Categoria: Carlos Henrique Goes

22 jan por João Ricardo Correia

Falta de qualidade dos cursos reduz número de bolsas do ProUni

ALOIZIOMERCADANTE1_AGENCIABRASIL O ministro da Educação, Aloizio Mercadante (FOTO), explicou hoje (22) que a queda de 4% na oferta de bolsas por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni) se deve à reprovação da qualidade de 97 instituições de ensino superior, que estão sob supervisão do MEC. “Nós não vamos dar bolsa onde não tem qualidade. É um investimento do estado, [as instituições estão] tendo isenção fiscal. Então, nós queremos que os alunos tenham a bolsa do ProUni, do Fies sempre com qualidade nos cursos. Não abrimos mão da qualidade”, disse ele, pouco antes de participar de encontro com secretários de educação da Grande São Paulo, no centro da capital paulista. O ministro observou que, em relação ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), de concorrência para o ingresso em universidades públicas, aos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ocorreu crescimento de 10% na oferta de 228 mil vagas. De acordo com ele, 340 instituições estão sob supervisão do MEC e têm de fazer o Termo de Ajustamento de Conduta. Isso, na prática, significa que as instituições de ensino precisam apresentar medidas mostrando que estão aptas para retomar o padrão de qualidade. Nos últimos 12 anos, segundo Mercadante, foram abertas em torno de cinco milhões de vagas no ensino superior. “O Sistema cresceu como nunca, mas tem de crescer com qualidade”, ponderou.   Fonte: Agência Brasil
11 jul por João Ricardo Correia

Setor de informática pode ser beneficiado com prorrogação de incentivos fiscais

A Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) deve votar no segundo semestre proposta que prorroga o prazo de benefícios garantidos ao setor de informática pela Lei 8.248/1991. De autoria do deputado Mendonça Filho, o PLC 61/2014 prorroga até 2024 a redução atual de 80% do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) vigente para o setor de informática. A matéria, aprovada pela Câmara em junho, aguarda designação de relator na CCT. De acordo com o projeto, em 2025 e 2026, a redução será de 75%; e, de 2027 a 2029, passa para 70% do IPI. A extinção do benefício está prevista para 2029, dez anos a mais que o prazo atual de vigência (2019). No caso dos bens e serviços de informática produzidos nas regiões da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) e da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), será mantida a redução de 95% do IPI até 2024. Em 2025 e em 2026, a redução passará a ser de 90%; e de 2017 a 2029, de 85% do imposto. O objetivo do benefício é estimular a implantação de empresas do setor em estados que não contavam com incentivos regionais. Segundo a Lei da Informática, a redução do IPI vale para as empresas de desenvolvimento ou produção de bens e serviços de informática e automação que investirem em atividades de pesquisa e desenvolvimento em tecnologia da informação. O regulamento desse incentivo prevê sua aplicação, entre outros, na produção de componentes eletrônicos ligados a semicondutores; máquinas, equipamentos e dispositivos baseados em técnica digital; softwares; serviços técnicos associados a esses bens; telefones celulares; e monitores. Livre comércio A proposta prorroga também, até 31 de dezembro de 2050, as isenções tributárias das áreas de livre comércio criadas até a data de publicação da futura lei. Isso pode beneficiar, por exemplo, as áreas de Tabatinga (AM), cuja vigência acaba em 2014; Guajará-Mirim (RO) e Boa Vista (RR), com vigência até 2016; Macapá e Santana (AP), que termina em 2017; e Cruzeiro do Sul (AC), que foi criada em 1994 e depende de regulamentação.   (Fonte: Agência Senado)
10 jul por João Ricardo Correia

