiro, a partir das 16h30, na Prainha, na Praia de Pirangi do Norte, município de Parnamirim. A decisão pelo cancelamento se dá em respeito a alguns veranistas locais que, por se sentirem incomodados com o barulho e movimentações advindas da realização de OUTROS EVENTOS à beira-mar, têm pedido extrajudicialmente a suspensão destes eventos, criando um acalorado debate em torno do tema. O Sistema Fecomércio faz questão de ressaltar que o evento que seria realizado por nós teria caráter COMPLETAMENTE DIVERSO dos demais já questionados, traduzindo-se em uma oportunidade única para que o público pudesse assistir GRATUITAMENTE a uma montagem esplendorosa deste aplaudido projeto que, inclusive, este ano traz para o palco obras (música e poesia) exclusivamente de artistas locais e ainda uma prévia carnavalesca que buscaria resgatar a essência dos antigos carnavais potiguares. Assim como boa parte dos veranistas, o Sistema Fecomércio LAMENTA o cancelamento, mas reitera que o faz, em RESPEITO AOS QUE SE SENTEM INCOMODADOS, DE ALGUMA MANEIRA, COM A REALIZAÇÃO DE EVENTOS À BEIRA-MAR daquela praia. SISTEMA FECOMÉRCIO RIO GRANDE DO NORTE   Fonte: Assessoria de Comunicação da Presidência do Sistema Fecomércio RN
26 abr por Henrique Goes Tags:, ,

TSE AFIRMA QUE 1,3 MILHÃO DE ELEITORES PODEM TER TÍTULO CANCELADO POR FALTA DE JUSTIFICATIVA

Números divulgados hoje pela Justiça Eleitoral indicam que 1,3 milhão de eleitores podem ter o título cancelado por não justificarem os votos nas últimas três eleições. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apenas 8,5% dos eleitores faltosos procuraram os cartórios eleitorais para regularizar a situação. [caption id="" align="aligncenter" width="480"] Imagem de internet[/caption] O prazo final para justificar a ausência nas últimas três eleições terminou hoje (25). Segundo o TSE, 1,5 milhão de eleitores estavam com a situação pendente, mas apenas 128,9 mil procuraram a Justiça Eleitoral. O cancelamento de títulos ocorrerá de 10 a 12 de maio e em 14 de maio serão divulgados os números consolidados e os nomes daqueles que deixarão de ter título porque não votaram, não justificaram a ausência nas três últimas eleições e não foram a um cartório eleitoral para regularizar sua situação dentro do prazo. COMPLICAÇÕES O cancelamento de título dificulta a retirada de passaporte ou carteira de identidade, o recebimento de salários de função ou emprego público e obtenção de certos tipos de empréstimos e inscrição. Também complica a investidura e nomeação em concurso público e renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo. Segundo o TSE, mesmo com a baixa procura, a estatística superou os números registrados em 2011, quando apenas 4,89% dos eleitores faltosos procuraram a Justiça Eleitoral.   Fonte: Agência Brasil
22 fev por Henrique Goes Tags:, ,

