Tag: Assassinado

16 jan por João Ricardo Correia Tags:,

Jovem morre tentando proteger a mãe em assalto

O jovem Matheus dos Santos Lessa, de 22 anos, foi assassinado ontem (15) na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, durante tentativa de assalto em um estabelecimento comercial. Segundo a Polícia Militar (PM), ele foi baleado quando os assaltantes fizeram disparos com suas armas e o jovem tentou proteger sua mãe.

O caso aconteceu na rua Francisco Furtado, no bairro de Guaratiba. De acordo com a PM, os criminosos fugiram depois de efetuar os disparos.

Equipes da Delegacia de Homicídios (DH) da Capital investigam o caso. Os técnicos fazem diligências em busca de testemunhas e imagens que possam ajudar na elucidação do caso.

Por Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil / Rio de Janeiro

7 jan por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Rio registra segunda morte de policial militar este ano

Menos de 48 horas após a morte do soldado Daniel Henrique Mariotti, de 30 anos, assassinado no último sábado (5), o estado do Rio de Janeiro registra a segunda morte de policial militar por criminosos este ano. O soldado Miquéias Marinho Ribeiro, de 31 anos, foi assassinado a tiros na manhã desta segunda-feira (7), perto de casa, na localidade Primavera, no bairro de Engenho Pedreira, em Japeri, na Baixada Fluminense. Segundo informações da corporação, Ribeiro era lotado no 16º Batalhão de Polícia Militar, localizado em Olaria, na zona norte da cidade. Em nota, a Polícia Militar (PM) lamentou a morte. "O policial estava saindo para o serviço, próximo a sua residência, quando foi surpreendido por criminosos armados em Engenheiro Pedreira, na Baixada Fluminense. Os criminosos efetuaram disparos e fugiram. O militar foi socorrido para a Policlínica Itália Franco, mas infelizmente não resistiu aos ferimentos”, informa a PM. Segundo a nota, Ribeiro estava na corporação desde 2013. Até o momento, não há informações sobre horário e local do sepultamento. Pai escutou os disparos O pai do PM chegou a escutar os disparos feitos por homens que estavam em um veículo que passou pelo local em velocidade. Ele correu para ver o que estava acontecendo e encontrou o filho já baleado dentro do carro, um Fiat Siena prata. Socorrido ainda com vida, Ribeiro chegou a ser levado para a Policlínica Itália Franco, no bairro Santa Inês, mas não resistiu aos ferimentos. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) realiza perícia no local, mas até agora não se sabe a motivação do crime. Por Nielmar de Oliveira - Repórter da Agência Brasil / Rio de Janeiro
27 dez por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Corpo do ex-governador Gerson Camata será sepultado hoje

O corpo do ex-governador do Espírito Santo e ex-senador Gerson Camata (FOTO), de 77 anos, assassinado a tiros por um ex-assessor em frente a um restaurante na Praia do Canto em Vitória, será velado e enterrado hoje (27). O velório será de manhã no Palácio Anchieta, sede do governo capixaba, aberto ao público. O sepultamento está previsto para as 15h no Cemitério da Serra, na região metropolitana de Vitória. O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, decretou ontem (26) luto oficial de sete dias no estado pela morte de Gerson Camata. O secretário de Segurança Pública do Espírito Santo, Nylton Rodrigues, afirmou que Marcos Venício Moreira Andrade, de 66 anos, confessou ser o autor do disparo que matou o ex-governador. O acusado está preso. A arma utilizada no crime, sem registro, também foi apreendida pela Polícia Civil. Segundo o secretário, Marcos Venício foi assessor de Gerson Camata por cerca de 20 anos e, atualmente, o ex-governador movia uma ação judicial contra o ex-auxiliar, na qual a Justiça já havia determinado o bloqueio de R$ 60 mil da conta bancária do autor do crime. Por Agência Brasil / Brasília
26 dez por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Ex-assessor confessa assassinato de Gerson Camata

