Categoria: Destaques da Semana

23 jul por João Ricardo Correia Tags:, , , ,

Bolsonaro: discurso fácil e indignação contra sistema apodrecido

O crescimento do nome de Jair Bolsonaro, como candidato a presidente da República pode ser chamado de revolta, indignação, resposta, protesto, qualquer palavra contra o sistema que aí está. O capitão da reserva do Exército não é novidade, cumpre seu sétimo mandato como deputado federal, tem filhos na política, já se envolveu em inúmeras polêmicas, mas sempre demonstrou, pelo menos aparentemente, coragem e fala exatamente o que a maioria do povo está querendo ouvir. Numa época em que explodiu no Brasil uma série de casos de corrupção, com empresários e políticos - dos mais variados partidos - presos, acusados, denunciados, investigados e com o índice de violência comparado ao de uma guerra civil, Bolsonaro, que não é menino, apropriou-se de um discurso populista, bem articulado e até está sorrindo com mais frequência. Carregados nos ombros por seus admiradores, Bolsonaro está sendo transformado em uma espécie de troféu cobiçado por uma torcida que já não suporta mais o caos generalizado no território brasileiro. De acordo com as pesquisas de intenções de votos, até gora, Bolsonaro perderia somente para o ex-presidente e atual detento Lula, atrás das grades em uma unidade da Polícia Federal, em Curitiba. Caso o homem "mais honesto do mundo", perdendo somente para Deus, como ele mesmo disse, não consiga ser candidato, as indicações apontam para a eleição de Bolsonaro. Se ele decepcionaria, como tantos outros, ou se devolveria um pouco da dignidade aos brasileiros, somente o tempo diria. Militar teoricamente bem preparado, Bolsonaro precisaria aprender a lidar com o Congresso Nacional, formado por 513 deputados federais e 81 senadores, e estar cercado de auxiliares vacinados contra essas canalhices arquitetadas e executadas nos bastidores podres da política brasileira. Caso contrário, será mais um deles.   João Ricardo Correia
22 jul por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

Plano e hospital devem pagar cirurgia de emergência durante o prazo de carência

Se o estado de saúde de beneficiário de plano de saúde requer tratamento emergencial, devido ao risco à vida ou de lesões irreparáveis, é obrigatória a cobertura do atendimento, mesmo que seja durante o prazo de carência. Saúde não pode ser caracterizada como simples mercadoria nem confundida com outras atividades econômicas, disse juiz. Reprodução Esse foi o entendimento do juiz Daniel Ribeiro de Paula, da 11ª Vara Cível de Santos (SP), ao condenar plano de saúde e hospital a custearem cirurgia de emergência e demais procedimentos em um paciente que teve o pedido negado. De acordo com o processo, um médico credenciado pediu urgência no tratamento cirúrgico de artrodese da coluna vertebral e descompressão medular. O plano de saúde, no entanto, alegou que havia prazo de carência da cobertura, tendo em vista a preexistência da doença do paciente, além do fato de não se tratar de cirurgia de emergência, mas eletiva. Ao analisar o caso, o juiz afirmou que a demora no procedimento pode causar danos irreversíveis e a simples alegação de não haver transcorrido o prazo de carência “não vinga, mormente porque a escusa impugnada não se aplica a casos emergenciais, como o do requerente”, configurando prática abusiva. “Por isso, revela-se abusiva a cláusula que estipula prazo de carência para atendimentos emergenciais, inclusive internações, superior a 24 horas, porque contrária à legislação vigente, impondo-se o dever da operadora do plano de proceder à internação necessária à manutenção da vida do autor”, afirmou. Danos morais O juiz ainda aplicou indenização em R$ 30 mil por danos morais, porque “a conduta das rés ultrapassou o mero aborrecimento trivial ou passageiro, atingindo o estado emocional da autora, que sofreu ante a negativa em custear o tratamento”. “Se o tormento da insidiosa doença é severo, maior ainda aquele resultante da indevida negativa de acesso a tratamento existente, disponível e remunerado”, considerou o magistrado. Fonte: Consultor Jurídico Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-SP
22 jul por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