Encontro Nacional de Dança Contemporânea começa em agosto

Em agosto acontece no Rio Grande do Norte o Encontro Nacional de Dança Contemporânea. Em sua sexta edição, o festival será sediado em Natal, com extensão em Caicó, Mossoró, Pipa e São Gonçalo do Amarante, durante o período de 01 a 17 de agosto, com uma programação completa de oficinas e espetáculos gratuitos realizados em praças, ruas das cidades, escolas, espaços cênicos e culturais. Através do incentivo do Ministério da Cultura e o patrocínio do Boticário na Dança, o estado de Pernambuco, a Paraíba e o Rio Grande do Norte tecem a RENDA - Rede Nordeste de Dança, na união de três festivais importantes que acontecem nos meses de julho e agosto de 2014. A ação coletiva reúne a Mostra Brasileira de Dança, o Festival de Inverno de Campina Grande e o Encontro Nacional de Dança, promovendo um corredor cultural e integrando artistas, programadores e produtores de âmbito local e nacional. Sob o patrocínio da COSERN/Grupo Neoenergia e Unimed Natal, além do Governo do Estado e a Prefeitura do Natal, através do incentivo da Lei Câmara Cascudo e do Programa Djalma Maranhão, o festival tem coordenação geral de Diana Fontes. Na programação atrações nacionais e expoentes da dança, como a Quasar Cia. De Dança (GO), Rosa Antuña (MG), Camaleão Grupo de Dança (MG), Ivaldo Mendonça (PE), Mimulus Cia. De Dança (MG), Viladança (BA), Lamira (TO), Meia Ponta Cia. De Dança (MG), Paulo Azevedo (RJ), além de companhias locais e, as bailarinas potiguares Erika Rosendo e Ana Elisa, em carreira independente fora do estado, convidadas para apresentação novamente em solo norte-rio-grandense.   (Fonte: G7 Comunicação)  
27 jun por João Ricardo Correia

Acesso à web via celular dobra em dois anos e chega a 31% dos brasileiros

A porcentagem de brasileiros que acessa a internet via telefone celular mais do que dobrou em dois anos, chegando a 31% em 2013 – o valor representa 52,5 milhões de pessoas com dez anos ou mais.  A classe A representa 69% daqueles que navegam via smartphone, seguida da classe B (48%), C (29%) e D/E (11%). A faixa etária mais adepta a essa navegação é a de 16 a 24 anos (61% deles). Depois aparecem os grupos de dez a 15 anos (45%), de 25 a 34 anos (44%), de 35 a 44 anos (25%), de 45 a 59 anos (11%). Apenas 3% dos brasileiros com 60 anos ou mais navegam no celular Os dados fazem parte do estudo TIC Domicílios, divulgados nesta quinta-feira (26) pelo Cetic.br (Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação). O levantamento foi realizado em mais de 16 mil domicílios brasileiros, entre setembro de 2013 e fevereiro de 2014.
27 jun por João Ricardo Correia

Brasil aparece em 11º lugar no mercado de games em 2014

O site NewZoo publicou a estimativa de faturamento dos 100 maiores mercados de games em 2014. O Brasil aparece em 11º lugar, com possibilidade de fechar o ano com receita de US$ 1,3 bilhão - cerca de R$ 2,8 bilhões, posicionando-se como líder na América Latina. Os dados resultam da combinação de vários fatores econômicos, como pesquisas junto ao consumidor e recentes resultados financeiros das empresas do setor, e desconsideram vendas de hardware, impostos e pirataria. Confira abaixo os 20 países primeiros da lista: 1. Estados Unidos - US$: 20,484 bilhões 2. China - US$: 17,866 bilhões 3. Japão - US$: 12,219 bilhões 4. Alemanha - US$: 3,528 bilhões 5. Reino Unido - US$: 3,426 bilhões 6. Coreia do Sul - US$: 3,356 bilhões 7. França - US$: 2,608 bilhões 8. Canadá - US$: 1,717 bilhão 9. Itália - US$: 1,514 bilhão 10. Espanha - US$:1,489 bilhão 11. Brasil - US$:1,339 bilhão 12. Rússia - US$:1,143 bilhão 13. Austrália - US$:1,143 bilhão 14. México - US$: 1,006 bilhão 15. Taiwan - US$: 643 milhões 16. Índia - US$:582 milhões 17. Holanda - US$: 433 milhões 18. Turquia - US$: 375 milhões 19. Suécia - US$: 370 milhões 20. Suíça - US$: 325 milhões Para conferir o ranking completo, com os 100 maiores, acesse: New Zoo.
18 jun por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Brasil é atrativo para empresas de inovação tecnológica

