Tag: Criminosos

22 jan por João Ricardo Correia Tags:, ,

Suspeitos de ataques no CE são mortos em troca de tiros com PMs

Força Nacional continua reforçando segurança no Ceará

Policiais militares do Ceará mataram dois homens na cidade de Quixadá, distante 166 quilômetros da capital do estado, Fortaleza, na madrugada desta terça-feira (22). Segundo a Secretaria Estadual da Segurança Pública e Defesa Social, Marcos Juan Ferreira de Sousa e Wesley Miguel Fernandez Muniz são suspeitos de integrar um grupo criminoso e dispararam contra os policiais militares, que revidaram.

Ainda de acordo com a secretaria estadual, homens do Comando Tático Rural, da PM, foram ao local investigar uma denúncia anônima de que cinco suspeitos estavam reunidos em uma casa planejando ações criminosas, entre elas, assassinatos. Os militares não encontraram ninguém na residência indicada pelo denunciante, mas identificaram um acampamento no meio de um matagal próximo. Ao se aproximarem, os policiais foram recebidos a tiros.

Segundo a secretaria estadual, duas armas foram apreendidas com Sousa e Muniz, sendo uma delas de uso restrito. A pasta garante que os dois suspeitos também portavam munição de vários calibres e tinham antecedentes criminais por homicídio, tráfico de drogas e crimes contra a administração pública.

Durante a troca de tiros, mais três suspeitos conseguiram fugir. As investigações apontam que Sousa e Muniz participavam, junto com mais suspeitos, do planejamento e execução de assassinatos e de ações criminosas contra prédios públicos, veículos e propriedades privadas.

Por Alex Rodrigues - Repórter da Agência Brasil/  Brasília 

11 jan por João Ricardo Correia Tags:, ,

Governo do Ceará vai pagar por informações sobre atos criminosos

Governador Camilo Santana após reunião dos governadores eleitos dos estados do Nordeste, em Brasília (Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil)

O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou na tarde de hoje (11) uma série de medidas para tentar pôr fim à onda de violência que atinge o estado há quase 10 dias. Integrantes de facções criminosas têm promovido ataques violentos contra órgãos públicos, estabelecimentos comerciais e veículos, além de tentativa de explosão de pontes e viadutos.

O estado informa publicamente o número de ocorrências, mas estima-se que, desde o último dia 2, mais de 150 atos criminosos tenham sido notificados. 

28 nov por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Excelente notícia: Bolsonaro diz que não concederá indulto natalino para criminosos

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou hoje (28) que na sua gestão não será concedido indulto natalino. A medida é constitucional e é uma prerrogativa do presidente da República. A afirmação foi feita horas antes da retomada do julgamento do decreto de indulto de 2017 pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “Fui escolhido presidente do Brasil para atender aos anseios do povo brasileiro. Pegar pesado na questão da violência e criminalidade foi um dos principais compromissos de campanha. Garanto a vocês, se houver indulto para criminosos neste ano, certamente será o último”, afirmou. Nas redes sociais, a futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, reiterou a posição do marido com críticas ao decreto de indulto de Natal. O texto, geralmente preparado pelo Ministério da Justiça, é assinado anualmente, sempre em dezembro, pelo presidente da República. O indulto de Natal tem, tradicionalmente, razões humanitárias. O indulto de 2017, que esta em análise no STF, não é tecnicamente o último. Isso por que o governo Michel Temer ainda pode, se assim desejar, publicar até o final do mês que vem o decreto de 2018. Por Carolina Gonçalves - Repórter da Agência Brasil / Brasília
31 out por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