PSDB potiguar fará convenção partidária no próximo dia 29

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB/RN) convoca seus filiados para participarem da convenção estadual na manhã do domingo, dia 29, no Hotel Holiday Inn, na avenida Salgado Filho, 1906 - Lagoa Nova, Natal - RN, a partir das 8 horas. “O PSDB é um partido forte e que cresceu por ouvir as bases e respeitar democraticamente suas lideranças. Ouvimos todos os nomes que vão concorrer às eleições estaduais deste ano, sentamos com os prefeitos que integram a legenda e vamos para a convenção ainda mais fortalecidos", informou o deputado Ezequiel Ferreira de Souza (FOTO), que preside o partido no Estado. Caberá aos convencionais: a escolha de candidaturas do partido para as eleições gerais 2018, na esfera estadual; definir a nominata que irá compor a(s) coligação(ões) proporcional(is), composta por candidatos a deputado federal e deputado estadual; escolher candidatos a senador e suplente de senador; definir as coligações majoritária e proporcional; denominar as coligações; representantes de Coligações e demais matérias pertinentes a eleição 2018. No PSDB está confirmado o nome do ex-senador Geraldo Melo para concorrer a uma das vagas ao Senado Federal. A chapa proporcional do PSDB para a Assembleia Legislativa é a mais forte até agora apresentada por todos os partidos. São candidatos à reeleição Raimundo Fernandes e Gustavo Fernandes, com atuação na região do Alto Oeste. Já Tomba Farias saiu de Santa Cruz e do Trairi com grande votação. Duas mulheres vão integrar a nominata: as deputadas Márcia Maia e Larissa Rosado, que são atuantes na Assembleia Legislativa. O decano José Dias aumentou suas bases no Estado. Gustavo Carvalho tem bases sólidas no Potengi, Alto Oeste e Médio. O médico Tiago Almeida, que tem bases no Seridó, será candidato pela primeira vez. Ezequiel Ferreira, que preside a Assembleia Legislativa é votado na Grande Natal, Seridó, Agreste, Mato Grande, nas regiões Central e Salineira, além de apoios novos em Mossoró. Para deputado federal, Rogério Marinho é candidato à reeleição. Ex-deputada federal, Sandra Rosado tentará mais um mandato na Câmara. Hoje, vereadora em Mossoró, Sandra já pegou a estrada no Alto, Médio e Oeste Potiguar em buscas de ampliar bases. Em 2014, Sandra conseguiu 52 mil votos e ficou na suplência. No Rio Grande do Norte, o PSDB tem hoje o deputado federal Rogério Marinho, a maior bancada estadual com os deputados José Dias, Márcia Maia. Larissa Rosado, Raimundo Fernandes, Tomba Farias, Gustavo Fernandes, Gustavo Carvalho e Ezequiel Ferreira, este presidente da Assembleia Legislativa. O partido ainda conta com 33 prefeitos e vice-prefeitos, 109 vereadores, inclusive com representação em Natal, Mossoró, Parnamirim, Ceará-Mirim, Maxaranguape, Nísia Floresta e colégios eleitorais importantes como Currais Novos, Nova Cruz, Touros, Apodi, São Miguel, Angicos, Lajes e São Tomé, no Potengi. Os Diretórios Municipais e as Comissões Provisórias do PSDB estão presentes em todas as regiões reforçadas recentemente no Agreste, Trairi, Alto, Médio e Oeste Potiguar, além das regiões Potengi, Seridó, Salineira e Mato Grande.   Fonte: Assessoria de Imprensa do PSDB - RN Foto: João Gilberto/ALRN
22 jul por João Ricardo Correia Tags:, , ,

Walter Alves lidera ranking de avaliação entre deputados federais do RN

O deputado federal e pré-candidato à reeleição Walter Alves (MDB-RN) é o melhor parlamentar do Rio Grande do Norte na Câmara Federal, segundo a ONG Ranking dos Políticos (politicos.org.br). A organização faz a avaliação dos representantes levando em consideração critérios como presença em sessões, processos judiciais, privilégios e qualidade legislativa.

Após nova atualização do ranking, Walter Alves obteve 409 pontos, sendo a qualidade legislativa responsável por 395 pontos. O deputado também é o mais atuante entre os oito deputados federais do RN. De 2015 até o momento, Walter foi o parlamentar potiguar que mais apresentou projetos de lei: 31 no total.