O Brasil apresenta boas condições para as empresas estrangeiras de tecnologias da informação e comunicação (TICs) fazerem negócios. A afirmação foi dada pelo secretário de informática do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Virgilio Almeida, durante a a abertura da Rio Conference Technology, no Rio de Janeiro. O secretário ainda destacou três fatores que tornam o País atrativo para as empresas do segmento. “O conjunto de fatores formado por mercado, legislação, que oferece vários incentivos, e capital humano altamente qualificado fazem do Brasil um local extremamente atraente para os investimentos na área dos TICs”, afirmou. Durante o evento, realizado na segunda-feira (16), o secretario citou avanços na legislação brasileira, que favorecem a instalação das empresas no Brasil. “O Congresso Nacional aprovou há dez dias a extensão dos benefícios da Lei de Informática por mais dez anos, com mesmo nível de incentivos que temos hoje em dia”, lembrou. A Lei da Informática reduz 80% do Imposto sobre Produtos Importados (IPI) das empresas que produzem hardwares no Brasil e 100% para as que, além de produzir, desenvolvem o projeto no País. Segundo Almeida, a Lei de Informática associada à Lei do Bem, que reduz o ICMS e o PIS/Cofins das empresas que investem em pesquisa e desenvolvimento (P&D), impulsionou a fabricação de smartphones e tablets. “Com iniciativas como estas é possível criar um mercado que aumenta a densidade tecnológica”, avaliou.   (Fonte: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação)
31 maio por João Ricardo Correia

Facebook não quer mais postagens sobre rotina dos usuários

Essa é para evitar postagens do tipo "tomando água", ou "almoçando" no Facebook. Depois de cortar o compartilhamento automático do Instagram, o Facebook estuda reproduzir a atitude com todos os outros serviços e aplicações conectados à rede social. Com isso, devem sumir os posts que informam tudo o que se assiste, ouve, lê, cozinha... e por aí vai. Desde 2012, quando o Open Graph foi anunciado, não param de aparecer atualizações de Netflix, Spotify, Pinterest, jogos, sites de notícias e muitos outros serviços, explica o Olhar Digital. De um ano pra cá, o site percebeu que as publicações automáticas causavam confusão e eram mal vistas pelos usuários, tanto que eles as marcam como spam. O Facebook, então, decidiu diminuir a quantidade de posts compulsórios nos feeds e as denúncias caíram em 75%.  
31 maio por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Preços dos smartphones devem cair 6,3% em 2014

Boa notícia para quem deseja comprar smartphones. Esses aparelhos devem se tornar ainda mais acessíveis, segundo levantamento da consultoria IDC. A empresa prevê, de acordo com informações do Olhar Digital,  que o valor médio do celular pode cair 6,3% em relação ao verificado em 2013. A média deve cair de US$ 335 no ano passado contra US$ 314 neste ano. Na previsão da consultoria, em quatro anos, o valor deve ser ainda menor. Em 2018, a média deve chegar a US$ 267. E a empresa vê também um aumento na qualidade dos aparelhos de baixo custo, citando como exemplo o Moto E, que atende necessidades básicas com qualidade. O Android, ainda de acordo com a pesquisa, deve continuar como um sistema do “povão”. Atualmente, o preço médio pago por um celular com o sistema do Google está em US$ 254, mas deve cair para US$ 215 até 2018. Já a Apple continuará sendo “da elite”, mas o preço também pode cair: de US$ 657 em média atualmente para US$ 604 em quatro anos.
31 maio por João Ricardo Correia

