Tag: Bolsonaro

3 abr por João Ricardo Correia Tags:, ,

Farinha do mesmo saco: governo Bolsonaro pode oferecer cargos para partidos da base aliada

Bolsonaro, deputado das antigas, começa a conversar com os partidos

Jair Messias Bolsonaro não foi eleito por ser santo ou completamente diferente da maioria dos políticos brasileiros. Ele representava uma espécie de "não" à corrupção promovida em sua grande parte pelo PT. Tinha um discurso pronto e fácil. Os adversários eram fracos. Prometia segurança. Era a bola da vez e ganhou simpatizantes Brasil afora que, "armados" com as redes sociais, desbancaram os marqueteiros, os entendidos de campanha política. O resultado todo mundo já sabe. E quem não é inocente, idiota ou se faz de doido sabe exatamente que, para conseguir administrar o Brasil, o presidente - seja ele quem for - será obrigado a ceder às pressões dos nobres deputados federais e senadores. Tudo farinha do mesmo saco.

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, disse hoje (3) que o governo pode oferecer aos partidos políticos cargos em órgãos federais nos estados ou nos ministérios para manter sua base aliada no Congresso Nacional e garantir apoio nas votações de projetos governistas, entre eles a reforma da Previdência. A decisão, segundo ele, cabe ao presidente Jair Bolsonaro.

Na manhã de hoje, Mourão recebeu parlamentares do PRB em seu gabinete, mas disse que foi uma visita de cortesia, ressaltando que os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e da Secretaria de Governo, Alberto Santos Cruz, são os articuladores do Palácio do Planalto com o Congresso Nacional.

Assim como o PRB, amanhã, reúnem-se com Bolsonaro os presidentes do PSD, PSDB, MDB e PP, além do presidente do DEM, ACM Neto, durante o almoço.

Na próxima semana a articulação política pela reforma previdenciária continua com mais cinco legendas, entre elas, PSL, SD, PR e Podemos.

Com informações da Agência Brasil

20 mar por João Ricardo Correia Tags:,

Bolsonaro faz reunião para analisar proposta de reforma dos militares

A proposta de reforma da Previdência dos militares será tema hoje (20) de reunião, no Palácio da Alvorada, a partir das 10h. O presidente Jair Bolsonaro deve analisar o texto, acompanhado do vice-presidente Hamilton Mourão, do comandantes do Exército, da Aeronáutica e da Marinha, além do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva. Integrantes da equipe econômica também são esperados.

O texto foi preparado pelo Ministério da Defesa e integrantes dos comandos da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, analisado pela equipe ecômica e avaliado por Mourão. A expectativa é que a proposta seja encaminhada ao Congresso Nacional nesta quarta-feira, iniciando a tramitação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Ontem (19), Mourão disse que caberá a Bolsonaro definir sobre o envio do texto ao Congresso Nacional. No Legislativo, a matéria deverá tramitar paralelamente à proposta de emenda à Constituição que altera as regras para a aposentadoria da população civil. Essa tem sido a exigência de parlamentares para garantir que todos os setores da sociedade estejam incluídos na reforma.

20 fev por João Ricardo Correia Tags:, ,

Roupa suja se lava em casa

Depois do imbróglio causado pelas discussões entre o então ministro Gustavo Bebianno e o presidente Jair Bolsonaro, em consequência do uso de dinheiro público para bancar candidaturas laranjas em Pernambuco e Minas Gerais pelos diretórios regionais, começa agora uma nova fase para o chefe do executivo colocar o governo sob seu controle.

Jair Bolsonaro prepara-se para ir ao "ninho dos gaviões" no Congresso Nacional, tentar aprovar a reforma da previdência. Vai ter muito trabalho para negociar com os senadores e deputados a aprovação das matérias de interesse do governo.

Além disso, passa pelo grande problema de ter de aturar os parlamentares "pidões”, que estão de olho nos órgãos federais com o objetivo único de manter seus afilhados nos cargos em seus Estados. Com isso, começará a onda do toma-lá-dá-cá. Terá de ter muito cuidado para não aceitar as chantagens dos parlamentares.