Segundo o deputado, os números demonstram a responsabilidade com o mandato. “Fico feliz com o reconhecimento do nosso trabalho. Nosso mandato tem compromisso com o Rio Grande do Norte e o objetivo é continuar trabalhando com firmeza e responsabilidade”, disse Walter Alves.

Fonte: Assessoria de Walter Alves
21 jul por João Ricardo Correia Tags:, , , , ,

General Girão seguiria a ex-chefe Rosalba ou o capitão Bolsonaro?

O PSL, que tem como pré-candidato a presidente do Brasil o deputado federal Jair Bolsonaro, está com dificuldades de encontrar o vice para ele. A advogada Janaína Pascoal pode ser uma opção, o que faria uma chapa sangue puro. No Rio Grande do Norte, até agora, o partido tem divulgado que não apoiará nenhum candidato ao Governo do Estado. E se houver segundo turno, a posição será a mesma ou, de repente, por alguns motivos, o PSL se "curvaria"? [caption id="attachment_52802" align="aligncenter" width="640"] General Girão, quando tomou posse no Governo de Rosalba (Foto: Wellington Rocha)[/caption] O único pré-candidato a deputado federal pelo PSL, até agora, no RN é o general da reserva do Exército Eliéser Girão Monteiro Filho, que foi secretário da Segurança Pública e da Defesa Social do Estado, quando Rosalba Ciarlini era governadora. E também foi seu secretário em Mossoró, agora com Rosalba como prefeita, mas deixou o cargo para tentar uma vaguinha em Brasília. Se Rosalba pedisse, será que Girão não apoiaria Carlos Eduardo Alves e Kadu, filho de sua ex-chefe, num eventual segundo turno? O que diria Bolsonaro sobre isso, já que fala tanto em nova política? O capitão Bolsonaro influenciaria mais na decisão de Girão?
21 jul por João Ricardo Correia Tags:

Pré-candidatos se calam sobre temas de interesse do povo potiguar

Além das participações em procissões, entrevistas, batizados, velórios e dos acordos que anunciam os mesmos de sempre, o que pensam os pré-candidatos ao Governo do RN sobre segurança pública, saúde, educação, geração de emprego, moradia? Vão permanecer nesse lenga-lenga, nesse converseiro? É por essas e outras que o Rio Grande do Norte continua como um dos mais pobres estados brasileiros, apesar do potencial turístico, do sal, do petróleo e da energia eólica. E, copiando os pré-candidatos a cargos majoritários, os que desejam vagas na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados também divulgam, nas redes sociais, suas agendas. É bom que o eleitor também não esqueça de anotar o que pensa em dizer a cada um deles, principalmente na hora do voto.  
22 nov por João Ricardo Correia Tags:, ,