Cultura sem Fronteiras oferece bolsas no exterior

Dez estudantes brasileiros poderão ser escolhidos neste ano para receber bolsas do Instituto Europeu de Design (IED), sediado na Itália e na Espanha. Serão oferecidas vagas para cursos de um ano nas áreas de Design, Moda, Programação Visual e Administração. O anúncio foi feito na terça-feira (27), durante a inauguração do IED no Rio de Janeiro. Desde 2005, a escola funciona em São Paulo. Segundo a ministra da Cultura, Marta Suplicy, as bolsas serão as primeiras do programa Cultura sem Fronteiras, a ser lançado em breve pelo ministério. "Até agora, só os estudantes de Exatas tinham essa oportunidade para obter bolsas no exterior, por meio do Ciência sem Fronteiras", afirmou a ministra. "Para ampliar as possibilidades, estamos fazendo o Cultura sem Fronteiras." Em seu discurso, a ministra ressaltou a importância da restauração do prédio do Cassino da Urca, aberto em 1933, e a implantação do IED no local. Por lá, passaram os mais importantes artistas do Brasil na época. Segundo ela, a vinda do IED para o Rio vai contribuir muito para o Brasil, no momento em que o País busca uma marca no cenário internacional que possa ir além dos tradicionais carnaval, samba e futebol. A ministra afirmou que a implantação do IED no Brasil também pode ajudar no desenvolvimento das incubadoras criativas. O instituto poderia, assim, se aproximar desse projeto que presta assessoria jurídica, de marketing e até financeira para produtores culturais. Segundo o IED, a revitalização do Cassino da Urca exigiu um investimento de R$ 10 milhões, em parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro. Há uma estrutura de laboratórios (informática, joias, moda) e biblioteca com livros e revistas de design, moda, artes, comunicação e marketing.   (Fonte: Ministério da Cultura)
31 maio por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Inscrições para o ProUni começam no dia 9 de junho

As inscrições para os candidatos a bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) serão abertas no dia 9 de junho, e poderão ser feitas até o dia 11 de junho. A inscrição é gratuita e feita exclusivamente pela internet, no endereço http://siteprouni.mec.gov.br. A partir do dia 5, os candidatos terão acesso online à relação de vagas, por curso e instituição. O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em instituições privadas de ensino superior. O cronograma da segunda edição de 2014 do programa foi divulgado pelo Ministério da Educação. Podem concorrer às bolsas do ProUni os estudantes que cursaram o ensino médio na rede pública ou na rede particular, na condição de bolsista integral. Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda bruta familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais, no valor de 50% da mensalidade, a renda bruta familiar deve ser até três salários mínimos por pessoa. Para se inscrever, o candidato deve ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas. Além disso, não pode ter tirado nota zero na redação. Outra condição é que ainda não tenha diploma de curso superior. O candidato também terá que informar o número de inscrição e a senha usados no Enem, além do CPF. O programa terá duas chamadas. O resultado da primeira será divulgado em 15 de junho, na página do programa na internet. O da segunda, em 4 de julho. Professores do quadro permanente da rede pública de ensino, que concorrerem a cursos de licenciatura, também podem participar do ProUni. Nesse caso, não é necessário comprovar renda. Na próxima segunda-feira (2), começam as inscrições para a segunda edição deste ano do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. Quem se inscrever no Sisu também poderá se inscrever no ProUni.   (Fonte: Agência Brasil)
15 maio por João Ricardo Correia

Moda brasileira terá seis representantes no Mercado das Indústrias Culturais do Mercosul