General Heleno defende uso de atiradores de elite contra criminosos

O general da reserva Augusto Heleno (FOTO), futuro ministro da Defesa no governo de Jair Bolsonaro (PSL), apoiou hoje (31) a polêmica proposta do governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), de usar atiradores de elite para conter criminosos que portem armamentos de uso restrito. O general da reserva disse que já fez uso da mesma "regra de engajamento", no linguajar militar, enquanto atuava no Haiti e que não se trata de uma autorização para matar de forma indiscriminada. As declarações foram feitas hoje (31) em entrevista exclusiva à Rádio Nacional, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). “Minha regra de engajamento no Haiti era muito parecida com essa que o futuro governador colocou. É óbvio que muita gente faz uma distorção nisso e acaba dizendo que é uma autorização para matar. É uma reação necessária à exibição ostensiva que tem sido feita no Rio de Janeiro de armas de guerra nas mãos, muitas vezes, de jovens”, disse. O militar lembrou que esses fuzis, normalmente, são empregados em ações que resultam em mortes de inocentes e de policiais envolvidos em confrontos e defendeu a retomada do respeito pelas forças legais. “Nós não vamos readquirir esse respeito com as regras de engajamento benevolentes que temos hoje”, destacou. Por Paula Laboissière - Repórter da Agência Brasil / Brasília
2 ago por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Vermelho do sangue em via pública vira rotina no RN

O Rio Grande do Norte é mais um pedaço do Brasil dominado pela criminalidade. Além das denúncias de escândalos com o dinheiro público, promovidos, segundo acusações das autoridades policiais e judiciais, por políticos e empresários, na sua maioria, outros tipos de bandidos, aqueles que saem armados matando, sequestrando e roubando continuam agindo livremente. Querer minimizar ou justificar a situação dizendo que é um "problema nacional" é mais um discurso fácil de quem é responsável pela instalação do caos. Quem governa aqui pede voto aqui, promete aqui. E mente aqui! O quadro torna-se ainda mais grave, nos últimos três anos, em consequência da desastrosa fala do então candidato a governador Robinson Faria, que disse ter estudado vinte anos para ocupar o cargo e seria o "governador da Segurança". Piada pronta, mas sem graça. Sangue espalhado em via pública virou rotina. Agências bancárias, Correios e estabelecimentos comerciais são atacados constantemente. Residências são invadidas, pessoas de bem são espancadas, ameaçadas, mortas. As reações do aparelho policial são poucas diante do poderia de fogo e da ousadia dos marginais. Prioridade em segurança pública no Rio Grande do Norte só aparece em época de campanha eleitoral. O que existe é muito blablablá, conversas moles, projetos que morrem antes do nascimento, reuniões que não têm fim, fotografias para redes sociais e nada mais. O Rio Grande do Norte nunca teve um Governo sério o suficiente para enfrentar os traficantes de drogas, os matadores de aluguel, esses canalhas que se organizaram em facções e patrocinam ações que aterrorizam o povo potiguar. As ações paliativas não enganam ninguém honesto e de bom senso. Marketing, munganga e consultorias não vencem o crime. Os governantes e os seus aliados devem respeitar os policiais, incentivando-os com melhores salários, dando-lhes condições de trabalho, apoiando-os quando estiverem no confronto com a bandidagem. Nossos "representantes" na Assembleia Legislativa e no Congresso Nacional precisam ter pulso firme contra os criminosos ou então passam a cúmplices. O Rio Grande do Norte, como gostam de dizer os especialistas em segurança, está dominado por uma mancha vermelha provocada pelo sangue, pelo medo, pela certeza do descaso governamental e pela expressiva falta de perspectivas de melhoras. João Ricardo Correia
31 jul por João Ricardo Correia Tags:, , , , , ,

RN pede socorro e Temer autoriza envio de tropas do Exército

ATAQUENATAL1 O presidente interino Michel Temer autorizou hoje (31) o envio de tropas do Exército para ajudar a garantir a segurança da população no Rio Grande do Norte, em meio aos recentes ataques a ônibus e prédios públicos, cometidos, segundo o governo local, em retaliação à instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária Estadual de Parnamirim, em Natal. A autorização foi assinada por volta das 18h atendendo a pedido do governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria. Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, os militares serão enviados para “auxiliar as forças de segurança do Estado”, que, desde sexta-feira (29), registrou 54 ocorrências de vandalismo e depredação, a maioria de incêndios a ônibus. Também há registros de disparos contra prédios públicos e explosivos em uma agência bancária.
× Fale no ZAP