A máquina pública precisa se desgarrar desses sanguessugas.

Por Hildo Oliveira

18 fev por João Ricardo Correia Tags:, ,

Bebianno é exonerado sob suspeita de comandar “laranjal” e general assumirá sua vaga no Governo

Bebianno: exonerado e suspeito de irregularidades durante campanha em Pernambuco

O porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, anunciou hoje (18) a exoneração do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno Rocha. Segundo ele, foi uma decisão de “foro íntimo” do presidente da República. Rêgo Barros leu uma nota oficial, em nome do presidente Jair Bolsonaro, informando que ele “agradece sua dedicação” e deseja “sucesso na sua nova caminhada”.

“O excelentíssimo senhor presidente da República decidiu exonerar, nesta data, do cargo de ministro, o senhor Gustavo Bebianno Rocha. O senhor presidente da República agradece sua dedicação à frente da pasta e deseja sucesso na nova caminhada”, disse Rêgo Barros, negando que a decisão pela exoneração tenha ocorrido há alguns dias.

O porta-voz confirmou que o general Floriano Peixoto assumirá de forma definitiva a Secretaria-Geral da Presidência. A pasta é responsável pela implementação de medidas para modernizar a administração do governo e avançar em projetos em curso. É uma das pontes entre o Palácio do Planalto e a sociedade.

Exoneração

Bebianno, presidente do PSL na época da campanha eleitoral, é suspeito de irregularidades no repasse de recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha para candidatas do partido.

Questionado, Bebianno negou participação nas irregularidades.

“Reitero meu incondicional compromisso com meu país, com a ética, com o combate à corrupção e com a verdade acima de tudo”, disse o ministro, em nota divulgada na semana passada.

O presidente Jair Bolsonaro determinou a investigação das candidaturas “laranjas”.

Por Marcelo Brandão - Repórter da Agência Brasil / Brasília
Foto: José Cruz / Agência Brasil

13 fev por João Ricardo Correia Tags:,

Coronel Azevedo pede para governo de Fátima Bezerra “não impor mais mortes e sacrifícios à Polícia mais idosa do país”

Azevedo foi eleito para seu primeiro mandato como deputado

Na sessão ordinária desta quarta-feira (13), o Coronel Azevedo (PSL) se apresentou como único eleito entre os 16 que disputaram uma vaga na Assembleia Legislativa do RN pelo partido do presidente Jair Bolsonaro.

Azevedo disse que a vitória do presidente Bolsonaro marca o fim da ‘bandidolatria’ no Brasil”. Ele disse que a PMRN é a mais idosa do País, com maior déficit de policiais do território nacional, lembrando que o último concurso foi na gestão da ex-governadora Wilma de Faria. Ele citou ainda o atraso dos salários dos servidores públicos, que atinge, principalmente, os inativos, pedindo para o governo de Fátima Bezerra “não impor mais mortes e sacrifícios à Polícia mais idosa do país”.

Com informações da ALRN
Foto: Eduardo Maia/ALRN

13 fev por João Ricardo Correia Tags:, ,

Presidente Bolsonaro chega a Brasília

O presidente Jair Bolsonaro chegou na tarde de hoje (13) a Brasília. Os médicos do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, onde Bolsonaro passou 17 dias internado, recomendaram repouso. Desta forma, nos próximos dias, o presidente irá despachar do Palácio da Alvorada, residência oficial.

Bolsonaro será acompanhado pela equipe médica da Presidência, que conta com enfermeiros e fisioterapeutas. O presidente estava internado desde o dia 27 de janeiro, quando passou por uma cirurgia para retirada da bolsa de colostomia e reconstrução do trânsito intestinal.

Durante o período de internação, o presidente foi diagnosticado com pneumonia que, de acordo com o último boletim médico, possivelmente decorreu de microaspiração de conteúdo gástrico. Ele recebeu alta na manhã de hoje já com o quadro pulmonar normalizado, sem dor, sem febre, com função intestinal restabelecida e dieta leve por via oral.

De acordo com o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, Bolsonaro deve se debruçar sobre o projeto da reforma da Previdência, que deve ser enviado ao Congresso, nos próximos dias.

Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil / Brasília
Foto: Presidência da República

12 fev por João Ricardo Correia Tags:,

Fux suspende ações penais contra o presidente Bolsonaro

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu os efeitos de duas ações penais contra o presidente Jair Bolsonaro, nas quais ele era réu na Corte. Na decisão, Fux cita o Artigo 86 da Constituição Federal que trata sobre a responsabilização penal de um presidente, vedando o julgamento, no exercício do mandato, por atos anteriores à sua posse.

Na decisão, Fux disse que a suspensão das ações penais 1.007 e 1.008, que têm o mesmo teor, paralisa os prazos prescricionais.

“O réu foi empossado, em 1º de janeiro de 2019, no cargo de presidente da República. Em razão disso, aplicam-se as normas da Constituição Federal, relativas à imunidade formal temporária do chefe de Estado e de governo, a impedir, no curso do mandato, o processamento dos feitos de natureza criminal contra ele instaurados por fatos anteriores à assunção do cargo”, destacou o ministro.

Movidas em 2014, as ações foram impetratadas pela deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) após discussão com Bolsonaro quando ele estava na Câmara. Na ocasião, o então parlamentar disse que a deputada não merecia ser estuprada porque era “muito feia”.

Por Carolina Gonçalves - Repórter da Agência Brasil / Brasília

11 fev por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Bolsonaro tem alta da Unidade Semi-Intensiva

O presidente da República, Jair Bolsonaro, recebeu alta na manhã de hoje (11) da Unidade de Terapia Semi-intensiva, após melhora do quadro clínico, e está internado em apartamento no Hospital Israelita Albert Einstein, informou boletim médico divulgado há pouco.

O presidente não tem dor, nem febre e segue com melhora do quadro pulmonar. Na última semana, ele havia sido diagnosticado com pneumonia. Foi suspensa a nutrição parenteral (endovenosa) e introduzida dieta sólida leve e mantido o suplemento nutricional.

Estão sendo mantidas também as medidas de prevenção de trombose venosa, realizados exercícios respiratórios, de fortalecimento muscular e períodos de caminhada fora do quarto.

Por ordem médica, as visitas permanecem restritas. O governador de São Paulo, João Doria, visitou o presidente na tarde desta segunda-feira e disse que ele deve ter alta ainda esta semana. De acordo com o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, no entanto, não há ainda previsão de alta para Jair Bolsonaro. "A alta do presidente dar-se-á quando ele esteja em condições de sair do hospital, usando uma metáfora, pela porta frente", disse o porta-voz.

11 fev por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Veja repercussão da morte do jornalista Ricardo Boechat

O jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, morreu hoje (11) na queda de um helicóptero em um dos acessos da Rodovia Anhanguera, que liga a capital paulista, ao interior. Segundo o Corpo de Bombeiros, o piloto da aeronave também morreu carbonizado. Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e tinha uma coluna semanal na revista ISTOÉ.

Políticos, magistrados e organizações divulgaram nota lamentando a morte do jornalista.

Jair Bolsonaro - Presidente da República

Por meio de seu perfil na rede social Twitter, o presidente Jair Bolsonaro escreveu: “É com pesar que recebo a triste notícia do falecimento do jornalista Ricardo Boechat, que estava no helicóptero que caiu hoje em SP. Minha solidariedade à família do profissional e colega que sempre tive muito respeito, bem como do piloto. Que Deus console a todos!”.

O Palácio do Planalto divulgou uma nota oficial. "A Presidência da República expressa seu pesar e condolências em razão do falecimento do jornalista Ricardo Boechat, vitimado em um acidente aéreo neste dia. O país perde um dos principais profissionais da imprensa brasileira. Sentiremos a falta de seu destacado trabalho na informação da população, tendo exercido sua atividade por mais de quatro décadas com dedicação e zelo". A nota está assinada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Hamilton Mourão - Vice-presidente da República

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, escreveu em seu Twitter "manifesto meus sentimentos às famílias de #RicardoBoechat e do piloto do helicóptero, aos profissionais da Rede Bandeirantes, rádio e televisão, extensivos à classe jornalística, pela triste notícia do acidente que os vitimou. Deus no comando."