Empreendedores do Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo, Minas Gerais e Ceará representarão a moda brasileira no I Mercado das Indústrias Culturais do Mercosul (Micsul), que acontece de 15 a 18 de maio, em Mar del Plata (Argentina). O mercado reunirá empreendedores criativos de 10 países sul-americanos (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela), além de compradores convidados da Europa, Ásia e América do Norte. Os criadores, que desenvolvem peças com forte expressão cultural brasileira, foram selecionados por meio de edital público do Ministério da Cultura no início do ano e participarão em rodadas de negócios e desfiles organizados no evento no dia 16 de maio às 20h. A baiana Marcia Ganem, já reconhecida internacionalmente por suas criações, será uma das participantes. Com mais de 10 anos no mercado, a estilista expressa um diálogo entre moda, arte e joalheria, com aplicação de materiais e técnicas especiais e que tem como marca registrada o uso da Fibra de Poliamida reciclada, aplicada na cor natural, tingida ou trabalhada com pedras semi-preciosas. Mesmo com tanta experiência na bagagem, Marcia vê o Micsul como oportunidade inédita. "Focamos em países da Europa e Estados Unidos, mas temos muito o que trocar com os nossos vizinhos no campo da economia criativa. Essa aproximação dos países latinos é de extrema importância." A estilista pernambucana radicada no Rio de Janeiro Helena Pontes apresentará uma coleção exclusivamente preparada para o Micsul. "O nome da coleção é Impressão do Teu, faz parte de um poema de Paulo Leminski, que diz ‘a impressão do teu corpo no meu mexeu'", descreve. A marca Helena Pontes foi criada em 2011 e já desenvolveu quatro coleções. A última, Vulcano – Verão 2014, foi apresentada no Fashion Rio, na 18ª edição do Prêmio Rio Moda Hype. Graduada em design de moda pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), com especialização pela Esmod (Paris), Helena Pontes gosta de trabalhar com artistas visuais em suas peças. Para o Micsul, a coleção inédita conta com estampa desenvolvida a partir de uma xilogravura do artista plástico pernambucano Marcio Almeida. Além do cunho artístico e cultural, os projetos brasileiros de moda para o Micsul promovem o conceitos de desenvolvimento sustentável e práticas educativas. É o caso do Instituto Vestir Consciente – Ecotece, de São Paulo. A agência desenvolve projetos sociais e produtos ecológicos promovendo o consumo consciente. "As roupas são bens de consumo indispensáveis que podem gerar ativos ambientais e sociais. Vestir é um ato cotidiano e assim também pode ser nossa consciência, presente diariamente", diz o lema da organização.   (Fonte: www.cultura.gov.br)  
15 maio por João Ricardo Correia

TEIA: 5º Encontro Nacional dos Pontos de Cultura acontece em Natal

A TEIA Nacional da Diversidade – 5º Encontro Nacional dos Pontos de Cultura e das redes da diversidade que integram o Programa Cultura Viva – será realizada de 19 a 24 de maio, em Natal (RN). Promovida pela Secretaria da Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (SCDC/MinC) e pela Comissão Nacional de Pontos de Cultura (CNPdC), a TEIA 2014 tem o objetivo de fortalecer o exercício dos direitos culturais e promover a atuação cultural em rede. "Desta vez teremos uma TEIA muito especial, porque irá reunir no mesmo encontro pontos de cultura e segmentos da diversidade, com a presença de instituições parcerias. A TEIA da Diversidade será um importante espaço de fortalecimento e articulação de toda a rede", diz ministra da Cultura, Marta Suplicy. A TEIA da Diversidade será mais abrangente do que as quatro edições anteriores da TEIA, realizadas em 2006, 2007, 2008 e 2010. Este ano, além dos Pontos e Pontões de Cultura, participam grupos do "Encontro da Diversidade", que agrega segmentos das políticas setoriais atendidos pelo Programa Brasil Plural. Fazem parte destes segmentos grupos de Culturas Populares, Culturas Indígenas, Culturas Ciganas, LGBT, Crianças, Idosos, Juventude, Hip-Hop, Pessoas com Deficiência, Saúde Mental, Trabalhadores Urbanos, Povos de Terreiro, Quilombolas, Imigrantes, Mulheres, Trabalhadores Rurais, Mestres e Griôs. "Queremos estimular o diálogo e a parceria entre a sociedade civil, gestores, instituições de ensino, instâncias de participação social e os diversos atores do campo cultural", explica Márcia Rollemberg, secretária da Cidadania e da Diversidade Cultural do MinC. Segundo a gestora, a realização da TEIA da Diversidade estimula ações de valorização, políticas integradas e de promoção da cultura brasileira. Programação e espaços A TEIA da Diversidade contará com Mostras Artísticas e uma Feira de Economia Solidária e Criativa protagonizadas pelos Pontos de Cultura, que levarão a Natal demonstrações da diversidade do Programa Cultura Viva por meio de apresentações artísticas, da exposição e venda de produtos artesanais. Oficinas, Fóruns e Seminários Temáticos serão alguns dos espaços de diálogo da TEIA da Diversidade. Entre os temas, destacam-se os debates sobre o acesso a equipamentos culturais, os encontros dos Pontos de Cultura Indígenas e de Leitura. Na área audiovisual, haverá o CineTEIA, uma mostra de produções dos Pontos de Cultura, o encontro do Grupo de Trabalho Temático e um Seminário sobre a Regionalização da Produção Audiovisual. As atividades da TEIA da Diversidade serão realizadas na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), na Praça Largo da Ribeira e no Teatro Alberto Maranhão. A programação completa da TEIA da Diversidade está disponível no site oficial do encontro e os participantes podem inscrever-se gratuitamente nas atividades disponíveis Histórico das TEIAS A primeira edição da TEIA aconteceu em 2006, em São Paulo (SP), dois anos após o início do Programa Cultura Viva. O encontro foi motivado pela necessidade haver uma instância nacional em que os Pontos de Cultura tivessem oportunidade de se conhecer, trocar experiências e ter visibilidade. Em 2007, foi a vez de Belo Horizonte (MG) sediar o encontro nacional dos Pontos de Cultura. As demais edições aconteceram em Brasília (2008) e em Fortaleza (CE) no ano de 2010. Ao fim das quatro edições, a TEIA foi consolidada como um importante espaço de mobilização e articulação da rede dos Pontos de Cultura. Desde 2012, o encontro ganhou versões estaduais, promovidas pelos governos dos estados e as comissões estaduais dos Pontos de Cultura, com o apoio do Ministério da Cultura. A organização da TEIA Nacional é de responsabilidade da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura e conta com recursos do Governo Federal. Locais - Campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) - Campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) - Praça Largo da Ribeira e o Teatro Alberto Maranhão Programação completa, notícias e mais informações no: www.culturadigital.br/teiadadiversidade   (Fonte: www.cultura.gov.br)
5 maio por João Ricardo Correia