TSE REVELA QUE MAIS DE 1,5 MILHÃO DE ELEITORES PODEM TER TÍTULO ELEITORAL CANCELADO

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) comunica que começa nesta segunda-feira (25) e vai até 25 de abril o prazo para regularização da situação eleitoral. De acordo com órgão, mais de 1 milhão e meio de eleitores que não votaram nas últimas três eleições e não justificaram a falta estão sujeitos ao cancelamento do documento. O tribunal avisa ainda que não enviará qualquer tipo de notificação ao cidadão em relação à situação eleitoral irregular. [caption id="attachment_3894" align="aligncenter" width="300"]tituloele Imagem de internet[/caption] A relação de eleitores com risco de terem seus títulos cancelados já está disponível para consulta nos cartórios eleitorais. Também é possível verificar a sua situação no site do TSE . No total, 1.512.884 pessoas estão com pendência perante a Justiça Eleitoral. Para estes eleitores sob risco de ter o título cancelado, será preciso comparecer ao seu respectivo cartório eleitoral portando um documento original com foto, título de eleitor e comprovantes de eleição, de justificativa e de recolhimento ou dispensa de recolhimento de multa ao cartório eleitoral para regularizar a situação.  Se no prazo estabelecido pelo TSE não houver uma contrapartida do eleitor, o cancelamento do título será realizado entre os dias 10 e 12 de maio de 2013. CAMPEÕES DE FALTOSOS Dentre os estados brasileiros, quem encabeça a lista dos que mais possuem eleitores ameaçados de perder o documento eleitoral está São Paulo com 372.441. Em segundo lugar aparece o Rio de Janeiro, com 145.867, e Bahia, com 132.503. Já as capitais com menor número de pessoas com risco de cancelamento são Goiânia, Aracaju, Maceió, Curitiba e Porto Velho, cidade que não teve nenhum faltoso.   Se o eleitor deixou de votar no primeiro e segundo turno de uma mesma eleição, serão contabilizadas duas eleições para efeito de cancelamento. Ainda serão consideradas também faltas às eleições municipais, eleições suplementares e referendos. Não serão contabilizadas as eleições anuladas por decisão da Justiça. Os eleitores facultativos (menores de 18 anos, maiores de 70 anos e analfabetos) não estarão inclusos na relação de faltosos. Além disso, pessoas com deficiência que impossibilitam o cumprimento das obrigações eleitorais não terão o título cancelado. PREJUÍZOS COM O CANCELAMENTO DO TÍTULO ELEITORAL Quem tiver o título eleitoral cancelado será impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e obter certos tipos de empréstimos e inscrição. Também haverá restrição para investidura e nomeação em concurso público, renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.   Com informações da Agência Brasil
5 fev por Henrique Goes Tags:, ,

CHAMADA CARNAVALESCA DA RIBEIRA É CANCELADA

A Carnavalesca da Ribeira,  que aconteceria dia 12/02 , foi cancelada, devido à recomendação do Corpo de Bombeiros. Segue nota emitida pela organização: “As solicitações dos Bombeiros para realizar a atividade não podem ser atendidas a tempo do evento acontecer, por questões burocráticas e patrimoniais. Nos esforçamos ao máximo para realizar os shows mas não foi possível, então achamos mais prudente aceitar as recomendações dos Bombeiros do que enfrentar um embargo ou algo parecido no dia da atividade. Isso vem acontecendo não só em Natal como em praticamente todas cidades do país”, diz Anderson Foca, um dos organizadores da Chamada. [caption id="attachment_2943" align="aligncenter" width="480"]circbeira Divulgação[/caption] O Circuito Cultural Ribeira propõe uma mudança de foco para fevereiro. Em vez de shows do Carnaval e atividades artísticas já bastante conhecidas do grande público que frequenta o Circuito, será realizado um ciclo de debates que pretende envolver a iniciativa privada, o poder público e todos orgãos do governo que regulamentam o funcionamento de espaços culturais públicos e privados do estado. Esta atividade de pensamento e debate irá acontecer na semana após a semana do carnaval, na Casa da Ribeira. “Estamos vivendo uma crise de consequências graves para a Cultura e o entretenimento no Brasil. Precisamos encontrar uma forma de resolver os problemas e aumentar ainda mais a segurança de quem vai a qualquer espaço que reúna pessoas. Só fechar os espaços e proibir shows, peças e eventos de acontecer não resolve o problema. Precisamos de uma ação consistente e estruturante. Neste momento precisamos todos ter cautela antes de tecer quaisquer acusações ou conclusões precipitadas. O momento é de reflexão e diálogo e é exatamente o que vamos promover”, diz Henrique Fontes, um dos organizadores do Circuito Cultural Ribeira. DEBATE

O debate também será transmitido via web e o acesso é gratuito e recomendado para qualquer interessado na área. Os dias, horários e temas abordados serão divulgados nos sites www.circuitoculturalribeira.com.br, www.casadaribeira.com.b www.dosol.com.br ou via fan page no facebook.

  Com informações da Assessoria de Imprensa da Casa da Ribeira
× Fale no ZAP