Rodrigo Maia - Presidente da Câmara dos Deputados

"Recebo com tristeza a informação sobre a morte do jornalista Ricardo Boechat e do piloto do helicóptero que caiu nesta manhã. Boechat foi um dos grandes comunicadores do nosso país e uma referência de bom jornalismo e independência. Minha solidariedade a seus familiares e amigos", disse Maia, por meio da rede social Twitter.

Davi Alcolumbre - Presidente do Congresso Nacional

"Foi em estado de consternação e tristeza que recebi a notícia da morte inesperada do jornalista Ricardo Boechat. Era um profissional reconhecido pelo trabalho e senso crítico aguçado revelado nos principais meios de comunicação do país. Envio meu sentimento de solidariedade aos seus colegas de trabalho e à toda sua família. Tenho certeza que os brasileiros lamentam a morte desse argentino que escolheu o Brasil como lar. Fica a saudade e o respeito pelo homem e jornalista que sempre demonstrou ser. Meu apoio fraterno também aos parentes e amigos dos demais ocupantes do helicóptero, que fatalmente caiu em São Paulo", disse na rede social Twitter.

STF

Em nome da Corte, presidente do STF, ministro Dias Toffoli, manifesta pesar pela morte do jornalista Ricardo Boechat, ocorrida nesta segunda-feira, em São Paulo.

"Lamento a morte do jornalista Ricardo Boechat ocorrida nesta segunda-feira (11), em São Paulo. A imprensa e a sociedade brasileira estão em luto pela perda desse excelente profissional que com dinamismo e versatilidade levava a notícia aos públicos mais diversos, seja para quem o lia na coluna da revista Istoé, seja para quem o ouvia na rádio ou o assistia nos telejornais da Band. Presto minhas sinceras condolências à família, aos amigos e às empresas para as quais trabalhou ao longo de quase meio século de jornalismo".

STJ

"Ao longo de quase 50 anos de carreira, o jornalista Ricardo Boechat construiu uma história marcada pelo profissionalismo, pela imparcialidade e pelo cultivo dos valores mais caros ao jornalismo, como a ética e o combate à corrupção. Jornalista multifacetado e premiado, Boechat consolidou seu nome entre os profissionais de imprensa mais respeitados do país. Com profunda tristeza, manifesto condolências aos familiares, amigos e todos os colaboradores do Grupo Bandeirantes", diz a nota, assinada pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha.

Por Agência Brasil / Brasília

5 fev por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Bolsonaro diz que está em “plena evolução” e “feliz”

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (5) que está em “plena evolução” e “feliz” em compartilhar este sentimento com todos. Em mensagem, postada na sua conta no Twitter, o presidente desejou um “excelente” dia para todos. Nesta terça-feira, ele completa 11 dias de internação após a cirurgia para reconstrução do trânsito intestinal.

“Há um gigantesco diferencial entre informar com imparcialidade e fazer militância maldosa. Meu estado de saúde neste momento encontra-se em plena evolução e estou feliz em compartilhar este sentimento com todos! Um dia de cada vez! Uma excelente terça-feira a todos”, disse.

O porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, informou que Bolsonaro foi submetido a tratamento com antibióticos após apresentar elevação da temperatura - 37,3 °C - e alteração de alguns exames laboratoriais, o que pode indicar processo infeccioso.

28 jan por João Ricardo Correia Tags:, ,

Bolsonaro é transferido para UTI e se encontra estável e consciente

Após sete horas de cirurgia, o presidente Jair Bolsonaro foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e se encontra "clinicamente estável, consciente, sem dor, recebendo medidas de suporte clínico, prevenção de infecção e de trombose venosa profunda". As informações estão no primeiro boletim médico divulgado hoje (28) pelo Hospital Albert Einstein.

No procedimento foi feita a reconstrução do trânsito intestinal e extensa lise de aderências decorrentes das duas cirurgias anteriores, conforme o boletim. "Foi realizada anastomose do íleo com o cólon transverso, que é a união do intestino delgado com o intestino grosso", detalhou o hospital.

A cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal, a que foi submetido o presidente, segundo o boletim médico, não teve intercorrências nem necessidade de transfusão de sangue.

Por Camila Boehm – Repórter da Agência Brasil / São Paulo

22 jan por João Ricardo Correia Tags:, ,

Bolsonaro diz que vai trabalhar para o Brasil ser exemplo para o mundo

Em discurso “curto” e “objetivo” como havia anunciado, com duração de 6 minutos e 36 segundos, o presidente Jair Bolsonaro reafirmou hoje (22), no Fórum Econômico Mundial, em Davos na Suíça, os compromissos de campanha. Ele destacou a determinação de abrir a economia, atrair investidores, fazer reformas, diminuir o peso do Estado e combater a corrupção. “Representamos um ponto de inflexão.”

Bolsonaro citou três de seus ministros Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), Paulo Guedes (Economia) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores). Após o discurso, ele respondeu a perguntas dos organizadores do fórum sobre preservação do meio ambiente e desenvolvimento econômico, combate à corrupção e crescimento da América Latina.

O presidente se comprometeu a colocar o Brasil “no ranking dos 50 melhores países para se fazer negócios”, atrair capital estrangeiro, explorar recursos naturais, fazer as reformas tributária e da Previdência Social, investir em educação, incentivar turismo e manter a sustentabilidade do agronegócio. “Avançar na compatibilização entre a preservação do meio ambiente e da biodiversidade com o necessário desenvolvimento econômico.”

Por Gilberto Costa e Ana Cristina Campos
Repórteres da Agência Brasil / Brasília

20 jan por João Ricardo Correia Tags:, ,

Bolsonaro embarca em sua 1ª viagem internacional como presidente do Brasil

Com uma agenda voltada para a defesa da abertura econômica, do combate à corrupção e do compromisso com a democracia, o presidente Jair Bolsonaro embarca hoje (20) às 22h para Davos, na Suíça, onde participará do Fórum Econômico Mundial. Ele viajará acompanhado dos ministros da Economia, Paulo Guedes; das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Em sua 39ª edição, o Fórum Econômico Mundial reúne a elite política e econômica global para discutir a conjuntura mundial e estimular a cooperação entre governos e o setor privado. Na estreia de Bolsonaro no exterior, o governo pretende vender a empresários e a políticos a imagem de que a economia brasileira está modernizando-se, com abertura comercial, segurança jurídica para os investidores externos e reformas estruturais.

18 jan por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Bolsonaro se solidariza com presidente colombiano por atentado

O presidente Jair Bolsonaro se solidarizou com o presidente da Colômbia, Ivan Duque, em razão do atentado  que aconteceu ontem na capital, Bogotá, e que deixou pelo menos nove mortos e 54 pessoas feridas. Um carro-bomba foi detonado no estacionamento de uma academia da Polícia Nacional do país.

Em mensagem gravada após a ligação e divulgada no Twitter, o presidente, que aparece em um vídeo ao lado do chanceler Ernesto Araújo, classificou como “assustador” o número de vitimados no ataque. Em menção à responsabilização do Exército de Libertação Nacional pelo atentado, indicada pelo governo colombiano, pediu que o grupo deponha as armas e defendeu que a Venezuela não abrigue integrantes da organização.

O presidente Ivan Duque caracterizou o ato como um ataque terrorista e ordenou a investigação e punição dos responsáveis. O ministro da defesa do país, Guillhermo Botero, apontou o grupo Exército de Libertação Nacional como autor do ato.

“O ELN é responsável por este ataque à nossa Escola de Cadetes General Santander, da Polícia da Colômbia. Vamos encontrar os culpados por este ato irracional para que sejam postos à disposição da Justiça. Este crime não vai ficar impune”, afirmou Botero em sua conta oficial na rede social Twitter.

O governo colombiano identificou como autor do atentado José Aldemar Rojas Rodríguez, que também morreu. Segundo o procurador-geral, Néstor Humberto Martinez, ele teria avançado com um carro na manhã de ontem carregado de 80 quilos de explosivos.

Por Agência Brasil / Brasília

× Fale no ZAP