“História dos Amantes” mostra visão masculina dos relacionamentos e universo feminino

Primeiro texto de teatro de Marcelo Serrado e também sua primeira direção, A História dos Amantes é uma comédia sobre a visão masculina dos relacionamentos e do universo feminino. Produzido por Eduardo Barata em parceria com Marcelo Serrado, a peça traz Anderson di Rizzi, Daniel Rocha e Hugo Bonemer que interpretam os personagens, Zé, Hugo e Luiz, três amigos de infância que se encontram num bar para uma apresentação da banda integrada por eles, os amigos rememoram histórias da infância, contam suas experiências pessoais e falam de passado e futuro. Na peça, que conta com diversas intervenções musicais, os atores se revezam entre os personagens masculinos e femininos - transição marcada por adereços usados pelos atores que ajudam a compor a cena. As histórias, contadas com muita despretensão e humor, são costuradas por nove músicas tocadas e cantadas ao vivo pelos atores. Com Daniel tocando violino, Hugo no violão e Anderson com o carron, o trio passa por um repertório que vai de Chitãozinho e Xororó a Beatles. “Evidências”, “A fórmula do amor”, “O nosso amor a gente inventa” e “Love me do”, estão no setlist. “A História dos Amantes” é uma comédia que pretende fazer um contraponto à visão feminina tão retratada nos programas de Tv, nos palcos do teatro e nos cinemas, mostrando a visão do homem sobre os relacionamentos. Trata-se de um espetáculo que perpassa pelos medos, inseguranças e confissões do homem contemporâneo, abordando o tema de forma descontraída e irreverente. Os atores, que trabalham pela primeira vez com Serrado, contam como está sendo a experiência: “Marcelo tem prazer em dirigir, chega empolgado, realiza, entende muito bem o lado de cá, decifra nossas sensações e intenções exatas”, define di Rizzi. “A peça acaba sendo feita por amigos, está sendo muito divertido e a intenção é passar esse clima para o público”, diz Daniel complementado por Hugo, “a expectativa para a temporada é a melhor possível”. O diretor retribui: “Os meninos são três talentos, grandes atores. O Hugo canta demais, o Dani é muito verdadeiro nas ações e o Anderson é um comediante nato”. A peça conta com duas participações especiais em formato de locução em off: Françoise Forton, que faz a mãe de um dos amigos, e José Wilker que logo no início do espetáculo contextualiza a história. No começo a peça se passa na época da evolução da espécie humana, nos primórdios da humanidade, apresentando o homem falando do sexo oposto e que, desde os mais remotos tempos, já disputava as mulheres. A partir daí se desenrolam temas como amor, traição, cumplicidade, entre outros. “A história dos amantes” é um espetáculo dinâmico, com interação entre os atores e a plateia, e traz a proposta de revelar, com muito humor, a visão masculina sobre a estória da relação amorosa. Conhecidos atualmente do grande público, principalmente dos mais jovens, Anderson, Daniel e Hugo fazem parte da nova geração de atores que vem ganhando cada vez mais espaço e visibilidade nas telas e nos palcos. Di Rizzi fez grande sucesso como o Carlito (Palhaço) na novela da Globo “Amor à Vida”, participou recentemente do remake de Gabriela escrito por Walcyr Carrasco e do filme, O Concurso. Daniel Rocha também participou de “Amor à Vida” como o médico Dr. Rogério, além de ter se destacado como Roni na novela de maior sucesso dos últimos tempos, Avenida Brasil. Hugo, que atuou nos musicais Hair e Rock in Rio, está atualmente no ar em “Malhação”, e em cartaz no cinema com “Confissões de Adolescente”. SERVIÇO LOCAL: Teatro Alberto Maranhão DATA: 24 e 25 de Maio DIAS: sábado, 21h; domingo, 19h VALORES: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia) DURAÇÃO: 80 minutos CLASSIFICAÇÃO: 16 anos PONTO DE VENDA: Bilheteria do Teatro INFORMAÇÕES: 84.3222-3669 FICHA TÉCNICA Texto e Direção: Marcelo Serrado. Elenco: Anderson di Rizzi, Daniel Rocha e Hugo Bonemer. Realização: Barata Comunicação. Produção local: Jorge Elali Produções.
1 maio por João Ricardo Correia