Casa de Saúde São Lucas e médico são condenados após morte de paciente

O juiz Ricardo Tinoco de Goes, da 6ª Vara Cível de Natal, condenou a Casa de Saúde São Lucas e um médico - CUJO NOME NÃO FOI INFORMADO NO PORTAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RN - funcionário do hospital a, solidariamente, indenizarem esposa e filha de um paciente que faleceu em virtude de falha no atendimento de saúde prestado pelo profissional que atendeu o idoso. Tal fato ocasionou a morte da vítima por infarto. Assim, o magistrado condenou os responsáveis pelo atendimento defeituoso pelos danos morais causados a ambas e, desde já, fixou-os no montante total correspondente a R$ 100 mil, valor sobre o qual deverão incidir juros de mora e correção monetária. As autoras ingressaram com Ação de Indenização por Danos Morais contra Casa de Saúde São Lucas S/A com a finalidade de que o hospital fosse condenado a ressarci-las pelos danos morais oriundos da perda prematura, respectivamente, do seu marido e pai, diante da negligência na prestação do serviço médico alusivo ao atendimento de urgência que lhe foi prestado. Para tanto, elas narraram que no dia 15 de novembro de 2009, o paciente, após mais de 24 horas de intenso sofrimento, veio a falecer, tendo como causa da sua morte “edema e congestão pulmonares, infarto agudo do miocárdio, cardiopatia hipertrófica e arteriosclerose sistêmica”, principiando tais ocorrências no dia anterior, ainda pela manhã, quando o mesmo despertou queixando-se de mal estar e apresentando palidez, sudorese, forte salivação e emitindo, do seu aparelho respiratório, um som assemelhado a um “roncado forte”. Disseram que diante da gravidade dos sintomas, levaram o idoso para a urgência do Hospital Papi, onde foi liberado para retornar a sua casa. Como houve agravamento dos sintomas, ele foi levado às pressas, desta vez para a Casa de Saúde São Lucas, tendo aguardado muito tempo para ser atendido pelo cardiologista que se encontrava de plantão. Mesmo assim, o médico, além de negar internamento do senhor de idade (haja vista ter feito diagnóstico errado), provocou-lhe esforço físico desnecessário, até a sua exaustão, com surgimento de forte sudorese e com dor no peito. Após isso, o paciente foi liberado e, já em sua residência, a situação se agravou, tendo o idoso retornado ao mesmo hospital, ocasião em que foi constatado infarto sofrido e a impossibilidade prática de revertê-lo, constatado assim o seu falecimento. Defesa O médico que atendeu o paciente ofereceu sua contestação, nela afirmando razões que, a seu sentir, asseguram-lhe o cumprimento dos deveres médicos, alusivos ao atendimento de urgência, aplicável ao caso de que tratam os autos. Já o hospital alegou não ser responsável pelo ocorrido, afirmando que os fatos que ensejaram a propositura da demanda apontam para a análise da conduta médica, sendo que em razão dessa premissa, pediu alternativamente ou pela sua exclusão do processo, ou pela responsabilidade do médico que atendeu o paciente. No mérito, sustentou a inexistência de quaisquer provas acerca do ato ilícito e consequentemente do dano que pudesse levar a responsabilidade do hospital, isso a considerar a conduta e o serviço que deste último se observou, pedindo, assim, pela improcedência do pedido. Decisão judicial Quando julgou a demanda, o juiz, por força da decisão de saneamento proferida na audiência preliminar, entendeu por bem admitir a denunciação da lide ao médico que prestou o atendimento de urgência ao paciente falecido. Com isso, ele passou a apurar as duas responsabilidades de modo independente (do hospital e do médico), concluindo pela presença de cada uma, respectivamente. Sobre a responsabilidade do médico denunciado, o magistrado considerou todas as assertivas partidas dele no sentido de que o paciente se levantasse e caminhasse, seja para o seu consultório, seja para a sala de exames e, também andando, desta retornasse, eram imposições que se mostravam, a teor do que ficou assegurado na instrução, inadequadas para um paciente idoso que apresentava sintomatologia com possível indicação de grave patologia cardíaca. Assim, entendeu que a responsabilidade do médico, sendo subjetiva, é comprovada diante da negligência e da imprudência ocorridas durante o atendimento prestado, e a do hospital, se mostra presente por força da responsabilidade objetiva decorrente do poder de interferência direta da Casa de Saúde na empresa Servimed, a revelar, de concreto, a vinculação do médico denunciado com o hospital denunciante. Fonte: Portal do TJRN
10 nov por João Ricardo Correia Tags:,

Mandado de Segurança: TJ, MP e AL confirmam matéria publicada no Companhia da Notícia

Seis dias após este informativo, com exclusividade, publicar que "Atraso nos repasses coloca gestão de Robinson em rota de colisão com TJ, MP e AL", as três instituições entraram com mandado de segurança contra o Estado, exigindo exatamente o pagamento dos repasses. A exigência é que as parcelas atrasadas do duodécimo sejam quitadas e o pagamento fique sendo feito, mensalmente, até o dia 20. CONFIRA ABAIXO: https://www.companhiadanoticia.com.br/atraso-nos-repasses-coloca-gestao-de-robinson-em-rota-de-colisao-com-tj-mp-e-al/
9 nov por João Ricardo Correia Tags:, , , , , , , , , ,

