5 fev por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

TV paga perdeu mais de 500 mil assinantes em 2018

As operadoras de TV paga perderam no ano passado 549 mil assinantes. O serviço fechou 2018 com 17,5 milhões de contratos ativos, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 

A redução de mais de 500 mil pessoas representou uma queda de 3% na base de usuários. Em 2017, a redução do total de assinantes havia sido maior, de 3,6% (com finalização de 677 mil contratos).

Esse movimento mantém o encolhimento da base, que chegou a ter 19 milhões de pessoas em 2015. Já na comparação entre dezembro de 2018 e novembro do mesmo ano, a perda foi de 21 mil acessos.

Tecnologias

Na divisão por tecnologia, os serviços por satélite (DTH) seguem majoritários, representando 54% do mercado (9,4 milhões de acessos). Contudo, o predomínio diminuiu. Em 2015, eles tinham participação de 58% (11,1 milhões). Já a TV a cabo saiu de 40% quatro anos atrás (7,8 milhões) para 42% no ano passado (7,3 milhões). No mesmo período, ganhou espaço, ainda que timidamente, a oferta por fibra ótica, que saiu de 0,9% para 4% (702 mil).

13 nov por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Recepção ilegal de sinal de TV paga pode virar crime

A interceptação e a recepção não autorizada dos sinais de TV por assinatura poderão ser consideradas crime, com pena de seis meses até dois anos de cadeia. É o que estabelece um projeto pronto para ser votado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O senador licenciado Blairo Maggi (PR-MT), autor do PLS 186/2013, argumenta que a proposta preenche uma lacuna nas leis que regem os serviços de TV a cabo. O projeto tem decisão terminativa na CCJ, ou seja, se aprovado e não houver recurso para votação pelo Plenário, seguirá direto para a Câmara dos Deputados. Mais informações no áudio da Rádio Senado: [audio mp3="https://www.companhiadanoticia.com.br/wp-content/uploads/2018/11/1112A13-LARISSA-AMÉLIA-GATONET-NA-CCJ-EDUARDO.mp3"][/audio]
23 dez por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Cabo PM baleado no rosto por assaltantes continua internado

PEDROFERNANDESNETOCBPM1_CEDIDA O cabo PM Pedro Fernandes Neto, baleado no rosto durante assalto em Parnamirim(RN), nesta terça-feira à noite, continua internado no Hospital Regional Deoclécio Marques de Lucena, naquele município. As investigações feitas até agora apontam que o militar teria reagido a um assalto, em um estabelecimento comercial atacado por bandidos, e terminou atingido no rosto, abaixo no olho esquerdo, por um disparo que transfixou a nuca. O incidente aconteceu na rua Rio Nilo, no Parque Industrial. O cabo está em uma enfermaria. Ele foi submetido a uma tomografia e deverá ser transferido para o Hospital Central Coronel Pedro Germano (Hospital da PM), em Natal, onde deverá ser operado. Foto: Cedida
× Fale no ZAP