Companhias de Dança Contemporânea se apresentam na próxima semana em Natal

O Encontro Internacional de Dança Contemporânea se estende até o dia 23 de maio com programações gratuitas e espetáculos de companhias nacionais e internacionais. Nos próximos dias 6, 7, 8 e 9 deste mês, o evento enriquecerá as avenidas da cidade e os palcos da Casa da Ribeira e do Teatro Alberto Maranhão com mostras de dança e intervenções urbanas. Ao todo, são 12 países participantes e 15 companhias que, juntas, somam 23 espetáculos. As Companhias Blink Danzateatro (Argentina), Compagnie Ladainha (França), Virtual Cia. De Dança (SP - Brasil), Los Innato (Costa Rica) e os solistas Solos de Stuttgart (Alemanha), Giles Noel (Bélgica), Teresa Alves da Silva (Portugal), Sonia Rodríguez (Espanha), Anneke Ghysens (Bélgica), Milán Újvári (Hungria) e Joachim Maudet (França) compõem as próximas apresentações do Encontro. O evento, que conta com incentivo do Ministério da Cultural/FUNARTE (Fundação Nacional de Artes) e parceria com o VIVA Dança (BA- Brasil) e o Fórum Internacional de Dança do Estado de São Paulo – FIDESP, visa ampliar e capacitar o cenário artístico potiguar na dança. Além de proporcionar uma diversificação de apresentações para a população, traz oficinas, mostras de vídeos, residência artística e debates. Mais informações e programação completa  no www.encontrodedanca.com (Fonte: G7 Comunicação)
25 mar por Henrique Goes Tags:, ,

‘A.Bo.Ca’: Ribeira ganha novo espaço teatral ; inauguração é sábado (29)