PT e PRB articulam lançar chapa para tomar lugar de Robinson Faria

[caption id="attachment_52769" align="aligncenter" width="681"] Senadora Fátima Bezerra, do PT, teria como companheiro de chapa...[/caption]   Uma candidatura ao Governo do RN, em 2018, pode ter começado a ser concretizada nesta semana, sob as bênçãos do todo-poderoso da Igreja Universal do Reino de Deus, o bispo Edir Macedo. Lideraria a chapa a senadora petista Fátima Bezerra, que teria como vice o sanfoneiro, vereador em Natal e também bispo da IURD, Francisco de Assis, presidente do PRB na capital potiguar. Nesta quarta-feira, segundo fontes deste informativo, líderes do PRB, partido que tem em seus quadros dezenas de evangélicos que seguem a orientação de Edir Macedo, e de agremiações religiosas que, digamos, não leem na cartilha da Igreja Universal, se reuniram em Natal e disseram que o “martelo foi batido” para que o nome de vice, na possível chapa encabeçada por Fátima Bezerra, seja a do bispo Francisco de Assis. "O aval veio lá cima, mas não foi do céu, foi do bispo Edir Macedo", brincou um dos participantes do encontro, não sabendo informar se o "fiador" do suposto acordo viria ao Rio Grande do Norte pedir votos.   [caption id="attachment_52770" align="aligncenter" width="656"] ... o bispo-vereador-sanfoneiro Francisco de Assis, da Igreja Universal[/caption]   De acordo com fontes dotadas de trânsito livre no segmento evangélico no Estado, até profissionais de comunicação e marketing já estariam sendo procurados, com o propósito de melhorar o desempenho de Francisco de Assis ao falar em público, pois mesmo sendo sanfoneiro e líder religioso, estaria deixando muito a desejar, na opinião dos líderes nacionais do PRB, na hora de “falar em política e pedir votos”. Um dos nomes que teriam surgido como opção para possível vice de Fátima Bezerra seria o do ex-prefeito de Parnamirim, Maurício Marques, antigo aliado e eleitor da petista, entretanto, o PRB teria dito “não”, para assegurar a vaga para um evangélico. Agora, é esperar! Amém?!  
3 nov por João Ricardo Correia Tags:, , , , , , , , , ,

Atraso nos repasses coloca gestão de Robinson em rota de colisão com TJ, MP e AL

[caption id="attachment_52763" align="aligncenter" width="489"] Robinson Faria: comendo o pão que o diabo amassou[/caption] Os atrasos nos repasses financeiros, pelo Governo do Rio Grande do Norte, ao Tribunal de Justiça, Ministério Público e Assembleia Legislativa podem provocar uma avalanche de paralisações dos serviços públicos a qualquer momento. Fontes deste informativo revelam que há, pelo menos, cerca de três meses os repasses financeiros não estariam sendo feitos regularmente e que os representantes das instituições prejudicadas ainda não "abriram a boca" por dois motivos: "rabo preso" e esperança de "dias melhores" a partir de 2018. Nos bastidores do TJ, AL e MP, não se fala em outra coisa: os salários do mês de novembro até já poderão atrasar, o que não ocorre há muito tempo. Segundo fontes com livre acesso à Governadoria, Robinson Faria teria escalado alguns "negociadores" para tentar acalmar os ânimos, que já estariam acirrados, mas não estaria obtendo êxito nas primeiras investidas, pois do "lado de lá" a exigência é clara: pagamento dos salários em dia e repasse financeiro. Caso isso não ocorra, é melhor o "governador da segurança", com se intitulava Robinson na campanha eleitoral, abastecer o estoque de tranquilizantes para ele e sua equipe, pois viria "chumbo grosso" de todos os lados, inclusive de parlamentares da base do Governo, que já não se sentem à vontade numa gestão que atrasa salários de servidores e enfrenta a maior criminalidade dos últimos anos, com mais de dois mil assassinatos registrados apenas nos dez primeiros meses de 2017. O tal "rabo preso" seria justificado por meio de ligações entre Robinson Faria, então presidente da AL, e outros colegas parlamentares, que estariam impossibilitados de fazer denúncias contra o atual chefe do executivo estadual, pois também terminariam envolvidos em, digamos, irregularidades que teriam abocanhado o erário público. "Tem muita coisa acontecendo nos bastidores dessas instituições, passando por possíveis candidaturas de magistrados em 2018, abafamento da discussão em torno do auxílio-moradia dos promotores de justiça, doação de carros para a Polícia Militar e ambulâncias pela Assembleia. É um cenário complexo que pode terminar, literalmente, parando os serviços no Estado, pois os servidores não suportam mais a humilhação de não receber salários e os que ainda recebem não querem correr esse risco", analisou um deputado estadual aposentado ouvido por nossa redação, na condição de manter-se no anonimato. "Robinson está comendo o pão que o diabo amassou", resume.
× Fale no ZAP