Rádio Web Justiça Potiguar oferece muito mais do que notícias

25 jul por João Ricardo Correia

Rádio Web Justiça Potiguar oferece muito mais do que notícias

A comunicação é uma das ferramentas que estreitam a relação entre a Justiça e a sociedade. Pensando em fortalecer essa relação, a atual gestão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte investiu na reestruturação da rádio web Justiça Potiguar, que em breve retomará suas atividades. O veículo leva aos ouvintes boletins diários sobre decisões judiciais, informações sobre direitos e deveres, legislação e serviços prestados pelo Poder Judiciário potiguar.

Para o jornalista Osair Vasconcelos, secretário de Comunicação Social do TJRN, a rádio web Justiça Potiguar é mais um canal para o Poder Judiciário do RN atingir a sociedade, levando informações úteis para o público “Essas notícias já são levadas através do nosso portal, dos programas de TV e das redes sociais. A rádio vai somar a essas mídias já existentes para atingir de outras formas o cidadão, sobretudo usando esse meio cativante que é a voz”.

Osair destaca ainda a variedade de conteúdos da programação, que vai além de temas jurídicos e técnicos ao trazer programas de entrevista e atualidades. Além das duas edições diárias do jornal Notícias do Judiciário, o público também vai poder acompanhar programas periódicos como o Conversa Livre, programa semanal que entrevista magistrados num formato mais descontraído.

A grade conta ainda com o Memória da Justiça, que apresenta ao público o perfil de pessoas que ajudaram a construir a história da Justiça. O jornalista Juliano Freire, diretor do Departamento de Jornalismo do TJRN e apresentador do programa, fala sobre a importância de resgatar as memórias dos profissionais que fizeram a história do Tribunal, da magistratura, da advocacia e do ramo do Direito como um todo. Sem deixar de lado o aspecto humano da trajetória de cada convidado.

“Queremos conhecer não só momentos notáveis dessas pessoas em audiências, júris ou tribunais, mas aspectos de suas vidas. O Memória da Justiça contribui para desmistificar o mundo do Direito, trazendo depoimentos, emoções e curiosidade de pessoas que dignificaram profissões do universo jurídico”, salienta Freire.

Quatro Vozes é um programa em formato de mesa redonda onde a jornalista Andréia Ramos e outros dois jornalistas convidados que lidam com a área jurídica entrevistam uma figura do Direito sobre temas jurídicos. É um debate que foge ao ponto de vista técnico. A proposta é mostrar ao cidadão a aplicabilidade da lei no dia a dia, com uma linguagem mais clara e explicativa.

A rádio estará disponível na internet 24 horas no ar e poderá ser acessada por meio do site do TJRN ou pelo TuneIn Radio, plataforma digital que leva aos smartphones estações de rádio web.

Capilaridade

Em parceria com mais de 50 estações de rádio comunitárias, os boletins da Rádio Justiça também poderão ser transmitidos para o interior do estado. A gerente de conteúdo, jornalista Neli Terra, destacou que o TJRN cedeu espaço para que outros Tribunais do estado possam veicular conteúdos na web rádio, enriquecendo ainda mais a sua programação.

Fonte: Portal do TJRN

ByJoão Ricardo Correia

Formado em Comunicação Social pela UFRN. Experiências profissionais em rádio, jornais, TV, informativos virtuais e assessorias de imprensa. Editor do Companhia da Notícia.

Deixe seu comentário

× Fale no ZAP