O bairro da Ribeira, em Natal, vai ser presenteado com mais um espaço artístico. Localizado na rua Frei Miguelinho, número 16, A.Bo.Ca - Espaço de Teatros será inaugurada no sábado, dia 29 de março, a partir 20h. Uma noite que será um marco para o teatro local que tanto carece de espaços para suas produções continuadas.
A.Bo.Ca
                                          Divulgação
A grande celebração, que promete não ter hora para acabar, inicia às 20h com apresentação do espetáculo O Cobrador, do Coletivo Atores à Deriva, seguido do experimento performático Na Mesa com o Bobo, da Bololô Cia. Cênica. Às 22h, Angela Castro - cantora e vocalista da banda Rosa de Pedra - apresenta o show Buena Onda, acompanhada pelos músicos Toni Gregório (guitarra) e Rogério Pitomba (bateria). A partir das 23h começa a batalha de DJs entre Tiago Landeira e Danina Nua.
SOBRE A.BO.CA
O espaço vai funcionar como sede da Bololô Cia. Cênica, do Grupo Carmin de Teatro e doColetivo Artístico Atores à Deriva. Ter uma sede própria é um passo importante para quem deseja fazer do trabalho artístico o seu trabalho. Uma sede, um lugar fixo para se trabalhar todos os dias, é essencial para a consolidação de um grupo.
 cartaz aboca
"Uma sede representa um grande avanço e uma grande conquista, uma vitória na labuta diária de tentar ganhar a vida com teatro. A sede representa também uma luta política, porque a medida que conquistamos esse espaço, estamos oferecendo mais um espaço cultural para a cidade. Representa também a possibilidade de estabelecer trocas estéticas e artísticas com outros grupos, receber grupos de fora", vibrou Luana Menezes, atriz da Bololô Cia Cênica.
COMO TUDO COMEÇOU
Em setembro de 2013, os grupos Atores à Deriva, Bololô Cia. Cênica e Grupo Carmin de Teatro uniram forças e juntos fizeram do prédio de número 16 da Rua Frei Miguelinho, no bairro da Ribeira, a sua casa. Assim surgiu A.Bo.Ca Espaço de Teatros, que funciona como a sede dos três coletivos.
Ideias e mais ideias entorno de um nome para o espaço foram levantadas em reuniões. Em um insight da atriz Quitéria Kelly (Grupo Carmin) veio a junção das iniciais dos três coletivos resultando em A. Bo. Ca. – Atores à Deriva, Bololô e Carmin.
A. Bo. Ca. – Espaço de Teatros é exatamente este lugar que reúne os fazeres teatrais destes tres coletivos, objetivando fortalecer a cena teatral natalense através de suas pesquisas, montagens, apresentações, oficinas e workshops. Um marco para o teatro local que tanto carece de espaços para suas produções continuadas.
SOBRE OS COLETIVOS
Coletivo Artístico Atores à Deriva surgiu em 2008 a partir do desejo de formação profissional e continuidade da pesquisa em teatro, experimentada na montagem do espetáculo A Mar Aberto, proposto pelo diretor e dramaturgo Henrique Fontes.
Bololô Cia. Cênica foi fundada em 2009 e é formada pelos artistas Alex Cordeiro, Arlindo Bezerra, Luana Menezes, Paulinha Medeiros, Rodrigo Silbat e o produtor Flávio Rodriguez. A Bololô nasceu do desejo de experimentar as possibilidades da cena contemporânea e da necessidade de formação de um coletivo de pesquisa artística continuada.
Grupo Carmin de Teatro foi criado em 2007 em Natal, RN, pelas atrizes Quitéria Kelly e Titina Medeiros, motivadas pela pesquisa sobre moradoras de rua de Natal. A pesquisa resultou na montagem da peça “Pobres de Marré”  com texto e direção de Henrique Fontes, que passou a integrar o grupo.
PROGRAMAÇÃO
Espetáculos
20h - O Cobrador (Atores à Deriva)
21h - Na Mesa com o Bobo (Bololô Cia Cênica)
Festa
22h - Show Buena Onda, com Angela Castro (Rosa de Pedra)
23h - Batalha de DJs entre Tiago Landeira e Danina Nua
SERVIÇO
INAUGURAÇÃO A.Bo.Ca | Espaço de Teatros
Sábado, 29 de março de 2014, a partir das 20h
Rua Frei Miguelinho, 16, Ribeira - Natal | RN
Ingressos: Casadinha dois espetáculos R$20 (inteira) R$10 (meia) + festa R$5
Somente festa: R$10
Informações: Silbat Rodrigo (84) 3322-0090 | 9640-6965 | [email protected]
Fonte: Assessoria de Imprensa
 
× Fale no ZAP