[caption id="attachment_55735" align="aligncenter" width="667"] Ex-governador do Espírito Santo, Gerson Camata foi assassinado hoje à tarde[/caption] O secretário de Segurança Pública do Espírito Santo, Nylton Rodrigues, afirmou que Marcos Venício Moreira Andrade, de 66 anos, confessou ser o autor do disparo que matou o ex-governador do estado, Gerson Camata, na tarde desta quarta-feira (26), em Vitória. Ele já está preso. O crime ocorreu em uma rua do bairro Praia do Canto. A arma utilizada no crime, sem registro, também foi apreendida pela Polícia Civil. Segundo o secretário, Marcos Venício foi assessor de Gerson Camata por cerca de 20 anos e, atualmente, o ex-governador movia uma ação judicial contra o ex-auxiliar, na qual a Justiça já havia determinado o bloqueio de R$ 60 mil da conta bancária do autor do crime. "Hoje, na Praia do Canto, o autor do crime, o ex-assessor Marcos Venício, foi tirar satisfação, ao encontrar Gerson Camata, na rua, na calçada, próximo a uma padaria e a uma banca de revistas. Neste encontro, iniciou-se uma discussão verbal, momento em que o Marcos Venício sacou uma arma e efetuou o disparo que vitimou o nosso ex-governador. É isso o que nós podemos adiantar agora", informou. Ainda de acordo com Rodrigues, que não detalhou o tipo de ação judicial que era movida por Camata contra Marcos, o ex-governador foi morto com um único disparo, que atingiu o pescoço. Marcos Venício foi preso minutos depois, em flagrante, por policiais que estavam de folga. O assassino confesso continua a ser ouvido no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vitória. Por Pedro Rafael Vilela - Repórter da Agência Brasil / Brasília
12 set por João Ricardo Correia Tags:, , ,

MP denuncia 19 pela morte de policial militar em Caraúbas

[caption id="attachment_54122" align="aligncenter" width="591"] Cabo PM Ildônio foi morto com tiro na cabeça, quando ia à faculdade[/caption] O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) ofereceu denúncia à Justiça potiguar contra 19 pessoas investigadas pela morte do policial militar José Ildonio da Silva, executado em Caraúbas em agosto deste ano. Os investigados estão sendo denunciados pelos crimes de formação de quadrilha, latrocínio e roubo em continuidade delitiva. Na peça, o MPRN requereu a prisão preventiva de cinco deles: Antônio Alcivan Fernandes Júnior (“Juninho Mangueira”), Lucivan Dantas Rocha (“Lucivan Rabicó”), “Valdi da Cachoeira”, José Fernandes Filho (“Dedé do Fogo”) e Ronaldo da Silva Fernandes, para fins de garantia da ordem pública e para assegurar a aplicação da lei penal.
12 set por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Negado novo júri para condenados pela morte do piloto de rally Andrier Melo

Os desembargadores da Câmara Criminal do TJRN negaram o recurso, movido pela defesa de José Carlos Simeão Alexandre, Ivo Queiroz Costa Filho e Sérgio Luiz Soares Ferreira, acusados de participação na morte do piloto de rally Andrier Melo Lopes de Araújo. A defesa dos condenados em primeira instância, em 24 de outubro de 2017, pedia a realização de novo júri para apreciação do caso. A decisão da Câmara Criminal, à unanimidade de votos, é relacionada à Apelação Criminal n° 2017.021696-6. O julgamento ocorreu nessa terça-feira (11). Eles foram condenados pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Natal, pela prática do delito tipificado no artigo 121, do Código Penal (homicídio qualificado), em uma pena concreta de 13 anos de reclusão, a ser cumprida inicialmente em regime fechado.
16 ago por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Assaltantes atacam ônibus e matam cabo PM com tiro na cabeça

[caption id="attachment_53577" align="aligncenter" width="539"] PM Ildônio é mais uma vítima da violência desenfreada que impera no RN[/caption] Cerca de 24 horas depois do adolescente Benes Júnior, 16, anos, ser assassinado durante tiroteio entre policiais militares e assaltantes, na zona Norte de Natal, os bandidos voltam a mostrar que não temem o aparelho da Segurança Pública do Rio Grande do Norte. A mais nota vítima é o cabo PM Ildônio José, 43 anos, assassinado com um tiro na cabeça, na tarde desta quinta-feira, em Caraúbas, no  Oeste potiguar. Depois da morte de Benes, a secretária de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, Sheila Freitas, divulgou uma nota dizendo que o estado vive uma "guerra", Ildônio estava em um ônibus que transporta estudantes, com destino a Mossoró, na RN 233, no final da tarde, quando o veículo foi abordado por quatro assaltantes, que roubaram pertences dos alunos e reconheceram o policial, que foi retirado para a estrada e assassinado com um tiro na cabeça., provavelmente de calibre 12. Em grupos do WhatsApp, áudios relatam o que houve: [audio mp3="https://www.companhiadanoticia.com.br/wp-content/uploads/2018/08/ILDONIO_AUDIO_01.mp3"][/audio] [audio mp3="https://www.companhiadanoticia.com.br/wp-content/uploads/2018/08/ILDONIO_AUDIO_02.mp3"][/audio] [audio mp3="https://www.companhiadanoticia.com.br/wp-content/uploads/2018/08/ILDONIO_AUDIO_3.mp3"][/audio] [audio mp3="https://www.companhiadanoticia.com.br/wp-content/uploads/2018/08/ILDONIO_AUDIO_4.mp3"][/audio] [audio mp3="https://www.companhiadanoticia.com.br/wp-content/uploads/2018/08/ILDONIO_AUDIO_5.mp3"][/audio]    
20 jan por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Acusado de encomendar morte de jornalista quer ficar livre até o julgamento

