12 fev por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Produção de ovos bate recorde no país

As granjas brasileiras registraram a produção de 928,42 milhões de dúzias de ovos no quarto trimestre de 2018. Segundo dados divulgados hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), esse é o maior valor da série da histórica da pesquisa, iniciada em 1987.

A produção de ovos do quarto trimestre foi 1% maior do que a registrada no terceiro trimestre e 8,2% superior ao resultado do quarto trimestre de 2017.

A pesquisa também analisa as aquisições de leite e de couro pelas unidades beneficiadoras do país. A aquisição de leite registrou aumentos de 7,2% em relação ao terceiro trimestre de 2018 e de 2,5% na comparação com o quarto trimestre de 2017. Já a aquisição de couro teve queda de 2,1% em relação ao terceiro trimestre e alta de 2% em relação ao quarto trimestre do ano anterior.

Abate de animais

O IBGE também divulgou hoje as pesquisas de abates de bovinos, suínos e de frangos. O abate de bovinos chegou a 8,09 milhões de cabeças de bovinos no quarto trimestre de 2018, uma queda de 2,3% na comparação com o terceiro trimestre. O resultado é 0,4% maior do que o do quarto trimestre de 2017.

15 set por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

IBGE: Brasil tem a maior produção de ovos de galinha em 29 anos

ovos_galinha O país alcançou, no segundo trimestre deste ano, a maior produção de ovos de galinha desde o início da série histórica da pesquisa que faz esse tipo de avaliação, em 1987. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foram produzidos 757,51 milhões de dúzias no segundo trimestre deste ano, 5% a mais do que o registrado no mesmo período do ano passado. O crescimento da produção foi impulsionado por aumentos em 18 das 25 unidades da Federação pesquisadas pelo IBGE, com destaque para São Paulo, Goiás, Espírito Santo, Ceará e Mato Grosso. São Paulo continua sendo o maior produtor do país.
18 abr por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Brasil é o maior fornecedor de ovos frescos para o Japão

OVOSFRESCOS1 Nos dois primeiros meses deste ano, os japoneses importaram 805 toneladas de ovos frescos, sendo 680 toneladas do Brasil. Isso corresponde a 84,6% do volume total. A receita gerada foi de US$ 1,084 milhão. Em 2015, o Brasil foi, pela primeira vez, o principal fornecedor de ovos aos japoneses, com 530 toneladas, o equivalente a 35% do total das importações. De acordo com o adido agrícola no Japão, Marcelo Mota, o crescimento nas vendas externas ocorreu após a definição de um modelo de certificado sanitário para amparar às exportações desse produtos, acordada em agosto de 2015. A certificação sanitária brasileira é baseada no fato do País ter plantéis comerciais livres de enfermidades avícolas importantes para o setor, como influenza aviária e doença de Newcastle. Segundo Mota, os bons números mostram a possibilidade de abertura e expansão de mercado para produtos do agronegócio brasileiro não tradicionalmente presentes na pauta de exportação. “A diversificação, associado à qualidade e preço competitivo do produto nacional, deve ser levada em conta para ampliar a variedade de produtos de acesso a mercados de alto rendimento”, disse. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção brasileira de ovos de galinha foi de 2,92 bilhões de dúzias em 2015 e cresceu 3,5% comparada a 2014.   Fonte: Ministério da Agricultura
24 mar por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Natalense gastará cerca de R$ 160 com Semana Santa e Páscoa

PEIXEFIM Família reunida, almoço regado à peixe e de sobremesa, muitos chocolates. Este perfil tradicionalista que o natalense tem de viver a Semana Santa se manterá este ano, como mostra a pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio, órgão ligado à Fecomércio RN. Entre os dias 04 e 07 de março, o IPDC procurou saber quais são as intenções de consumo e de gastos dos natalenses para este período. Foram entrevistadas 650 pessoas na capital potiguar, entre os quais, 30% afirmaram que pretendem viajar com a família. Destes, 58,8% alegaram que terão como destino o interior do estado, 56,9% dizem que o objetivo da viagem é reencontrar parentes e amigos e 69,3% usarão o carro como meio de transporte. A pesquisa também deixou claro que os natalenses vão manter a tradição na hora de ir às compras. 84,4% dos entrevistados têm a intenção de presentar entes queridos com ovos de chocolate, caixas de bombons, barras de chocolate ou chocolates caseiros e 81,2% deverão consumir peixes ou crustáceos. O gasto médio dos consumidores em produtos típicos da época será de R$ 157,07. Um detalhe interessante é que os natalenses estão temerosos em fazer dívidas. Por isso, 75,1% pretendem pagar à vista, com dinheiro ou no cartão de débito. Além disso, 87,8% acreditam que os preços cobrados por produtos nesta Páscoa estão mais caros, quando comparados aos do ano passado. 59,4% dos consumidores devem realizar as compras uma semana antes do período pascal, e 35,8% devem comprar nos supermercados, movimentando o comércio neste período.   Fonte: Assessoria de Comunicação da Presidência do Sistema Fecomércio RN
14 mar por Henrique Goes Tags:, ,

OPERAÇÃO PÁSCOA: IPEM-RN VAI FISCALIZAR PESO E TAMANHO DE BRINDES DOS OVOS DE CHOCOLATE

Páscoa é uma época em que os olhares dos órgãos fiscalizadores ficam mais atentos ao comércio do ovos de chocolate e seus brindes. Com base nisso, o Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (Ipem-RN) realiza, na próxima semana, a Operação Páscoa, em que serão verificados o peso dos ovos de chocolate vendidos no comércio e a presença do selo de identificação da conformidade do Inmetro nos brinquedos oferecidos como brinde nos doces. A ação acontecerá em todo o país, de 18 a 22 de março. [caption id="" align="aligncenter" width="480"] Imagem de internet[/caption] Além do selo do Inmetro no brinquedo, todo ovo de Páscoa que oferece o brinde deve trazer em sua embalagem o texto: “ATENÇÃO: Contém brinquedo certificado no âmbito do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade”. Agentes Fiscais de Objetos Regulamentados e de Pré-Medidos do Instituto participarão da operação. Caso sejam encontrados brinquedos sem o selo ou ovos cujo peso real não confere com o anunciado na embalagem, a loja e os distribuidores podem ser notificados e os produtos apreendidos. E, em caso de irregularidades, o consumidor potiguar pode fazer sua denúncia à Ouvidoria do Ipem-RN pelo telefone0800-281-4054 ou ainda pelo e-mail [email protected].   Com informações da Assessoria de Comunicação do Ipem-RN  
× Fale no ZAP