TIROS_GAZETADAREGIAOCOM Preso preventivamente no quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros em São Luís (MA), o comerciante Gláucio Alencar Pontes Carvalho recorreu novamente ao Supremo Tribunal Federal pedindo para aguardar em liberdade ou em prisão domiciliar seu julgamento pelo Tribunal do Júri da capital maranhense. O comerciante é acusado de encomendar a morte do jornalista Décio Sá, assassinado a tiros em abril de 2012, quando estava em um bar na orla de São Luís. Gláucio Carvalho está preso há mais de quatro anos, e sua defesa já tentou reverter a prisão preventiva junto ao Tribunal de Justiça maranhense, ao Superior Tribunal de Justiça e ao próprio STF, em Habeas Corpus julgado inviável pela ministra Rosa Weber. Agora caberá também à ministra a análise desse novo HC impetrado pela defesa. Os advogados sustentam que o comerciante é primário, tem bons antecedentes, residência fixa e que está sofrendo constrangimento ilegal em razão do excesso de prazo para a prisão preventiva. Sustenta que o acusado está sofrendo o cumprimento antecipado da pena e pede a concessão de liminar para sustar os efeitos da prisão preventiva e aguardar o julgamento em liberdade. Caso não seja possível, a defesa pede a concessão de liminar de ofício para que possa aguardar o júri em prisão domiciliar. No mérito, a defesa pede a concessão definitiva da ordem para que o comerciante responda a todo o processo em liberdade.     Fonte: Consultor Jurídico, com informações da Assessoria de Imprensa do STF
9 fev por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Cabo PM é assassinado ao tentar evitar assalto em Parnamirim

[caption id="attachment_32303" align="aligncenter" width="1024"]TIROS_GAZETADAREGIAOCOM Ilustração: gazetadaregiao.com[/caption]   A violência faz mais uma vítima na Grande Natal. Dessa vez, quem perdeu a vida foi cabo PM Estevan Barbosa, lotado no 3º Batalhão, no município de Parnamirim. Segundo nota de pesar emitida pela corporação, o policial tentava evitar um assalto na divisa dos bairros Jóquei Clube, Monte Castelo e Bela Parnamirim, quando perseguia um suspeito e terminou sendo atingido pelo tiro deflagrado por um segundo desconhecido. A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu no Hospital Regional Deoclécio Marques, em Parnamirim.   Eis a nota da PM sobre o ocorrido:   "É com pesar e profunda consternação que a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), por meio do Comando da Policia Militar do Estado do Rio Grande do Norte (PMRN), comunica o falecimento do Cabo PM Estevan Barbosa, do 3º Batalhão da Polícia Militar (3º BPM), atingido por disparo de arma de fogo na noite desta segunda-feira (9) ao tentar evitar um assalto na divisa dos bairros Jóquei Clube, Monte Castelo e Bela Parnamirim, no município de Parnamirim. Enquanto perseguia um suspeito, o Cabo PM Estevan foi surpreendido por outro meliante, sendo ferido gravemente, vindo a falecer no Hospital Regional Deoclécio Marques, na região metropolitana de Natal. “Neste momento de dor para todos, reconhecemos a dedicação e a bravura do Cabo PM Estevan, que sempre desempenhou com a coragem dos destemidos, a sua nobre função, honrando sua farda, lutando contra o mal e buscando a paz para toda a sociedade. Policial amigo, sempre pronto a cumprir sua missão! Descanse em Paz!”, disse o Comandante Geral da PMRN,  Coronel Ângelo Dantas. Neste momento, a Policia Militar está em diligências para localizar os suspeitos em cometer o crime. O Comandante Geral da Corporação, Coronel Ângelo Dantas, manteve contato pessoalmente com o Delegado Geral de Polícia Civil, Stênio Pimental, e pediu apoio nas investigações para encontrar os criminosos que tiraram a vida do nobre policial. “Reiteramos que estamos profundamente abalados com o ocorrido com o Cb PM Estevan, policial militar com extenso rol de ocorrências bem resolvidas, de conduta iliba e irrepreensível, autor de feitos bravos, digno e extraordinário, um valoroso policial militar que deixará muitas saudades como exemplo de profissional, pessoa e pai de família que era”, lamentou o Comandante da PMRN. O Comando da Policia Militar informou que estará dando toda a assistência necessária aos familiares do Cb Estevan. Neste instante, colegas de farda do policial, oficiais e praças da Polícia Militar, se deslocaram para a residência do militar para apoiar e prestar solidariedades à seus familiares e amigos."
× Fale no ZAP